Mais de 600 quilos de pescado entregues a instituições

Várias instituições de solidariedade da região Norte receberam 642 quilos de pescado apreendidos pela Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Destacamento de Controlo Costeiro de Matosinhos da GNR.

No âmbito de uma ação de fiscalização a veículos de transporte de pescado, os militares detetaram duas viaturas que transportavam pescado fresco sem qualquer documentação.

A ação decorreu, em Matosinhos, na madrugada desta terça-feira e foram apreendidos 642 quilos de pescado, com o valor estimado de 4 875 euros.

Mulher detida em Matosinhos na posse de 13 mil euros em material roubado em têxtil famalicense

Uma mulher de 35 anos foi detida pela GNR, este sábado, por ter na sua posse material que foi furtado numa fábrica têxtil de Vila Nova de Famalicão.

A detida circulava num automóvel, na cidade de Matosinhos, quando foi abordada pelas autoridades. A investigação, levada a cabo pelo Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Barcelos, permitiu recuperar cerca de 13 mil euros em mercadoria.

Durante a ação, os militares identificaram ainda um homem, três mulheres e duas menores.

O material recuperado vai ser entregue ao legítimo proprietário.

Porto: Sequestram e agridem mulher em “ajuste de contas”

Três pessoas associadas ao narcotráfico no Porto espancaram uma mulher e abandonaram-na numa rua de Matosinhos, em ajuste de contas motivado pelo desaparecimento de uma bolsa com droga, acusou o Ministério Público (MP).Em causa estão crimes de sequestro, ofensa à integridade física qualificada, coação e tráfico de estupefacientes.

Citado esta quarta-feira numa nota da Procuradoria Distrital do Porto, o MP de Matosinhos imputa os crimes a dois homens e a uma mulher que se dedicariam ao tráfico de droga a partir de uma casa no Bairro Pinheiro Torres, no Porto, e que atuaram “em colaboração de outras duas mulheres, não identificadas”.

Segundo o processo, em 01 de julho de 2016 os três arguidos pediram à sua antiga empregada doméstica “que lhes guardasse por três dias uma bolsa de mão contendo produto estupefaciente ainda não cortado”.

A mulher acedeu, mas, mais tarde, deu a droga como desaparecida.

Não convencidos, os arguidos decidiram optaram por espancar a mulher “até que devolvesse a droga ou dissesse o que lhe fizera”, afirma o MP.

O plano foi executado na noite seguinte, quando a vítima “foi recolhida na sua casa” e “forçada a entrar num veículo automóvel”, acabando por ser levada para locais periféricos do Porto, de Crestuma (Vila Nova de Gaia) até Leça do Balio (Matosinhos).

A mulher, relata a acusação, foi “arrastada para o exterior do veículo, pontapeada e socada em todo o corpo, golpeada com uma chave de parafusos de pneus, atingida com um pau até este partir e visada com uma faca que lhe foi encostada ao pescoço”.

A vítima, “que por várias vezes perdera os sentidos (…) foi deixada à sua sorte” na Travessa de Recarei, Matosinhos, pelas 06:00 de 03 de julho seguinte.

GNR apreende mais de cinco toneladas de sardinha em Matosinhos

A GNR, através do Destacamento de Controlo Costeiro, apreendeu hoje 5.390 quilogramas de sardinha, num valor estimado de 32 mil euros, na Doca Pesca de Matosinhos, no distrito do Porto, anunciou aquela força policial.

No âmbito de uma ação de fiscalização dirigida ao recinto da Doca Pesca, os militares detetaram um veículo que transportava 385 caixas de sardinha e que o responsável não apresentou qualquer documento que comprovasse o local de comercialização e de captura, refere a GNR, em comunicado.

“A mercadoria apreendida seria presumivelmente proveniente de Espanha, sendo que neste país a captura de sardinha se encontra com limitações”, sublinhou.

A GNR identificou um homem de 49 anos e elaborou os respetivos autos de contraordenação, nomeadamente pela falta de rastreabilidade, sendo esta infração punida com uma coima até 250 mil euros.

O pescado apreendido foi sujeito a verificação higiossanitária e doado a instituições de solidariedade social da região Norte, concluiu.

Most Popular Topics

Editor Picks