Estrela Vermelha atento a Anderson

O brasileiro Anderson é hipótese para os sérvios do Estrela Vermelha, cujo clube equaciona apresentar uma proposta ao FC Famalicão a que o jogador está ligado até 2024.

Anderson, nem sempre utilizado no onze inicial, tem-se revelado um suplente de luxo, sendo autor de vários golos e boas exibições.

A boa campanha do FC Famalicão na 1.ª Liga tem colocado os holofotes sobre alguns dos seus jogadores, muitos dos quais são cobiçados por vários emblemas e Anderson é mais um.

Racic retido na Sérvia

O médio Uros Racic, do FC Famalicão, ainda não se juntou aos seus companheiros que, desde o início desta semana, retomaram os trabalhos.

O jogador foi autorizado pelo clube a viajar para o seu país natal, Sérvia, no início do surto para estar com a família. Mas, agora, devido às restrições existentes, Racic está retido na Sérvia, sem voo para regressar a Portugal. Mesmo impedido de trabalhar com o plantel, o médio não tem estado parado e tem feito questão de o demonstrar nas redes sociais, com a publicação de vários vídeos a treinar.

Fábio Martins junta-se ao movimento “Ajudar Profissionais de Saúde”

O jogador do Famalicão Fábio Martins e o comediante Hugo Sousa juntaram-se ao movimento “Ajudar Profissionais de Saúde”, iniciado pelo Agrupamento de Escuteiros 245 de Vilarinho, pela empresa B2T-Team e pela Mocidade Alegre de Landim. O objetivo é apoiar instituições sociais e de saúde que precisam de material de proteção.

Para apoiar e contribuir com os materiais de proteção basta aceder, por exemplo, à página de facebook ou de instagram Ajudar Profissionais de Saúde, ou através do e-mail [email protected].

Fica a saber tudo o que têm feito e o que é preciso continuar a fazer. Os pedidos de ajuda são já de mais de 40 instituições de saúde, tanto de Famalicão, Guimarães, Vizela e Santo Tirso e já receberam pedidos das ilhas, de Ovar e de Lisboa.

Qualquer empresa ou cidadão pode fazer o seu donativo por transferência bancária através do PT50001000003941897000197, de MBWAY pelo 913527883 ou do crowdfunding criado para o efeito http://gofundme.com/f/Ajudarprofissionaisdesa-de

Estão em falta fardas, cógulas, manguitos, perneiras, aventais, toucas, cobre sapatos, batas e os fatos completos, depois o álcool gel, luvas, as máscaras, entre outros.

Segundo os responsáveis, a ideia deste movimento é chegar ao maior valor monetário ou material para doar equipamentos de proteção aos profissionais de saúde e por isso todo o valor e material arrecadado serão utilizados para distribuir materiais de proteção nos Hospitais, Centros de Saúde, Lares de Idosos, Unidades de Cuidados Continuados, Centros Covid-19, GNR e Corporações de Bombeiros.

Lateral esquerdo do Famalicão cobiçado em Espanha

O lateral esquerdo do FC Famalicão, Alex Centelles, emprestado pelo Valência até ao final da época, está associado aos espanhóis do Valladolid, do qual Ronaldo, “O fenómeno” é proprietário.

Recorde-se que no início do mês, o jogador de 20 anos, também foi associado ao FC Porto, como uma solução para a eventual saída de Alex Telles.

Diogo Gonçalves e o regresso ao Benfica: «No final da época decide-se»

Diogo Gonçalves esteve “Em direto com…”, do FC Famalicão, respondendo a perguntas de adeptos e até de companheiros de equipa e ex-colegas. Desde logo, vincou que não sabe se regressa ao Benfica, clube a que pertence. «Tenho muita estima pelo Famalicão, mas sou atleta do Benfica e não sei o que vai acontecer. A época ainda não terminou. No final decide-se, mas o Famalicão estará sempre no meu coração».

O jogo que mais o marcou foi o segundo encontro da Taça de Portugal, no Municipal, com o Benfica «pela boa exibição, pelo ambiente, pelo que fizemos e porque discutimos a eliminatória».

A experiência no FC Famalicão «tem valido a pena. Aqui nada nos falta e só estamos empenhados no nosso trabalho e rendimento». O clube «é muito organizado, ambicioso e quer chegar a palcos maiores e tem condições para o conseguir, com o apoio dos adeptos que são incansáveis».

Diogo Gonçalves joga como extremo, mas já foi utilizado a lateral direito, uma posição que não é nova. O jogador não assume preferência, «porque cabe ao treinador decidir onde posso render mais. Tenho que estar preparado para dar o meu melhor, seja em que posição for».

Jogar na primeira equipa da Seleção Nacional «é um sonho» para quem já a representou nos escalões de formação.

Walterson solidário com pessoas carenciadas

O brasileiro Walterson não esquece as origens e, perante o momento difícil que se vive no Mundo, cuidou de angariar 20 cabazes para ajudar carenciados de Janaúba, no estado de Minas Gerais, de onde é natural

Esta ajuda do jogador do FC Famalicão foi tornada pública através da Ws7Caps, marca da qual é dono, e que foi também partilhada pelo próprio jogador. Os bens adquiridos foram distribuídos por vários bairros da cidade de Janaúba, por Ernando Martins Rodrigues, presidente do FC 15 de Março, clube local ao qual Walterson esteve ligado no passado.

Most Popular Topics

Editor Picks