Mais de 10 milhões receberam alerta da Proteção Civil por SMS

Mais de 10,5 milhões de pessoas em Portugal receberem, na quinta-feira, a mensagem de telemóvel (SMS) sobre as restrições especiais de circulação e a situação de risco devido à covid-19, anunciou a Proteção Civil.

Em comunicado, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) refere que a mensagem sobre a situação de risco relacionada com a pandemia de covid-19, e em particular quanto às restrições especiais de circulação a adotar até a próxima segunda-feira, foi recebida por 10 milhões de clientes nacionais e os restantes por clientes internacionais que se encontram em Portugal Continental.

“COVID19: Especiais restrições de circulação 9 a 13 abril. Nesta Pascoa fique em casa. Previna contagio. Info em covid19estamoson.gov.pt / www.prociv.pt / ANEPC”, foi o conteúdo do SMS recebido em português e em inglês.

As novas restrições de circulação impostas na renovação do estado de emergência estipulam que entre as 00:00 de quinta-feira e as 24:00 do dia 13, as deslocações não poderão fazer-se para fora do concelho de residência, salvo em situações autorizadas, como as relacionadas com o trabalho.

A operação conjunta de fiscalização da PSP e da GNR conta com 35 mil elementos no terreno.

Covid-19: Proteção Civil avisa população por SMS

A Proteção Civil está a proceder ao envio de mensagens escritas para a população portuguesa a avisar das restrições em vigor. A SMS tem uma ligação para a página de internet do governo criada para o efeito, onde os portugueses podem esclarecer todas as dúvidas sobre o estado de emergência e todas as suas condicionantes.

Respeite as regras.
Não saia de casa.

Alerta: Portugueses estão a receber SMS’s sobre Covid-19 que são burla

O Ministério da Saúde informa que está a decorrer uma campanha de fraudulenta através de SMS (smishing= phishing por SMS) de um remetente que se faz passar pelo Serviço Nacional de Saúde.

Caso receba a seguinte SMS a pedir o seu código postal (como na imagem abaixo) a SPMS aconselha a NÃO CLICAR em qualquer link, NEM FORNECER QUALQUER TIPO DE INFORMAÇÃO.

A situação já terá sido reportada às autoridades que agora investigam.

Operadoras dão chamadas, sms e internet aos profissionais de saúde durante pandemia

Todas as operadoras móveis portuguesas estão a oferecer minutos de conversação, sms’s, e até internet móvel aos profissionais de saúde.

O acordo surge depois de o Gabinete de Resposta Digital ao Covid-19, coordenado pelo Ministério da Economia e da Transição Digital, ter solicitado o apoio das redes para encontrar soluções urgentes, que salvaguardem os consumos de comunicações eletrónicas por parte dos profissionais de saúde do SNS.

Da oferta constam: 10 mil minutos de voz para redes fixas e móveis nacionais
; 10 mil SMS para redes móveis nacionais
; e 10 GB de dados móveis

Estes benefícios serão associados aos tarifários de serviço telefónico móvel subscritos pelos profissionais do SNS e serão renovados no primeiro dia de cada mês enquanto a se mantiver a pandemia.

Os interessados em solicitar esta oferta devem preencher o formulário no seguinte link:

https://covid19estamoson.gov.pt/apoio-digital-aos-profissionais-de-saude/

Nova linha SMS de apoio à vítima de violência doméstica recebeu 44 contactos

A nova linha SMS de apoio a vítimas de violência doméstica recebeu 44 contactos, desde que foi lançada, a 27 de março. O número é gratuito e apenas é preciso enviar um SMS para o 3060 para pedir socorro.

Os dados foram divulgados na sexta-feira pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

Rosa Monteiro considera que os números, para já, estão dentro do normal, mas com tendência para subir devido ao isolamento social.

A Secretária de Estado referiu que há um aumento de procura de apoio psicológico no caso das mulheres que já estavam a ser acompanhadas. «Situações de estado de ansiedade, situações de pânico, porque estas pessoas viveram situações obviamente traumáticas, com históricos de violência», esclareceu.

A linha SMS pretende reforçar as formas de pedido de ajuda durante o período de isolamento social em que as vítimas podem estar confinadas ao mesmo espaço que os agressores.

Já sabe onde vai votar?

São várias as formas de saber onde tem que ir votar e a que secção de voto tem que se dirigir.

  • Se estiver com acesso à internet, saiba que pode obter essa informação através do site https://www.recenseamento.mai.gov.pt/ basta preencher os dados que lhe são solicitados.
  • Por SMS basta enviar uma mensagem para o número 3838, com “RE (espaço) número de CC/BI (espaço) data de nascimento”, escrevendo a data a começar pelo ano, mês e dia de nascimento [aaaammdd].
  • Através da APP do Mai pode também obter essa informação. Aceda ao menu Serviços e depois selecione Saiba onde irá votar.

As urnas de voto estarão abertas até às 19h00 deste domingo.

Most Popular Topics

Editor Picks