Candidato do PCP à Presidência da República em Famalicão

Esta sexta-feira, o candidato do PCP à Presidência da República, João Ferreira, está de visita ao distrito de Braga, com passagem por Famalicão.

João Ferreira vai contactar com os trabalhadores da Continental, em Lousado, entre as 14h30 e as 16h30; durante a manhã visita o comércio tradicional de Braga e, ao final da tarde, participa numa sessão pública com apoiantes em Guimarães.

DGS determina como a festa pode ir avante

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou esta segunda-feira o parecer técnico para a Festa do Avante, organizada pelo PCP entre 4 e 6 de setembro.

A DJS decidiu divulgar o dossiê com as medidas em acordo com o PCP e por causa do impacto social e mediático que está a gerar.

Assim, a lotação máxima é de 16.563 pessoas em simultâneo, metade das 33 mil que o PCP queria ter no recinto a cada dia; A ocupação máxima de uma pessoa por oito metros quadrados (m2) em espaços abertos e de uma pessoa por 20 m2 em espaços fechados e deve ser garantido o cumprimento do distanciamento físico de pelo menos dois metros entre pessoas em todos os espaços do recinto, exceto se forem coabitantes.

Outra das regras pedidas pela DGS é a proibição do consumo de bebidas alcoólicas após as 20h, exceto “durante as refeições”.

Para além destas, todos os visitantes com mais de dez anos terão de usar máscara e os espaços para espetáculos devem estar organizados com lugares sentados, que podem ser em cadeiras ou no chão.

Entre outras medidas, terão que disponibilizar água, sabão e dispensadores de solução antissética de base alcoólica, além de procedimentos para limpeza e desinfeção regular de superfícies e objetos.

Eurodeputado do PCP ao lado dos trabalhadores da Continental

João Ferreira, deputado do PCP no Parlamento Europeu, esteve esta segunda-feira com os trabalhadores da Continental Mabor que estão em protesto contra a redução do salário e alteração dos horários de trabalho. São cerca de 650 funcionários da empresa que trabalham no turno do fim de semana.

O eurodeputado comunista mostrou-se solidário com a luta destes trabalhadores que considera «justa» e promete levar estas reivindicações até ao Parlamento Europeu. «Estamos a falar de uma empresa que, ao longo dos anos, tem vindo a beneficiar de generosos apoios públicos; inclusivamente, financiamentos da união europeia. A utilização deste tipo de apoios públicos tem por condição o respeito pelos direitos dos trabalhadores», sublinha o deputado comunista.

Entretanto, a comissão de trabalhadores reuniu esta segunda-feira com representantes da administração da empresa para tentar chegar a um acordo. Os trabalhadores, na voz do sindicalista Fernando Costa, prometem endurecer a luta se a empresa não for sensível às pretensões destes colaboradores.

PCP defende continuidade da feira e do mercado

A concelhia do PCP recomenda ao executivo municipal uma série de medidas de prevenção à infeção pelo covid-19, e também algumas de incentivo à economia local.

Através do seu deputado na Assembleia Municipal, Daniel Sampaio, diz que é preciso manter a feira semanal e o mercado em funcionamento, com o cumprimento das devidas medidas de distanciamento, por entender que estes espaços são a oportunidade para estes pequenos comerciantes e produtores escoarem os seus produtos.

O PCP propõe também a desinfeção dos espaços públicos, nomeadamente transportes, paragens, instalações públicas, contentores, zonas de maior passagem, etc. Recomenda que sejam criadas condições e fornecido o material necessário para que os alunos que recorrem às refeições diárias as possam levar para casa em regime de take-away.

Acrescenta que o material de proteção individual, como máscaras, luvas batas, deve ser entregue pelas autoridades sanitárias. O PCP condena, assim, o PS por ter andado a distribuir máscaras na feira semanal, uma atitude que o PCP classifica de «populismo» e «oportunismo eleitoralista».

Além da defesa da saúde e da economia local, o PCP diz que é necessário defender os direitos laborais. Este partido mostra-se atento aos «abusos» da parte dos empresários e promete denunciar situações de despedimento, férias forçadas, propostas de banco de horas e de lay-off, etc.

PCP quer “Intervir, lutar, avançar” para impedir retrocessos

Intervir, Lutar, Avançar” é o tema de uma ação de contacto da direcção da Organização Regional de Braga do PCP junto dos trabalhadores e populações do distrito. Esta “Caravana Regional” inicia viagem esta sexta-feira e segue até 14 de dezembro.

Nas várias ações, o PCP vai distribuir um folheto que convida os trabalhadores e as populações a prosseguirem «com a defesa dos direitos, impedir retrocessos e tornar possíveis avanços que contribuam para uma vida melhor».

A “Caravana Regional: Intervir, Lutar, Avançar” terá a primeira paragem junto à empresa Lima & Companhia, em Pousada de Saramagos, pelas 12 horas desta sexta-feira. À porta desta empresa, intervirá Gonçalo Oliveira, membro da Comissão Política do Comité Central e responsável pela Organização Regional de Braga do PCP.

Most Popular Topics

Editor Picks