CIDADE HOJE leva até si Domingo de Ramos, Semana Santa e Páscoa

Neste tempo de recolhimento social, obrigados pela pandemia Covid-19, Cidade Hoje leva até si as celebrações religiosas da Semana Santa.

Estando todos privados de, presencialmente, vivermos este tempo, Cidade Hoje não podia deixar de levar até si estas celebrações tão queridas e vividas intensamente por todos.

Através da rádio e facebook, vamos transmitir a missa de Domingo de Ramos, este domingo, às 10h30, na Matriz Antiga; Quinta-feira Santa, Celebração da Instituição da Eucaristia, dia 9, às 18h, na Matriz Antiga; Sexta-feira Santa, Oração de Laudes, dia 10, às 10h30 e Celebração da paixão de Cristo, às 15h, na Matriz Antiga; sábado Santo, Vigília Pascal, dia 11, às 21h, Matriz Antiga; e Domingo de Páscoa, Missa Pascal, dia 12, às 10h30, na Matriz Antiga.

Todas estas cerimónias, promovidas pelo Arciprestado de Famalicão e Confraria das Santas Chagas, decorrem “à porta fechada”, mas não deixe de viver e sentir este tempo Pascal, em exclusivo, via rádio Cidade Hoje (94 Fm) e facebook.

 

Semana da Leitura envolve bibliotecas, escolas e rádios

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e a Rede Concelhia das Bibliotecas Escolares promovem, entre 9 e 14 de março, a 11ª edição da Semana da Leitura das Bibliotecas de Famalicão. Este ano, o tema é “Somos o que lemos”.

A sessão de abertura do evento decorre no dia 9, pelas 15h00, na EB2,3 D. Maria II com a presença da diretora do Agrupamento de Escolas d. Maria II, Cândida Pinto; do vereador da Educação e Conhecimento, Leonel Rocha; do Coordenador Interconcelhio das Bibliotecas Escolares, António Pires, e da escritora e jornalista Filipa Martins, que é a “madrinha” da edição deste ano.

Do programa destaca-se o encontro com a escritora Carla Garrido, no dia 10, com a apresentação do livro “A Gaivota Carlota” e o espetáculo “O Tio Fontaine”, pela Associação Artística ETCetera Teatro, no dia 13, ambas as iniciativas decorrem na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco. Referência ainda para o atelier para seniores “Flores de Papel”, no dia 10, que terá lugar no Polo da Biblioteca de Pousada de Saramagos; a tertúlia “Ecos de Leitura”, no dia 11, a realizar no Polo da Biblioteca de Riba de Ave; o recital de música e poesia com atuações musicais de membros da Escola de Música do CCDR e momentos de poesia protagonizados por Sandra Escudeiro e convidados, no dia 13, no Polo da Biblioteca de Ribeirão e, a sessão de conto, no Polo da Biblioteca de Lousado, com a história “Não venham já ou uma casa virada do avesso, de João Pedro Mésseder.

Inserida na Semana da Leitura irá decorrer uma vez mais a iniciativa Famalicão a LER, que será assinalada no dia 12 de março, pelas 10h15, e que envolve, em simultâneo, escolas, instituições, autarquia e rádios locais, entre outras organizações. O objetivo é que durante 15 minutos todos os famalicenses possam interromper os seus afazeres para usufruir de breves momentos de leitura, seja ela de um livro, de um jornal ou de uma revista. O envolvimento das rádios locais, nomeadamente a Rádio Cidade Hoje e a Rádio Digital, permitirá levar a leitura para o domínio público e coletivo, potenciando, ainda mais, a promoção do livro e da leitura.

Consulte o programa da 11ª Semana da Leitura Concelhia através do site http://www.bibliotecacamilocastelobranco.org/

Trinta anos d´As Nossas Raízes promete encher Casa das Artes

Na tarde do dia 9 de fevereiro, a partir das 15 horas, o grande auditório da Casa das Artes de Famalicão recebe a gala de aniversário dos 30 anos do programa “As Nossas Raízes”, da CIDADE HOJE Rádio. Conduzido e produzido por Manuel Sanches e Susy Mónica, o programa tem dado palco a artistas, famalicenses e não só, muitos dos quais estarão presentes nesta gala.

A entrada para o espetáculo de 9 de fevereiro é livre, mas carece de levantamento de bilhete, disponível nas instalações da CIDADE HOJE, no edifício Vilarminda.

Música, poesia, dança e prémios é o que lhe prometemos numa tarde memorável.

