Hospital de Famalicão: Obras para a construção da clínica da mulher arrancam nas próximas semanas

Arrancam até outubro as obras de criação de mais uma valência da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave, a Clínica da Mulher, Criança e do Adolescente.

O serviço vai nascer no espaço das antigas urgências daquele hospital e vai concentrar “todo o ambulatório não cirúrgico das especialidades de Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia e a consulta de Pedopsiquiatria”.

O empreiteiro está disponível para começar os trabalhos. Estamos a fazer de tudo para que, nas próximas semanas, possamos deslocar os serviços que ainda estão a funcionar no espaço que vai sofrer obras.

António Barbosa – Presidente do Conselho de Administração do CHMA

A obra resulta num investimento de cerca de 600 mil euros, metade desse valor foi financiado pela autarquia famalicense e o restante por empresários e particulares da região.

Festival Internacional de Órgão regressa em outubro a Famalicão

O Festival Internacional de Órgão tem regresso marcado aos concelhos de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso entre os dias 18 e 27 de outubro.

A apresentação da quinta edição da iniciativa, organizada pela associação cultural Tagus Atlanticus e pela empresa JMS Organaria com o apoio da autarquia, decorreu no passado domingo, dia 8 de setembro, com um concerto no Mosteiro de Arnoso Santa Eulália, no concelho famalicense.

Para além dos concertos no concelho vizinho de Santo Tirso, no fim de semana de 18 a 20 de outubro, o festival apresenta três propostas de concertos em Famalicão: no dia 25, às 21h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Telhado; no dia 26, às 21h00, um concerto de harpa medieval e organetto na Igreja Matriz de Santa Maria de Oliveira e, por fim, no dia 27, pelas 17h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Ribeirão.

De acordo com Marco Brescia, diretor artístico, “o festival procura, a cada nova edição, visitar, para além das igrejas que possuem órgãos autênticos – quer históricos, quer modernos –, paróquias desprovidas de órgãos, às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, a um público abrangente a oportunidade de desfrutar do encantamento que só um órgão legítimo é capaz de proporcionar”.

“Esta tem sido sempre uma diretriz basilar do festival, uma vez que reforça a missão de formação de novos públicos e de democratização da música organística de excelência, fazendo do mesmo uma iniciativa de referência no cenário organístico internacional”, acrescentou.

Programa completo e mais informações em www.festivalinternacionaldeorgao.com.

Most Popular Topics

Editor Picks