Faleceu Jacques, antigo jogador do FC Famalicão

Jacques, antigo avançado do FC Famalicão, faleceu esta terça-feira. O jogador, que na década de 1980 se notabilizou ao serviço do FC Porto e SC Braga, faleceu aos 65 anos.

O antigo avançado iniciou a carreira no Lusitano de Vila Real de Santo António, e para além de FC Porto e Braga representou ainda Farense, Famalicão e Covilhã. Terminou a carreira no Castromarinense.

Jacques jogou no FC Famalicão de 1976 a 1979, sendo depois transferido para o SC Braga.

Jorginho regressa ao FC Famalicão

Depois de ter representado o emblema famalicense, no escalão de traquinas, na época 2006/2007, Jorginho está de regresso com um contrato de três épocas.

O jogador famalicense, saiu do clube rumo ao Operário FC onde despertou a atenção do SL Benfica ao serviço do qual disputou campeonatos nacionais jovens, Youth League, II Liga e, ainda, a Liga Revelação. O defesa esquerdo soma várias internacionalizações entre as seleções sub-15 e sub-19.
Jorginho fala da felicidade que sente «por regressar onde tudo começou. É o clube da minha cidade e pelo qual torcem muitos dos meus amigos. É um orgulho poder vestir a camisola do Futebol Clube de Famalicão».

Morreu Dito ex-treinador do FC Famalicão

Morreu, esta quinta-feira, Dito, o diretor geral do Gil Vicente.

O antigo jogador e treinador, de 58 anos, esteve ao serviço do FC Famalicão desde abril de 2017 tendo conseguido a manutenção; na época seguinte, 2017/2018, saiu em janeiro.

Dito dirigia-se para Melgaço, onde a equipa gilista estagia, sentiu-se mal e ainda foi assistido pelos médicos do Gil Vicente, mas acabaria por falecer devido a um enfarte.

Estrela Vermelha atento a Anderson

O brasileiro Anderson é hipótese para os sérvios do Estrela Vermelha, cujo clube equaciona apresentar uma proposta ao FC Famalicão a que o jogador está ligado até 2024.

Anderson, nem sempre utilizado no onze inicial, tem-se revelado um suplente de luxo, sendo autor de vários golos e boas exibições.

A boa campanha do FC Famalicão na 1.ª Liga tem colocado os holofotes sobre alguns dos seus jogadores, muitos dos quais são cobiçados por vários emblemas e Anderson é mais um.

Racic retido na Sérvia

O médio Uros Racic, do FC Famalicão, ainda não se juntou aos seus companheiros que, desde o início desta semana, retomaram os trabalhos.

O jogador foi autorizado pelo clube a viajar para o seu país natal, Sérvia, no início do surto para estar com a família. Mas, agora, devido às restrições existentes, Racic está retido na Sérvia, sem voo para regressar a Portugal. Mesmo impedido de trabalhar com o plantel, o médio não tem estado parado e tem feito questão de o demonstrar nas redes sociais, com a publicação de vários vídeos a treinar.

Fábio Martins junta-se ao movimento “Ajudar Profissionais de Saúde”

O jogador do Famalicão Fábio Martins e o comediante Hugo Sousa juntaram-se ao movimento “Ajudar Profissionais de Saúde”, iniciado pelo Agrupamento de Escuteiros 245 de Vilarinho, pela empresa B2T-Team e pela Mocidade Alegre de Landim. O objetivo é apoiar instituições sociais e de saúde que precisam de material de proteção.

Para apoiar e contribuir com os materiais de proteção basta aceder, por exemplo, à página de facebook ou de instagram Ajudar Profissionais de Saúde, ou através do e-mail [email protected].

Fica a saber tudo o que têm feito e o que é preciso continuar a fazer. Os pedidos de ajuda são já de mais de 40 instituições de saúde, tanto de Famalicão, Guimarães, Vizela e Santo Tirso e já receberam pedidos das ilhas, de Ovar e de Lisboa.

Qualquer empresa ou cidadão pode fazer o seu donativo por transferência bancária através do PT50001000003941897000197, de MBWAY pelo 913527883 ou do crowdfunding criado para o efeito http://gofundme.com/f/Ajudarprofissionaisdesa-de

Estão em falta fardas, cógulas, manguitos, perneiras, aventais, toucas, cobre sapatos, batas e os fatos completos, depois o álcool gel, luvas, as máscaras, entre outros.

Segundo os responsáveis, a ideia deste movimento é chegar ao maior valor monetário ou material para doar equipamentos de proteção aos profissionais de saúde e por isso todo o valor e material arrecadado serão utilizados para distribuir materiais de proteção nos Hospitais, Centros de Saúde, Lares de Idosos, Unidades de Cuidados Continuados, Centros Covid-19, GNR e Corporações de Bombeiros.

Most Popular Topics

Editor Picks