UNIVERSIDADE DO MINHO ESCOLHE A GERAÇÕES

No âmbito de um protocolo celebrado entre a Universidade do Minho e a Associação Gerações, três finalistas do mestrado em educação pré-escolar e ensino do 1º ciclo do ensino básico estão a estagiar na instituição, com o objetivo de aprofundarem os seus conhecimentos e viverem de perto o trabalho desenvolvido com as crianças.

Este é um protocolo de vantagens mútuas para as duas instituições e uma mais-valia para as finalistas da UM: permite o tratamento de novas técnicas e de novas abordagens à educação infantil, reforçando a capacitação das colaboradoras da Associação Gerações; e reforça as competências das estagiárias numa instituição que é reconhecida pela inovação e pela abertura às novas correntes pedagógicas. As grandes beneficiárias desta interação entre os recursos humanos da Associação Gerações, as alunas e a Universidade do Minho, são as crianças que frequentam a instituição.

A permanência na Associação Gerações das finalistas da Universidade do Minho vai até janeiro, durante quatro dias por semana. Para além das rotinas diárias (acolhimento, higiene pessoal, atividades exteriores, atividades de sala, prolongamentos, refeições, entre outros), as finalistas envolvem-se, também, noutras iniciativas e ações que a Gerações, com as suas educadoras, desenvolve para as crianças.

 

Pintar Vivaldi

Dos projetos em desenvolvimento nesta altura do ano, as atenções viraram-se para a higiene dentária e para as comemorações do “Dia Internacional da Música”. Numa e noutra situação as crianças deixam a sua “marca” e as suas impressões que, em muitos casos, são verdadeiras caixinhas de surpresas.

No primeiro caso, a pesquisa desenvolvida pelas crianças levou-as à descoberta dos “micróbios” e dos “bichos” que atacam os dentes se não tiverem o cuidado de os lavar e de os escovar várias vezes ao dia.

Na preparação do “Dia Internacional da Música”, as crianças, antes da “hora do sono”, foram convidadas a ouvir António Vivaldi, um “mestre” da música clássica de estilo Barroco. Esta atividade levou-as a expressar, através de desenhos e pinturas, os seus sentimentos ao escutarem Vivaldi e foi uma surpresa muito rica verificar como elas expressaram os sentimentos que a música lhes provocou.

Comente esta notícia