Foco de covid-19 em empresa de conservas de Vila do Conde

Há pelo menos dez casos de covid 19 entre os funcionários da fábrica de conservas Gencoal, das Caxinas, Vila do Conde.

A empresa, com 170 trabalhadores, está a ser acompanhada pelas autoridades de saúde, nomeadamente pela ARS Norte, que confirma o foco mas não avança com números.

Entretanto, estão a ser testadas todas as pessoas que estiveram em contacto com as pessoas infetadas.

Por enquanto, a Gencoal, que produz conservas de sardinha, cavala e salmão, continua a laborar.

Covid-19: Há 62 infetados em Centro da Santa Casa de Vila do Conde

Há 62 pessoas do Centro de Apoio à Reabilitação de Pessoas com Deficiência de Touguinha (CARPD), em Vila do Conde, que deram positivo ao teste da Covid-19.

A informação está a ser avançada através de um comunicado, publicado no site da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde.

Face a estes resultados a instituição “voltou a reforçar as medidas de contingência, tendo já circunscrito e limitado áreas e separado utentes positivos de negativos para a doença COVID-19”.

Houve um reforço da equipa de saúde interna com enfermeiros e médicos em permanência a cobrir as várias áreas, entre elas a cerca sanitária e a área designada de limpa, de forma a monitorizar de forma apertada e vigilante sintomas.

Os doentes encontram-se, na sua grande maioria, assintomáticos.

Famalicense julgado por disparar sobre o amigo por causa de um cão

Um famalicense, de 65 anos, residente em Vila do Conde, foi absolvido pelo Tribunal de Braga. Em causa estavam disparos sobre um amigo, por causa de um cão.

Os dois foram amigos e vizinhos na freguesia de Guimancelos. José Maria tinha um cão, da raça chow-chow, e a namorada de Ricardo, o queixoso, ofereceu-lhe uma cadela da mesma raça, ficando combinado que aquele lhe daria uma cria.

Em 2017, José Maria foi viver para Vila do Conde, deixando e ser vizinhos. Porque não tinha entregue o cachorro, como combinado, Ricardo, a namorada e um primo, procuraram José Maria em Vila do Conde. Foi mal recebido pelo ex-amigo.

A acusação dizia que José Maria lhe deu uma chapada na cara e, no meio de empurrões, dirigiu-se para o carro onde tinha um revólver, uma Magnum calibre 7.65 mm. “Não sais daqui a bem, sais a mal!”, terá dito, ao mesmo tempo que disparou três tiros.

O confronto continuou com empurrões e gritos até que os três conseguiram imobilizar o agressor. A GNR foi chamada ao local. José Maria ficou acusado de tentativa de homicídio, detenção de arma proibida e uso e porte de arma em estado de embriaguez.

No julgamento, os juízes consideraram não haver provas de que disparou, a três metros de distância, para o corpo do queixoso, dando apenas como demonstrado que deu dois tiros, mas para o ar. Concluíram, ainda, que não estava bêbado quando puxou da pistola.

Fonte: O Minho

Golfinhos mortos dão à costa nas praias da Póvoa de Varzim e Vila do Conde

Dois golfinhos deram à costa sem vida, durante esta terça-feira, em praias da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

O primeiro surgiu na praia de Santo André, na Aguçadoura, Póvoa de Varzim, enquanto que o segundo foi encontrado na praia da Árvore, já em Vila do Conde.

Ao Jornal de Notícias, o comandante das capitanias da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde, José Marques Coelho, disse que este tipo de situações são normais, não devendo representar perigo para a população.

Os dois animais foram recolhidos pelo Centro de Reabilitação de Animais Marinhos de Quiaios da Figueira da Foz.

Most Popular Topics

Editor Picks