Famalicão: Segundo ciclo de conferências do Museu da Indústria Têxtil

O II Ciclo de Conferências do Museu da Indústria Têxtil arranca a 26 de setembro sob o tema: “Percursos e memórias da indústria na bacia do Ave. Ciclo de Conferências com visita guiada”.

Devido ao plano de contingência, a participação é limitada a 25 participantes. Inscrições gratuitas e obrigatórias, através do email:[email protected].

Neste dia 26 de setembro, a conferência é sobre o tema “A importância dos rios para a atividade industrial em Vila Nova de Famalicão: um contributo histórico-geográfico a partir dos trabalhos dos serviços hidráulicos». Para fazer a palestra foi convidado Francisco Silva Costa, do Departamento de Geografia da Universidade do Minho. Esta marcada para as 15 horas, na Central Hidroelétrica de Santa Rita, Fafe.

A segunda conferência deste ciclo será no dia 21 de novembro, pelas 15h00, sobre o tema “A indústria da Memória: análise da construção simbólica da Sampaio Ferreira e Companhia como património industrial de Riba de Ave”. Inclui visita a Riba de Ave. O orador escolhido foi Guilherme Pozzer, da Universidade do Minho.

A última conferência realiza-se a 12 de dezembro, também pelas 15h00, com a visita ao Hotelar Têxtil, instalada na antiga Fábrica de Fiação e Tecidos do Rio Vizela, em Negrelos, Vila das Aves. O coordenador científico do Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, José Manuel Lopes Cordeiro, abordará o tema: “A evolução societária da Fábrica de Fiação e Tecidos do Rio Vizela no 175.º aniversário da sua fundação (1845-2020)”.

 

O futuro da indústria nacional passa pelo CeNTI

O CeNTI tem promovido o projeto bKET, Tecnologias de Largo Espectro, vocacionadas para o desenvolvimento de novos produtos, soluções e serviços, que podem permitir à indústria nacional modernizar-se e manter-se na linha da frente da inovação.

Este projeto bKET é cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Há ideias tão inovadoras como viagens em comboio por levitação, interiores de automóvel que libertam fragâncias ou equipamentos de proteção com fibras de alta performance. Estas soluções poderão ser uma realidade no futuro.

Sensibilizar e incentivar os profissionais para a inovação tecnológica e científica tem sido o papel do CeNTI. «É uma excelente oportunidade para as nossas empresas. Criar produtos inovadores, sustentáveis e eficientes e melhorar processos, tendo na sua base tecnologia de ponta, que permitirá às empresas crescerem e tornarem-se mais competitivas e rentáveis, potenciando a economia nacional», referem os responsáveis do projeto.

Famalicão Made IN Talks regressa esta quinta-feira com os novos desafios da restauração

Os novos desafios da restauração, do comércio, da indústria e das startups e microempresas serão analisados nas próximas quatro sessões do Famalicão Made IN Talks, o ciclo de videoconferências lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, através do programa Famalicão Made IN. Apoiar as empresas do concelho na reação ao novo paradigma provocado pela pandemia COVID-19 são os objetivos desta iniciativa.

As quatro sessões em live streaming estão agendadas para esta quinta-feira, e para os dias 21 e 28 de maio e 4 de junho, às 11 horas, com transmissão em direto na página de Facebook do Famalicão Made IN – www.facebook.com/famalicaomadein/

A primeira sessão da segunda edição acontece já esta quinta-feira, com os novos desafios da reabertura da restauração. António Rodrigues, da AESA/Controlsafe, o Chef Álvaro Costa e o autor do portal “Comer e Beber” Tiago Azevedo são os oradores.

A 21 de maio, a conversa é sobre os novos desafios do comércio, com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Famalicão, Fernando Xavier, e do proprietário da loja Paulo Gomes Moda, Paulo Gomes.

A terceira sessão, a 28 de maio, será sobre os caminhos para a recuperação da indústria. Participam Luís Miguel Ribeiro, presidente da Associação Empresarial de Portugal, António Cândido Pinto, da administração da COINDU, e Jorge Oliveira, do IAPMEI – Centro de Apoio Empresarial do Norte.

A última sessão do Famalicão Made IN Talks está marcada para 4 de junho com as novas medidas de apoio para as startups e microempresas. Filipe Soutinho, diretor-geral da TecMinho, Filipe Portela, da startup IOTech, e Pedro Bandeira, presidente da Federação Nacional de Associações de Business Angels, são os oradores.

Vila Nova de Famalicão tem novo produto turístico para quem visita o concelho

“Famalicão Turismo Industrial” oferece onze propostas, no âmbito do património industrial, indústria viva, investigação e enoturismo, acompanhadas por quatro operadores turísticos.

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal, acredita num concelho com capacidade turística, apostando num segmento diferente de outras propostas regionais e nacionais. «Este é um projeto que vai ao encontro de novos públicos, que se diferencia no contexto nacional. Podíamos competir em áreas que os outros territórios já proporcionam, mas é melhor introduzir projetos que sejam diferenciadores», realça o presidente da Câmara que destaca, ainda, a heterogeneidade das empresas aderentes, que vão do têxtil, ao chocolate, passando pelo vinho.

Na apresentação do “Famalicão Turismo Industrial”, que decorreu esta quinta-feira, na Adega da Torre, uma das empresas que faz parte do roteiro, Inácio Ribeiro, vice-presidente da Turismo do Porto e Norte, assinalou que Famalicão é uma referência nacional. «Esta proposta de turismo industrial em Famalicão é uma excelente ideia que tem tudo para vingar, sobretudo porque é conhecida a sua competência coletiva a nível industrial, nas mais diversas áreas», afirma.

Famalicão Turismo Industrial faz parte da aposta municipal que visa a promoção e a valorização da dinâmica industrial existente no território

Most Popular Topics

Editor Picks