Em 2019 nasceram mais bebés no hospital de Famalicão

O Centro Hospitalar do Médio Ave, unidade de Famalicão, registou um aumento de partos em 2019 face ao ano anterior. Nasceram em Famalicão 1165 bebés, mais 40 do que em 2018.

Para o presidente do concelho de administração do Centro Hospitalar, António Barbosa, são boas notícias «porque aumenta a natalidade e significa que as pessoas confiam no Centro Hospitalar. Nós pensamos que as pessoas têm razões para confiar».

F.C.Famalicão: Quase 60 mil foram ao Estádio Municipal em 2019

O Futebol Clube de Famalicão divulgou, na tarde deste domingo, alguns números relacionados com a assistência de jogos no Estádio Municipal, ao longo deste ano que se aproxima do fim.

Em 2019 foram 17 os jogos realizados no Municipal com uma assistência de 59133 adeptos, numa média de 3478 pessoas por jogo.

A subida para o escalão máximo do futebol português, e a liderança do clube na Liga NOS foram fatores que contribuíram para os números agora revelados.

 

Famalicão é dos concelhos com mais beneficiários da tarifa social de energia elétrica no Minho

Vila Nova de Famalicão é o terceiro concelho do distrito de Braga com mais beneficiários da tarifa social de energia elétrica. Os dados foram revelados pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e são referentes ao mês de novembro.

Famalicão surge no final do Top 3 com os concelhos de Guimarães e Braga à frente.

Números detalhados por concelho:

  1. Braga: 14.509
  2. Guimarães: 11.031
  3. Vila Nova de Famalicão: 8.605

Amares: 1.803
Barcelos: 7.617
Cabeceiras de Basto: 1.743
Celorico de Basto: 2.410
Esposende: 3.049
Fafe: 5.006
Póvoa de Lanhoso: 2.175
Terras de Bouro: 419
Vieira do Minho: 1.174
Vila Verde: 4.424
Vizela: 1.544

A nível nacional, os distritos de Lisboa e do Porto lideram a tabela.

Os dados podem ser consultados aqui

Sucesso: 200 mil pessoas visitaram a 36ª Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão

Termina este domingo a 36ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão. O certame contou com a visita de cerca de 200 mil pessoas, de acordo com dados avançados pela organização à Cidade Hoje.

Para o futuro perspectivam-se algumas mudanças, fruto das obras que estão a acontecer em torno do recinto do antigo campo de feira da cidade, no mercado municipal.

Temporariamente a Feira de Artesanato vai ter que mudar de local e isso vai acontecer no próximo ano ou daqui a dois anos.

No último dia de certame foram ainda distinguidos alguns expositores que se destacaram na feira. A Fundação Castro Alves recebeu o prémio de melhor peça de artesanato com a recriação da arca de noé.

Most Popular Topics

Editor Picks