Concelho

TUDO OCORRÊNCIAS MENORES

REVOLUÇÃO. Os comunistas andam por aí a comemorar efusivamente o centenário da Revolução de Outubro de 1917. Mas comemoram o quê? O Golpe de Estado? O regime de tirania, crueldade e terror imposto por Lenine?  A fome, a miséria, a carnificina e as guerras que instigou e patrocinou? A ditadura e o totalitarismo?  O saque violento e a apropriação da propriedade privada? A opressão, a perseguição, o silenciamento, a tortura e o assassinato “em nome do povo”? A morte de mais 100 milhões de pessoas? O que comemoram, afinal, tão entusiasticamente os comunistas?

PANTEÃO. António Costa, classificou o jantar no Panteão Nacional como uma utilização “absolutamente indigna do respeito devido à memória dos que aí honramos”. O Presidente da República concorda. Concordando-se ou não, a desfaçatez de António Costa é gritante. A realização do jantar do encerramento da  Web Summit,  naquele espaço, foi previamente abordado com o seu governo, autorizado pelo seu governo e nele participaram membros do seu governo. Tão pouco esta foi a primeira vez. No passado mês de outubro, a NAV Portugal, uma empresa pública tutelada pelo Ministério do Planeamento de Infraestruturas aí realizou o seu jantar de gala. António Costa toma os portugueses por imbecis e distraídos.

 ACONTECE. Uma auditoria do Tribunal de Contas conclui que o governo falseou os dados estatísticos de modo a diminuir artificialmente as listas e os tempos de espera para consultas e intervenções hospitalares. Uma “questão informática” comenta o governo. Pela primeira vez, num hospital público, um surto de Legionella infeta cinco dezenas de doentes e provoca a morte de cinco deles. Apenas “falhas técnicas” assegura o Ministro da Saúde. A PSP, por ordem do Ministério Público, interrompe os velórios para levar os corpos para autópsia. “São situações que acontecem” diz o governo perante o episódio macabro e a dor causada às famílias. Tudo é relativizado. Nada é grave. Para este governo os problemas são sempre ocorrências menores, são “situações que acontecem”.

Jorge Paulo Oliveira

(Deputado do PSD na Assembleia da República)

Previous post

FAMALICENSE DE 20 ANOS MORRE AO CAIR DE 10º ANDAR EM AVEIRO

Next post

A TIA ESCREVE AO AFONSO OS DIAS VIVIDOS NA SELVA

Imprensa Externa

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *