Tempo: Chuva e vento vão continuar ao longo da semana, mas o “pior já passou”

“O pior já passou. As maiores quantidades de precipitação já ocorreram e neste momento vamos ficar num regime de aguaceiros que serão fracos nas regiões sul e no norte podem ser ainda pontualmente fortes e acompanhados de trovoada”, disse à agência Lusa a meteorologista Patrícia Gomes.

De acordo com a especialista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o vento vai continuar a soprar com alguma intensidade nas terras altas e, por isso, ainda se há aviso amarelo para a previsão de vento forte com rajadas de 70 quilómetros por hora (km/h), sendo de 90 a 100 quilómetros nas terras altas.

“Para hoje existe também um aviso amarelo para agitação marítima com previsão de ondas com 4 a 5 metros na faixa costeira ocidental entre Viana do Castelo e Lisboa”, disse.

Patrícia Gomes esclareceu ainda que o mau tempo não está relacionado com a passagem de duas depressões, uma em Espanha e outra em França.

“Nos próximos dias vamos ter sempre precipitação mais ou menos fraca e o vento vai soprar com menos intensidade será ainda forte nas terras altas, mas não tão forte como na noite de domingo para segunda-feira. Esta situação vai manter-se até sexta-feira”, contou.

No que diz respeito às temperaturas, Patrícia Gomes adiantou que vão registar-se apenas pequenas variações de um a dois graus ao longo da semana.

Fontes dos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) dos distritos de Viseu, Porto, Guarda, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco e Braga adiantaram hoje à Lusa que registaram até cerca das 07:00 dezenas de ocorrências relacionadas sobretudo com quedas de árvores, mas também devido à queda de estruturas e pequenas inundações.

Estes distritos estiveram sob aviso laranja do IPMA por causa da previsão de chuva forte e persistente, acompanhada de trovoadas e rajadas fortes e vento forte do quadrante oeste, com rajadas até 85 quilómetros por hora, sendo de 120 quilómetros por hora (Km/hora) nas terras altas.

Estes distritos passaram, entretanto, a aviso amarelo apenas para a previsão de vento forte com rajadas até 85 km/h, diminuindo gradualmente para 70 km/h, e de 110 km/h nas terras altas.

Este aviso amarelo vai estar em vigor até às 18:00 de hoje.

No domingo, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu um aviso à população dos distritos de Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Porto Viana do Castelo e Viseu, devido ao agravamento das condições meteorológica.

 

Tempo: Semana de sol a partir de terça-feira

A semana que se segue vai ser de bom tempo, a partir de terça-feira, de acordo com as previsões do instituto português do mar e da atmosfera.

Até sexta-feira as máximas em Vila Nova de Famalicão vão até aos 18.cº, sendo que para o próximo fim de semana, sábado e domingo, os termómetros poderão atingir os 20.cº.

Ainda segundo o IPMA, a chuva só deverá regressar a partir do dia 25 deste mês.

Aviso amarelo para a região devido ao mau tempo

Doze distritos do continente vão estar na quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, queda de neve e precipitação, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o instituto, os distritos de Viseu e Vila Real vão estar sob aviso amarelo entre as 9h e as 21h de quinta-feira por causa da previsão de chuva persistente e por vezes forte.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga vão estar sujeitos ao mesmo aviso amarelo devido à chuva (entre as 9h e as 21h de quinta-feira), mas também por causa da agitação marítima (entre as 0h de quinta-feira e as 6h de sábado).

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra, mas só por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros (entre as 0h de quinta-feira e as 6h00 de sábado).

Os distritos de Castelo Branco e da Guarda estão também sob aviso amarelo mas por causa da queda de neve entre 1 entre a 10 centímetros nos mil a 1600 metros (entre as 3h e as 12h de quinta-feira).

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas atividades”.

Most Popular Topics

Editor Picks