Concelho

VILA NOVA DE FAMALICÃO REAFIRMA-SE CIDADE EDUCADORA

Vila Nova de Famalicão reafirmou, esta amanhã, quinta-feira, o seu compromisso de Cidade Educadora, associando-se às comemorações do Dia Internacional das Cidades Educadoras, com um conjunto de atividades que arrancaram pelas 10 horas, nos Paços do Concelho. «Vila Nova de Famalicão orgulha-se de ser uma Cidade Educadora e assume-se como um dos concelhos mais empreendedores do país», assume Paulo Cunha. O presidente da Câmara Municipal confere que o dinamismo da sua juventude, a eficiência, a diversidade e qualificação dos recursos humanos, a qualidade de vida e o crescimento sustentado «fazem de Vila Nova de Famalicão um concelho com futuro».

O autarca destaca, ainda, que «uma cidade educativa é uma cidade que respira educação, isto é, tem presente em todas as suas dinâmicas e ações a vertente educativa». É para isso, assevera, «que trabalhamos com as nossas escolas, mas é também esse sempre um dos objetivos principais da nossa política cultural, desportiva e social».

As comemorações do Dia Internacional das Cidades Educadoras começaram com uma declamação do manifesto sobre o compromisso da autarquia com o Direito à Cidade Educadora, pela Escola de Artes de Famalicão. Seguiu-se um aplauso coletivo e hastear da bandeira (todas as cidades que fazem parte da Associação Internacional das Cidades Educadoras realizararam, à mesma hora – 10h15, o aplauso coletivo, com a duração de 1 minuto). Por fim, atuou a TUSEFA – Tuna Sénior Famalicão.

As comemorações decorrem sob o lema “O Direito à Cidade Educadora”, tendo como pressuposto que o direito à Educação deve garantir-se a toda a população, sem qualquer discriminação, bem como as oportunidades de formação que incluem as múltiplas oportunidades educativas ao longo da vida e as oportunidades que os governos locais oferecem à multiplicidade de instituições e associações.

Vila Nova de Famalicão aderiu em 2010 à Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE), passando a integrar também a Rede Territorial Portuguesa de Cidades Educadoras, organismos que promovem a troca e partilha de experiências, no âmbito da Educação e que entendem a cidade como um espaço de oferta de importantes elementos para uma formação integral do indivíduo.

Previous post

FAMALICÃO QUER ATRAIR JOVENS EMIGRANTES

Next post

PRESIDENTE DA CÂMARA PROCURA SOLUÇÕES PARA ONDA DE ASSALTOS

Imprensa Externa