Conferências pelos caminhos e memórias da indústria têxtil

“Percursos e Memórias da Indústria na Bacia do Ave” é o tema de um ciclo de conferências promovido pelo Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave que contempla visitas guiadas a espaços industriais da região. A iniciativa, que conta com três conferências até ao final do ano, é de participação gratuita, com inscrições e informações junto do Museu da Indústria Têxtil ou através do email [email protected].

A primeira conferência realiza-se na tarde do dia 12 de outubro, a partir das 15 horas, com a arquiteta Luísa Sousa Ribeiro. A docente da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto vem falar sobre o “Paternalismo Industrial do Vale do Ave. O caso da Fábrica do Ferro”. Depois, os participantes são convidados a visitar a fábrica de fiação e tecidos de Fafe (Fábrica do Ferro), num autocarro disponibilizado gratuitamente.

No dia 16 de novembro, a partir das 15 horas, debate-se “A Fábrica de lanifícios do Barão da Trovisqueira, a têxtil inaugural de Riba de Ave”, com Mário Bruno Pastor da Universidade Católica Portuguesa. A visita guiada será ao local onde esteve implantada a fábrica em Riba de Ave.

“O contributo da Revista Guimarães para a mudança do paradigma industrial local” é o tema da terceira e última conferência, marcada para 7 de dezembro. Paula Ramos Nogueira da Universidade de Coimbra, Instituto de Investigação Interdisciplinar, Centro de Física, é a oradora convidada. A visita será à exposição temporária “Indústria Têxtil da Guimarães: do sistema antigo ao advento das máquinas” (Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, Guimarães).

Most Popular Topics

Editor Picks