Concelho

Variante à EN14 avança com nova ponte sobre o Rio Ave

A construção da variante à EN14, entre a Maia e Vila Nova de Famalicão, foi alvo de uma proposta do PSD da Trofa – um dos concelhos servidos pela estrada nacional -, no congresso do partido, no fim de semana.

Alberto Fonseca, o primeiro subscritor, pede que o investimento seja executado rapidamente após anos de espera.

O Governo indica que a obra entre a variante nascente de Famalicão e Santana foi adjudicada em dezembro e que os restantes troços estão “em avançado estado de projeto”.

Em julho do ano passado, o ministro Pedro Marques anunciava o lançamento do concurso “para começar a fazer a variante à EN14, no troço desde o nó do Jumbo até à Via Diagonal”, na Maia.

No entanto, o Ministério do Planeamento e Infraestruturas indica ao CM que a primeira fase da empreitada, já adjudicada, foi a “duplicação da EN14, entre a rotunda da Variante Nascente de Famalicão e a rotunda do Grocenter, e na beneficiação da mesma estrada entre esta rotunda e a nova rotunda de Santana [Ribeirão], que irá funcionar como interface para duas novas vias – a nova estrada de acesso direto à Continental e a nova variante para a Maia”, num investimento de 3,3 milhões de euros.

Quanto aos restantes troços, que estão a ser projetados, o Ministério destaca a ligação do interface rodoferroviário da Trofa a Santana, “incluindo a nova ponte sobre o rio Ave, troço que estava projetado com evidentes deficiências de ordem ambiental na travessia do rio, que foi preciso resolver”.

O PSD, que aprovou a proposta levada a congresso, indica que a EN14 é uma via “esgotada, insegura e intransitável”.

Fonte: Correio da Manhã

Previous post

Abono de família atribuído a 1.042.039 crianças

Next post

Temperaturas descem e chuva deve regressar no início da semana