Tempo: Chuva forte até sábado e depois regressa o tempo seco e frio

Em declarações à Lusa, a meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), adiantou que até sábado está prevista a passagem de sucessivas ondulações frontais que vão trazer chuva forte.

“Hoje de manhã temos já períodos de chuva em geral fraca e a partir da manhã prevê-se um aumento da intensidade e frequência da precipitação, especialmente no norte e cento, acompanhada de vento forte com rajadas nas terras altas até 100 quilómetros por hora”, disse.

Esta situação levou já a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a emitir na quarta-feira um alerta para o agravamento das condições meteorológicas, em particular nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga e Porto.

A ANEPC recomenda que seja dada “especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações”, uma vez que poderá haver acumulação de água da chuva nas bacias hidrográficas de Lima, Cávado e margem norte do Douro.

Em declarações à Lusa, a meteorologista Maria João Frada indicou que para o final do dia de hoje está também prevista chuva, mas em geral fraca no Algarve e baixo Alentejo.

“Por causa do mau tempo, o IPMA emitiu aviso laranja para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros, podendo atingir 9 metros de altura máxima”, disse.

Este aviso laranja vai estar em vigor entre as 12:00 e as 18:00 de hoje.

Os distritos de Coimbra, Leiria e Lisboa, também estão sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste/sudoeste com 4 a 5 metros até às 21:00 de hoje.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para Viana do Castelo, Braga e Porto devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte, entre as 12:00 e as 18:00 de hoje.

Os distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Aveiro, Vila Real, Guarda, Viseu e Coimbra devido ao vento forte de sul, com rajadas até 80 quilómetros por hora no litoral e rajadas até 100 quilómetros por hora nas terras altas entre as 09:00 e as 18:00 de hoje.

“Para sexta-feira prevê-se uma diminuição considerável da intensidade do vento. Teremos neblinas e nevoeiros matinais e uma descida significativa das temperaturas mínimas. Vão rondar os 3 a 6 graus no norte e centro”, disse.

Segundo Maria João Frada, na sexta-feira estão previstos aguaceiros fracos durante a madrugada nas regiões do norte e centro, podendo ocorrer queda de neve.

“No sábado voltamos a ter uma aproximação de ondulação frontal com a vinda de chuva. Vai ser um dia com muita chuva e vento em todo o território. Esta chuva pode ser temporariamente intensa, acompanhado por vento forte, em especial no litoral e nas terras altas e queda de neve de madrugada em quotas acima dos 700/900 metros”, referiu.

Para domingo, indicou Maria João Frada, está prevista uma melhoria com o regresso do tempo seco, mas também do frio com a descida acentuada das temperaturas e vento, que vão fazer aumentar o desconforto térmico.

De acordo com o IPMA, as temperaturas mínimas vão descer em Portugal continental na ordem dos 7 graus Celsius.

“No domingo, as temperaturas mínimas vão rondar os -2 e 1 no nordeste transmontano e Beira Alta, entre 4 e 6 graus no resto do território, com exceção do Algarve que será entre os 5 e os 8 graus. Na segunda-feira, as temperaturas mínimas voltam a descer 2 graus nas regiões do norte e centro”, disse.

Depressão ‘Amelie’ traz agitação marítima e vento forte no litoral Norte e Centro

“Em Portugal continental, a referida depressão não deverá ter impacto significativo no estado do tempo, prevendo-se ocorrência de precipitação e intensificação do vento a partir do final do dia de hoje no litoral Norte e Centro e nas terras altas, devido à aproximação e passagem de um sistema frontal associado à depressão”, explicou à Lusa a meteorologista Madalena Rodrigues.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a chuva não deve atingir valores correspondentes ao aviso Amarelo, o mais baixo a representar algum risco numa escala de quatro.

A rajada máxima de vento prevista para as terras altas do Norte e do Centro irá ter intensidade de até 90 quilómetros por hora, no limiar mais baixo do aviso amarelo, pelo que poderá ser emitido este aviso para as respetivas regiões.

Por outro lado, as zonas marítimas de responsabilidade nacional “serão afetadas com agitação marítima forte e consequente emissão de aviso Amarelo a norte do Cabo Raso” para domingo.

Está emitido o aviso amarelo para agitação marítima nas zonas costeiras dos distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, leiria, Lisboa, Porto e Viana do Castelo.

A depressão Amelie, assim denominada pela agência de meteorologia espanhola, está centrada a sul da Islândia desde as 21:00 UTC (a mesma hora de Lisboa) de sexta-feira e desloca-se para leste-sueste, em direção ao Golfo da Biscaia, onde deverá centrar-se por volta das 23:00 de hoje, com uma pressão atmosférica prevista no seu centro de 977 hPa.

Para domingo, o IPMA prevê para o Continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, em especial a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e agitação marítima forte a norte do Cabo da Roca.

O vento soprará fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante oeste, por vezes forte (até 40 km/h) na faixa costeira a norte do Cabo da Roca até ao início da manhã, soprando moderado a forte (30 a 45 km/h) nas terras altas com rajadas até 90 km/h, em especial no Norte e Centro.

As temperaturas devem variar no domingo entre os 20 e os 17 graus Celcius em Lisboa, entre os 18º e os 14º no Porto, entre os 22º e os 16º em Faro.

Chuva de regresso no arranque da semana

Até à próxima quarta-feira está de regresso o mau tempo. Uma situação que se deve fazer sentir de forma mais intensa a norte de Portugal continental.

No entanto, e apesar da chuva, as previsões continuam a prever temperaturas próximas dos 30c.º.

Para esta segunda-feira Braga vai chegar aos 29c.º, Viana e Porto aos 22 graus.

Entretanto para terça-feira mantém-se a previsão para Braga e há uma ligeira subida das temperaturas máximas nas regiões mais próximas da costa.

A situação volta a estabilizar a meio da semana com o regresso do tempo quente e seco.

Most Popular Topics

Editor Picks