Concelho

Territórios Dramáticos começam hoje

Começa hoje, 18 de maio, a segunda edição do “Territórios Dramáticos”. Até 28 de maio, a vila de Joane é palco do pulsar artístico da dramaturgia contemporânea nacional com uma programação diversificada, numa iniciativa organizada pelo Teatro da Didascália.

O encontro decorre no FAUNA – recém-inaugurado espaço da companhia e no Centro Cultural de Juventude de Joane (CCJJ).

O “Museu da Existência”, da companhia Amarelo Silvestre, abre o encontro com um espetáculo que nasce de um trabalho prévio com a comunidade. Os criadores visitaram cinco casas da região para desenvolverem uma escrita dramática a partir da memória de objetos simbólicos de pessoas. A peça pode ser vista hoje, sexta-feira, e amanhã, sábado, no FAUNA, às 18 horas e às 21h30.

No domingo, 20 de maio, às 16 horas, o CCJJ recebe “O cão que corre atrás de mim (e o avô Elísio à janela)”. Criado por Filipe Caldeira, o espetáculo, para maiores de 3 anos, apresenta “um retrato-memória da infância escrito a quatro mãos”. Em relação às atividades paralelas, destaque para “Cear e Falar” (sábado, dia 19) após a apresentação de o “Museu da Existência”, que promove uma conversa “regada” com Vinho Verde. No mesmo dia, entre as 10 e as 12h30, “PLAY” chega ao CCJJ: uma oficina dedicada às famílias. O preço é de cinco euros e as inscrições devem ser feitas através do e-mail [email protected] ou pelo 924 305 850. O preço dos bilhetes para os espetáculos varia entre os três e os quatro euros (com desconto para estudantes, maiores de 65 anos e para grupos de seis ou mais pessoas). As reservas podem ser feitas através do e-mail [email protected] ou pelo 912 761 740.

A programação prossegue no dia 25, às 21h30, no Fauna, com “Brisa ou Tufão”, de Mafalda Saloio. No dia 26, também às 21h30, mas no CCJJ, assista a “Portugal não é um país pequeno”, do Hotel Europa. No dia 27 e 28, às 16 horas, no Fauna, acontece o espetáculo, “Manipula#som”, de malabarismo, som e música. “Cear e Falar” volta no dia 25 e 26, após os espetáculos. No dia 27, na sala de ensaios da ACE Famalicão, entre as 9 e as 18 horas, decorre uma Oficina de Teatro Documental, dirigida a estudantes e profissionais de teatro, desenvolvida por André Amálio (Hotel Europa). O preço é de 15 euros.

Previous post

Famalicão assinala este domingo o Dia Internacional da Família

Next post

"As sensações e as Emoções na Arquitectura" segundo Pedro Napoleão

Cidade Hoje