Suspeitos de tráfico de droga julgados em pavilhão desportivo

O julgamento de 16 arguidos e 161 testemunhas, acusados de tráfico de droga, em vários concelhos do norte do país, incluindo Vila Nova de Famalicão, mas também Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Amares, Braga, Vila Verde, Póvoa de Lanhoso, Terras do Bouro e Porto, começa quarta-feira, dia 3 de junho, num pavilhão gimnodesportivo de Maximinos, em Braga, para que existam as devidas condições de distanciamento.

Sete dos arguidos estão em prisão preventiva desde finais de maio de 2019. Estão acusados de se dedicarem, de forma isolada e/ou conjuntamente, à aquisição e venda de canábis, heroína, cocaína e MDMA.

Além da detenção, a operação resultou na apreensão de 2.654 doses de haxixe, 100 de cocaína e 4.647 euros.

O Ministério Público arrolou um total de 161 testemunhas, entre militares da GNR e consumidores que terão comprado droga aos arguidos.

FC Famalicão vai construir pavilhão para as novas modalidades

Para o novo mandato, que termina em 2023, Jorge Silva espera concretizar o sonho de construir um pavilhão.

O FC Famalicão prepara-se para acolher novas modalidades e, sendo as mesmas de pavilhão, o presidente da direção quer criar condições para a prática desportiva.

A construção do pavilhão avança logo que a segunda fase das obras da Academia terminem, promete Jorge Silva em declarações a CIDADE HOJE Desporto.

Recorde-se que Jorge Silva foi reeleito presidente da direção do FC Famalicão na noite de 18 de dezembro.

O mandato vai até 2023 e, até lá, para além do reforço da formação, do futebol feminino e das infraestruturas, a direção aposta em novas modalidades, uma das quais será o futsal.

Most Popular Topics

Editor Picks