Jorge Paulo Oliveira volta “à carga” contra o amianto nas escolas

O deputado do PSD na Assembleia da República não desiste de obter explicações sobre a aplicação do “Programa de remoção do amianto” em escolas de Vila Nova de Famalicão e insiste nas interpelações junto do Governo e sobre a quais ainda não teve qualquer resposta.

Numa altura em que a associação ambientalista ZERO e a MESA (Movimento Escolas Sem Amianto), acabam de lançar a plataforma nacional de denúncias para escolas com amianto, designada “Há amianto na escola”, para recolher denúncias e queixas sobre a presença de amianto em escolas – públicas ou privadas –, Jorge Paulo Oliveira interpelou, esta segunda-feira, o Ministro da Educação sobre a existência deste material em escolas de Vila Nova de Famalicão.

Jorge Paulo Oliveira recorda ao Ministro da Educação que «em 2014, foi publicada a listagem dos edifícios públicos que continham amianto, tendo sido identificados em Famalicão vários edifícios escolares»: as escolas EB 2,3 Júlio Brandão, D. Maria II, Nuno Simões, as Escolas EB 1,2,3 de Arnoso Stª Maria e de Gondifelos e a Escola Secundária Padre Benjamim Salgado.

Nas interpelações escritas, uma por cada um dos identificados equipamentos escolares, pode ler-se que, desde 2016, o Estado está obrigado a tornar publico o mapeamento e o planeamento das ações corretivas e preventivas com vista à eliminação e à redução do risco para a saúde humana e que, nesse mesmo ano, o Governo deu conta da existência de um relatório que contemplava a hierarquização das intervenções e a estimativa dos respetivos custos de intervenção.

Apesar de todos estes antecedentes, «a comunidade educativa famalicense nada sabe sobre o denominado “Programa de Remoção do Amianto” nas escolas identificadas no concelho», refere Jorge Paulo Oliveira quer que o Governo esclareça que intervenções estão programadas para retirar ou reduzir o amianto naqueles estabelecimentos escolares, sob a alçada da administração central.

PSD assinala dia sem carros com passeio de bicicleta

A Comissão Política Concelhia do PSD de Famalicão vai assinalar o Dia Europeu Sem Carros, domingo, dia 22, com um passeio de bicicletas pelas estradas nacionais 204 e 206, com saída de Joane.

O objetivo é chamar a atenção para o «mau estado do piso destas duas artérias nacionais em território famalicense e para a necessidade de uma intervenção que inclua a preocupação pela circulação de bicicletas».

Os social-democratas encontram-se às 9h30, no antigo campo da feira de Joane. Pretendem percorrer os 12 km até Famalicão, prosseguindo pela Estrada Nacional 204 até Brufe pela Avenida 9 de Julho, onde têm ocorrido diversos acidentes graves nos últimos meses.

Jorge Paulo Oliveira, o primeiro candidato famalicense do PSD pelas listas de Braga, diz que esta «é uma iniciativa com causas» e desafia os cidadãos do concelho «a tomarem uma atitude».

O passeio é de baixa dificuldade, não carece de inscrição e não assegura seguro de acidentes pessoais.

Most Popular Topics

Editor Picks