Tempo: Chuva até Fevereiro

A chuva está de regresso este domingo e, segundo a previsões, para ficar até ao início de Fevereiro.

De acordo com o instituto português do mar e da atmosfera, para além da chuva, há a previsão de uma ligeira subida da temperatura.

Este tempo deve manter-se até, pelo menos, dia 2.

Tempo: Chuva forte até sábado e depois regressa o tempo seco e frio

Em declarações à Lusa, a meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), adiantou que até sábado está prevista a passagem de sucessivas ondulações frontais que vão trazer chuva forte.

“Hoje de manhã temos já períodos de chuva em geral fraca e a partir da manhã prevê-se um aumento da intensidade e frequência da precipitação, especialmente no norte e cento, acompanhada de vento forte com rajadas nas terras altas até 100 quilómetros por hora”, disse.

Esta situação levou já a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a emitir na quarta-feira um alerta para o agravamento das condições meteorológicas, em particular nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga e Porto.

A ANEPC recomenda que seja dada “especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações”, uma vez que poderá haver acumulação de água da chuva nas bacias hidrográficas de Lima, Cávado e margem norte do Douro.

Em declarações à Lusa, a meteorologista Maria João Frada indicou que para o final do dia de hoje está também prevista chuva, mas em geral fraca no Algarve e baixo Alentejo.

“Por causa do mau tempo, o IPMA emitiu aviso laranja para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros, podendo atingir 9 metros de altura máxima”, disse.

Este aviso laranja vai estar em vigor entre as 12:00 e as 18:00 de hoje.

Os distritos de Coimbra, Leiria e Lisboa, também estão sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste/sudoeste com 4 a 5 metros até às 21:00 de hoje.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para Viana do Castelo, Braga e Porto devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte, entre as 12:00 e as 18:00 de hoje.

Os distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Aveiro, Vila Real, Guarda, Viseu e Coimbra devido ao vento forte de sul, com rajadas até 80 quilómetros por hora no litoral e rajadas até 100 quilómetros por hora nas terras altas entre as 09:00 e as 18:00 de hoje.

“Para sexta-feira prevê-se uma diminuição considerável da intensidade do vento. Teremos neblinas e nevoeiros matinais e uma descida significativa das temperaturas mínimas. Vão rondar os 3 a 6 graus no norte e centro”, disse.

Segundo Maria João Frada, na sexta-feira estão previstos aguaceiros fracos durante a madrugada nas regiões do norte e centro, podendo ocorrer queda de neve.

“No sábado voltamos a ter uma aproximação de ondulação frontal com a vinda de chuva. Vai ser um dia com muita chuva e vento em todo o território. Esta chuva pode ser temporariamente intensa, acompanhado por vento forte, em especial no litoral e nas terras altas e queda de neve de madrugada em quotas acima dos 700/900 metros”, referiu.

Para domingo, indicou Maria João Frada, está prevista uma melhoria com o regresso do tempo seco, mas também do frio com a descida acentuada das temperaturas e vento, que vão fazer aumentar o desconforto térmico.

De acordo com o IPMA, as temperaturas mínimas vão descer em Portugal continental na ordem dos 7 graus Celsius.

“No domingo, as temperaturas mínimas vão rondar os -2 e 1 no nordeste transmontano e Beira Alta, entre 4 e 6 graus no resto do território, com exceção do Algarve que será entre os 5 e os 8 graus. Na segunda-feira, as temperaturas mínimas voltam a descer 2 graus nas regiões do norte e centro”, disse.

Vem aí uma semana com frio de “bater o dente”

A semana que se segue vai ser de muito frio, especialmente na região do Minho. De acordo com as previsões avançadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o frio vai intensificar-se já esta semana, onde as mínimas vão andar a rondar os 0 c.º.

Terça e quarta feira serão os dias mais frios, devendo a situação melhorar para o final da semana.

Para quinta-feira antevê-se o regresso da chuva.

Mau Tempo: IPMA emite aviso para chuva e trovoada nas próximas horas

Cinco distritos de Portugal continental estão esta quarta-feira sob aviso laranja devido à previsão de chuva forte e persistente, podendo ser acompanhada de trovoada, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real e Aveiro vão estar sob aviso laranja entre as 18:00 desta quarta-feira e as 00:00 de quinta-feira.

O aviso laranja, o terceiro numa escala de quatro, aplica-se a situações meteorológicas de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo traduz situações de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Novo Alerta: Nas próximas 48 horas o tempo vai voltar a piorar

Nas regiões norte e centro prevê-se períodos de chuva ou aguaceiros, que prosseguem na segunda-feira com aguaceiros por vezes fortes na generalidade do continente, podendo ainda ocorrer trovoadas.

Segundo as previsões meteorológicas, há possibilidade de queda de neve acima dos 1.400/1.600 metros de altitude a partir do final da tarde de hoje.

O vento será forte, com rajadas que podem atingir 80 quilómetros por hora nas terras altas do norte e do centro, aumentando de intensidade na segunda-feira, com rajadas que podem chegar a 100 quilómetros por hora.

A agitação marítima na costa ocidental a norte do Cabo Raso será significativa, com ondas que podem chegar a 8/10 metros de altura máxima, entre o meio da tarde de hoje e o fim da madrugada de segunda-feira.

Face a este cenário de precipitação forte e persistente, entre domingo e segunda-feira, a Proteção Civil alerta que deve ser “dada uma especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações e em particular em bacias hidrográficas não regularizadas e de escoamento rápido”.

Num aviso à população, a Proteção Civil chama a atenção para os efeitos desta situação, com piso escorregadio e a eventual formação de lençóis de água e gelo e possibilidade de cheias rápidas em meio urbano.

No comunicado, as autoridades alertam ainda para a possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte e possíveis acidentes na orla costeira, sendo de evitar o estacionamento de veículos nestas zonas.

Segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, “o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”.

Aos condutores, é recomendada uma condução defensiva, com redução da velocidade e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve.

As autoridades pedem também para não se atravessar zonas inundadas, “de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas”.

Deve-se “garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas”, diz o comunicado, acrescentando ainda que não devem ser praticadas “atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar”.

Most Popular Topics

Editor Picks