GNR encontra mota roubada no Porto em Ribeirão

A GNR recuperou, esta quarta-feira, em Ribeirão, um motociclo roubado na cidade do Porto em janeiro passado.

A mota, avaliada em dois mil euros, foi furtado no dia 14 de janeiro e, depois de investigações, os militares apuraram que o veículo se encontrava à venda online, com o número de chassis rasurado.

Foi, depois, possível localizar e recuperar o motociclo que estava numa oficina na vila de Ribeirão.

Um homem de 30 anos foi constituído arguido por suspeita de recetação e viciação de motociclo que foi entregue ao seu legítimo proprietário.

Covid-19: 101 pessoas detidas e 226 estabelecimentos encerrados

No cumprimento do atual Estado de Emergência, em vigor desde ‪as 00h00 do dia 18 de abril, a GNR e a PSP detiveram, até às 17 horas desta terça-feira, 101 pessoas por crime de desobediência.

Deste número, realce para 34 detenções por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório, 48 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário e 7 por resistência/coação.

No mesmo período, foram encerrados 226 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Estes números juntam-se aos verificados nos dois primeiros períodos de Estado de Emergência: no primeiro período, entre os dias 22 de março e 2 de abril, registaram-se 108 detenções por crime de desobediência e foram encerrados 1.708 estabelecimentos comerciais; no segundo período, entre os dias 3 e 17 de abril, registaram-se 184 detenções por crime de desobediência e foram encerrados 432 estabelecimentos comerciais.

Detidas 41 pessoas e encerrados 63 estabelecimentos

A Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública continuam a desenvolver intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população, dando cumprimento às determinações do Decreto que renovou o Estado de Emergência, em vigor desde as zero horas de 18 de abril

Até esta quarta-feira, as forças de segurança já detiveram 41 pessoas por crime de desobediência, das quais 17 por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório, 22 por desobediência ao dever de recolhimento domiciliário, 1 por desobediência ao encerramento de instalações e estabelecimentos e outra por desobediência às regras de funcionamento na prestação de serviços.

No mesmo período, foram encerrados 63 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

O Ministério da Administração Interna, perante a necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da COVID-19, insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência.

GNR já descontaminou cerca de 1700 ambulâncias e 50 instalações

Desde o início da pandemia Covid-19, o núcleo de matérias perigosas da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR procedeu à descontaminação de cerca de 1 700 ambulâncias e de 50 instalações de todo o país.

No âmbito da intervenção em instalações, este núcleo especial tem sido acionado diariamente, para a descontaminação de estabelecimentos hospitalares, IPSS, lares de idosos, creches, centros de dia, e outro tipo de infraestruturas, incluindo instalações e viaturas da própria Guarda.

A UEPS é estrutura que integra cerca de 60 militares especializados em matérias perigosas e agentes NRBQ (nucleares, radiológicos, biológicos e químicos).

GNR apanha assaltante de bomba de combustíveis de Mogege

A GNR deteve, esta quinta-feira, um homem, de 34 anos, pelo assalto a uma bomba de combustível de Mogege, com recurso a uma arma branca,

Os militares do Núcleo de Investigação Criminal de Barcelos, após diligências de investigação, localizaram o assaltante e detiveram-no, em Delães, no momento em que tinha acabado de adquirir substâncias estupefacientes; foram recuperados 30 dos 210 euros roubados.

Foi-lhe, ainda, apreendido 32 doses de heroína; 28 doses de cocaína, um telemóvel; e a navalha utilizada no roubo.

O suspeito possui antecedentes criminais por furto e foi constituído arguido num processo de violência doméstica, no passado dia 15 de abril, por ameaça e coação psicológica sobre a mãe.

GNR tem no terreno Operação Fique em Casa II

Está em curso, desde esta sexta-feira, e até segunda-feira, 20 de abril, uma operação da GNR de intensificação do patrulhamento, fiscalização e sensibilização com o objetivo de apoiar a população e garantir o cumprimento das normas do Estado de Emergência.

Durante a “Operação Fique em Casa II”, a GNR vai empenhar as suas várias valências no esforço do cumprimento do confinamento obrigatório, por parte daqueles sobre os quais impede esse dever, bem como no apoio aos mais vulneráveis e desfavorecidos.

Neste particular, a Guarda continua a promover o Programa “65 Longe+Perto”, contactando a população mais idosa, sobretudo a que vive sozinha, isolada ou sozinha e isolada, elucidando sobre as regras específicas decretadas para o Estado de Emergência. Deste modo, procura sinalizar situações de idosos que, por força do maior isolamento social, necessitem de uma abordagem ao nível psicológico, para as quais serão disponibilizados psicólogos do Centro Clínico da GNR.

Para além da sensibilização para a limitação da circulação na via pública, a GNR irá garantir o cumprimento das demais normas previstas na lei, zelando para que a população evite deslocações desnecessárias que podem potenciar a propagação da epidemia COVID-19.

Most Popular Topics

Editor Picks