Pedro Almeida testa ritmo no Rally Fafe Montelongo da ERC

Pedro Almeida e Hugo Magalhães vão participar no Rally Fafe Montelongo, prova da ERC-European Rally Championship, que se realiza este fim de semana. «O nosso objetivo é andar rápido e próximo dos melhores e mais experientes pilotos do ERC júnior, testar o nível competitivo e melhorar o ritmo ao segundo por quilómetro. É esta determinação que levamos e o desafio que temos pela frente, para um rally muito exigente pela quilometragem, pela sequência de classificativas e pela rapidez do traçado», analisa o piloto.

Recorde-se que Pedro Almeida decidiu este ano fazer um conjunto de provas do ERC, tendo já participado na prova de Roma.

O Rally de Fafe Montelongo, disputado em pisos de asfalto, traz a Portugal os principais pilotos do ERC. Tem seis classificativas, repetidas por três vezes pelos pilotos, num total de 18 especiais contra o cronómetro.

Mesmo participando na prova do ERC, Pedro Almeida e Hugo Magalhães vão disputar, na próxima semana, a prova da Peugeot Rally Cup Iberica e Campeonato de Portugal.

Rali: Pedro Almeida confiante para a Ilha da Madeira

Pedro Almeida e Hugo Magalhães estão confiantes para o Rali Vinho da Madeira e partem com o objetivo de rodar entre os primeiros na sua categoria.

O Rally Vinho da Madeira 2020 tem dezasseis especiais de classificação, divididas pelos dias de sexta-feira e sábado. Os pilotos têm pela frente cerca de 160km cronometrados nas muito rápidas e sinuosas estradas da Ilha da Madeira.

O piloto famalicense reconhece a «dificuldade dessas especiais, muito rápidas, muito técnicas e muito exigentes ao nível da condução». Há duas semanas, a dupla fez o Rali da Calheta, prova em que levou o Peugeot208R4 ao triunfo entre os carros de 2RM. «O Rali da Calheta deu-nos bons indicadores, fizemos acertos importantes no carro, e se ai conseguimos andar bem no asfalto da Madeira, agora queremos repetir a performance, mesmo sabendo que o nível estará mais elevado e a luta ao cronómetro vai ser muito intensa», apontou o piloto.

«Estamos a construir o nosso caminho, temos cada vez mais conhecimento do Peugeot208Rally4 e isso permite-nos evoluir nos registos que temos feito. Óbvio que se conseguir ser o melhor não vou deixar-me ficar atrás de quem quer que seja, mas gostava de deixar claro que o nosso trabalho, meu, do Hugo e da The Racing Factory, é focado em progressão, em melhorar comportamentos e conhecimento como piloto. São estas bases que nos vão fazer estar mais próximos das vitórias», apontou Pedro Almeida.

Toda a equipa aproveitou o dia de terça-feira para os reconhecimentos das SS do Vinho da Madeira e para os últimos testes. «O Peugeot é um carro que nos tem dado bons indicadores e os testes que realizamos permitiram-nos perceber ainda melhor o que podemos tirar da máquina para a exigência do rali e intensidade da corrida», analisou o piloto.

Pedro Almeida concluiu prova de Roma em Super Rali

No Rali de Roma, a contar para o europeu, Pedro Almeida e Hugo Magalhães não tiveram sorte. «Quase não conseguimos fazer uma classificativa de forma limpa, mas o que retiramos dessas – e das poucas em que conseguimos imprimir ritmo – é que temos um árduo trabalho pela frente», analisou o piloto famalicense que depois de desistir no sábado, fez o domingo em Super Rali.

Pedro Almeida reforça a importância da participação em Roma para melhorar o seu andamento, porque «aqui estão pilotos com mais experiência que nós e é exigindo de nós que vamos conseguir conquistar as nossas metas. Esta semana de Europeu deu-nos perspetivas nesse sentido».

A prova em Roma, disputada no passado fim de semana, não correu bem para a equipa famalicense. «Tivemos problemas que nos forçaram a abandonar no sábado, com uma fuga no depósito de combustível e os gases retiraram-me concentração e capacidade de condução em condições de segurança. No domingo foram problemas elétricos a deixarem-nos os cabelos em pé».

A juventude do carro é, assim, um dos fatores para o conjunto de dificuldades, mas Pedro Almeida está consciente de que há muito trabalho pela frente, «e isso é nisso que nos queremos concentrar nesta altura».

A próxima prova de Pedro Almeida e Hugo Magalhães é o Rali da Madeira, no inicio do mês de agosto.

