Desabamento de muro em Oliveira S.Mateus

Fruto do mau tempo que se fez sentir nas últimas horas um muro desabou na freguesia de Oliveira S.Mateus, numa zona de fronteira com a freguesia de Delães.

Tudo aconteceu ao início da tarde, na Rua Egas Moniz, a par da Avenida Camilo Castelo Branco.

Não há registo de feridos.
A circulação de carros naquele local encontra-se condicionada até serem removidas as pedras que caíram para o meio da rua.

 

Chuva: Região em alerta amarelo devido ao mau tempo

O aviso amarelo, o menos grave, vigora a partir das 07:00 para Porto, Viana do Castelo e Braga e a partir das 10:00 para Aveiro e Vila Real, terminando às 19:00 para todos os distritos.

Neste período é esperada chuva que “poderá ser persistente e por vezes forte”.

De acordo com o IPMA, o aviso amarelo significa “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

Concerto de Dillaz em Famalicão cancelado

Foi cancelado devido à previsão de mau tempo, o concerto agendado para este fim de semana do artista Dillaz, em Vila Nova de Famalicão.

A Câmara Municipal de Famalicão promete anunciar nova data em breve.

https://www.facebook.com/municipiodevnfamalicao/photos/a.148651155177711/2498842700158533/?type=3&__xts__%5B0%5D=68.ARCFPnpnmwRme0L1CsD4yrtBMIqTfJzlMtYZFdjdirIF7vQi3ixK1abGZ_U0UQ4aFpgh7z2DYDXQKxP-PoK83AYtR7UpDmmKDlOxK1rKGatUb3TpqTo7A0ukzWFFcMq_QtODJL9qXj0FwLhwgmBv_l5ynybLP5hNM732HtZLamYOzlwrQmGFok_A3rqo4-7CtZxBIvhMGvNB–mr7OGywIr9rvDNK9tT3Y2rMy1WIv682IGy4L_8oBmbihRwSGt_gdYFF-vNwik6OgR2Nh9clZMOBS4Wey7gqPIHjGfXR9QqcZ6xzbObB1NvHIINqC2nIwmbxClc1f_tU5qKjZrh-UD6r3HjfjWZ8ESwagxtCwsOkXeMoD44wBY_&__tn__=-R

Mau tempo em Espanha chega a Portugal continental de forma menos severa

O cenário foi traçado à agência Lusa pela meteorologista Ângela Lourenço, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo a meteorologista, a depressão (DANA) que afeta uma parte do território de Espanha irá “gradualmente aproximar-se” do território continental português, “perdendo força e intensidade”.

Em consequência desta depressão, formada nos “níveis mais elevados” da troposfera (camada mais baixa da atmosfera), é possível que ocorram aguaceiros a partir de sábado nas regiões do interior Centro e Sul.

No domingo, a queda de chuva, também em regime de aguaceiros, acompanhada de trovoada mantém-se na região do interior Centro e estende-se ao interior Norte, situação que se prolongará até segunda-feira, de acordo com as previsões.

Ângela Lourenço ressalvou que a precipitação prevista será “muito localizada” e de “distribuição irregular” num mesmo lugar, ao ponto de, por exemplo, chover numa zona de uma localidade durante 10 a 15 minutos e noutra zona, a 10 quilómetros de distância, não chover ao longo do dia.

A probabilidade de chuva, que não deverá ser forte, será acompanhada de ar quente e húmido, adiantou a meteorologista do IPMA. O ar manter-se-á quente e seco nas áreas do país onde não deve chover.

Na terça e quarta-feira, os aguaceiros poderão continuar de “forma mais generalizada” nas regiões do Norte e Centro, mas por ação de uma outra depressão, que chega ao território continental português a partir do oceano Atlântico, trazendo “ar mais fresco”.

A “depressão de níveis altos”, a que os espanhóis chamam “gota fria” ou DANA (acrónimo para depressão isolada de níveis altos), provoca aguaceiros e trovoadas e tem no seu centro ar frio, precisou Ângela Lourenço.

Most Popular Topics

Editor Picks