D.Jorge Ortiga reage com apreensão ao encerramento da Rádio SIM do Grupo Renascença

O Arcebispo acolheu com apreensão e surpresa a decisão, por parte da gerência da Rádio Renascença, de “descontinuar” a Rádio SIM, emitida a partir da capital, com várias frequências pelo país.

“Não podemos deixar de pensar nos trabalhadores. Esperamos que para todos se encontrem soluções de harmonia com as determinações laborais, sabendo, à partida, que isso já foi devidamente equacionado. Aos colaboradores, que em espírito de gratuidade se entregaram de corpo e alma a este projecto, testemunhamos a nossa sincera gratidão e esperamos que continuem a trabalhar connosco em projectos que venham a ser concretizados.
A Rádio SIM era uma presença da Igreja na comunicação social com grande acolhimento por parte dos cristãos.
Num tempo em que cresce o número de idosos em Portugal, a Igreja deveria ser-lhes próxima, produzindo conteúdos que lhes proporcionassem companhia e os ajudassem, muito concretamente, a viver, aprofundar e a celebrar a fé. Bem como a serem informados sobre a actualidade da Igreja.
A Arquidiocese sempre favoreceu a unidade eclesial, consciente de que a vida acontece nas grandes cidades e nas periferias. Para fomentar esta experiência, foi renunciando a diversas iniciativas de índole local. Sabe que não é possível ser Igreja sem uma abertura à universalidade, começando por vivê-la a nível nacional. Disponibilizou gratuitamente, para o efeito, espaços e motivou as pessoas para uma generosidade em prol de um projecto de abrangência nacional.
Acreditamos na força e na importância dos meios de comunicação social. A Arquidiocese repensará a sua presença na rádio — sem perder muito tempo — e garantirá aos cristãos mais simples e humildes a escuta da voz da Igreja.”
D.Jorge Ortiga

A notícia foi debatida com o Cabido Metropolita que na Arquidiocese de Braga funciona como Colégio de Consultores, e o Cabido gostaria, de igual modo, de marcar a sua incompreensão e tristeza pelo sucedido.

Fontes envolvidas no processo garantem que parte das frequências utilizadas até então pela Rádio SIM, deverão, em breve, passar a retransmitir a Mega Hits, a rádio do Grupo Renascença direcionada para o público jovem.

Carrinha furtada em Guimarães é encontrada por padeiro em Mogege

Uma viatura de mercadorias, furtada nos últimos dias em Guimarães, foi recuperada esta quarta-feira no concelho de Vila Nova de Famalicão.

A carrinha, que teria desaparecido da freguesia de Fermentões, acabou por ser localizada em Mogege, por um padeiro que ouviu o alerta do furto numa das rádios locais de Guimarães.

O veículo foi encontrado esta madrugada, enquanto o padeiro fazia a habitual ronda por algumas freguesias do concelho de Famalicão. Assim que percebeu que a carrinha correspondia ao alerta difundido na Rádio Santiago, entrou em contacto de imediato com a estação emissora de Guimarães e reportou o achado.

O proprietário da viatura foi chamado ao local e as autoridades tomaram conta do caso.

Rádio Cidade Hoje celebra os 30 anos no Eugénios

A Rádio Cidade Hoje celebra 30 anos no próximo mês de novembro e vai assinalar a data com um jantar, que inclui animação.

A grande festa está marcada para o dia 22 de novembro, no Restaurante Eugénio´s, em Calendário, com início marcado para as 20 horas.

Venha celebrar com a Cidade Hoje estes 30 anos. Pode garantir o bilhete de ingresso nas instalações da Cidade Hoje (Edifício Vilarminda), no Restaurante Eugénio`s ou nos quiosques da cidade:

  • Quiosque Magote (Depois da 2.ª Repartição de Finanças)
  • Tabacaria Pip`s Bazar (Avenida 25 de Abril)
  • Tabacaria/Quiosque Tempo de Opinião do E. Leclerc
  • Quiosque Calendário (Junto à bomba da BP)
  • Caixa Central do Intermarché
  • Quiosque Sorte à Vista (Junto à antiga matriz)
  • Tabacaria Sampaio (Avenida Narciso Ferreira / Central de Camionagem)

Venha festejar com a rádio que também é sua, e esteja pronto para uma grande noite de animação, com surpresas.

O jantar custa 20 euros por pessoa.
Mais informações: 252 301 780

Most Popular Topics

Editor Picks