Pedro Almeida estreia-se no europeu de ralis

Pedro Almeida e Hugo Magalhães estão em Itália para disputar o Rally de Roma, prova inaugural do FIA European Rally Championship (ERC) que se realiza entre sexta-feira e domingo.

O piloto famalicense fala de «um desafio exigente», pela novidade que representa a prova para equipa e «pelo elevado nível competitivo que vamos encontrar».

O objetivo é «tirar o máximo partido dos reconhecimentos – e a experiência do Hugo Magalhães vai aqui ser muito relevante – e tentar fazer um bom rali».

O Rally de Roma é o primeiro do ERC esta temporada e a escolha do piloto pela participação não foi mero acaso. «Sentimos a necessidade de somar quilómetros. Este é um rali de asfalto e por ser a primeira prova do Europeu, há uma vontade muito grande de toda a gente de andar depressa, e isso vai ser bom para nós. Vamos certamente querer ser competitivos e evoluir tendo em vista os próximos ralis do Campeonato de Portugal e para a Peugeot Iberian Cup que está também aí à porta».

Roma é também uma oportunidade para Pedro Almeida voltar a testar o novo Peugeot 208 Rally4.

Com a estrutura da The Racing Factory, Pedro Almeida e Hugo Magalhães vão realizar esta quarta e quinta-feira os reconhecimentos ao traçado, que tem 15 Especiais de Classificação. A prova tem partida simbólica na sexta-feira,24 de julho, e a passagem pelo pódio está agendada para as 18 horas de domingo.

Pedro Almeida estreia novo carro em Castelo Branco

O campeonato de ralis regressa no próximo fim de semana, com prova em Castelo Branco. Esta jornada conta com Pedro Almeida e Hugo Magalhães que vão ter o primeiro contacto com o novo carro – o Peugeot 208 Rally4 – uma estreia absoluta em competição e, por isso, tudo será novo. «Foi uma longa paragem, há as condições excecionais da corrida em resultado da pandemia e há um novo carro, com o qual não fizemos quilómetros e vamos ter rapidamente de nos adaptar para fazer o rali», assinala o piloto famalicense.

Desde fevereiro sem competição, a dupla foi-se preparando «com algum trabalho físico e especifico, mais vai ser uma corrida de expectativa e de perceber o que pode dar o rali conforme ele vai decorrendo».

Pedro Almeida e Hugo Magalhães vão testar o novo Peogeot 208 Rally4 esta quarta-feira, um primeiro contacto que será crucial para perceber que afinações podem ser feitas para Castelo Branco.

Castelo Branco marca, assim, o regresso do Campeonato de Portugal de Ralis, depois da interrupção do calendário após o Rali Serras de Fafe. «Tivemos de reformular tudo o que havíamos planeado. Vamos fazer os quatro ralis da Peugeot Iberian Cup, as provas do calendário nacional e, depois, vamos ainda incluir a participação no Rali da Calheta e fazer o Rali de Roma e dos Açores, que pontuam para o ERC». Pedro Almeida diz que o principal objetivo é «elevar o nível competitivo e tirar o máximo partido das provas que podemos realizar».

Pedro Almeida abre campeonato de ralis em simulador

O piloto Pedro Almeida está a promover um campeonato virtual de rally, tendo como base um simulador Rally DIRT 2.0Rally. Decorre entre os dias 6 e 14 de maio e nele cabem todos aqueles que quiserem mostrar o seu talento ao volante de um Peugeot 208 R2.

Os melhores pilotos vão, depois, sentar-se ao lado de Pedro Almeida num co-drive, a realizar quando os ralis voltarem à estrada.

Pedro Almeida também usa o simulador para treinar neste período de confinamento. «O jogo tem cenários fantásticos e retrata uma realidade muito próxima dos ralis. É uma boa plataforma para ir mantendo a prática do volante, mas, na verdade, a estrada é ainda uma realidade mais exigente», disse Pedro Almeida.

Os quatro ralis que fazem parte da simulação só vão ser conhecidos uma hora antes do arranque de cada prova, e os ‘pilotos’ vão dispor de 48 horas para completar cada uma das provas, ralis que habitualmente fazem parte do cenário do calendário do mundial. A competição tem iguais definições para todos os participantes, com duas classificações distintas para aqueles que realizarem as provas em simulador e com comando.

As inscrições são gratuitas, abertas desde segunda-feira e até à hora de partida para o primeiro rali, esta quarta-feira, dia 6 de maio, às 18 horas.

As inscrições e a consulta do regulamento podem ser consultadas na página do piloto em www.pedroalmeidaracing.com

Most Popular Topics

Editor Picks