Famalicão: Detido por tráfico de droga

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Barcelos deteve esta segunda-feira, em flagrante delito, um homem de 35 anos por tráfico de droga no concelho de Famalicão. Este homem já havia sido detido, em julho passado, no decurso de uma investigação.

Na altura, ficou sujeito a apresentações periódicas em posto policial da área de residência. Entretanto, e no decurso de novas diligências policiais, foi novamente detido em flagrante delito enquanto vendia a droga na via pública. A GNR procedeu, ainda, a busca domiciliária tendo apreendido 401 doses de haxixe; uma faca; dois telemóveis; e 150 euros em numerário.

O detido, com antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes, está a ser presente ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Covid-19: GNR reforça ações de fiscalização

A Guarda Nacional Republicana iniciou esta quinta-feira um reforço do patrulhamento e da fiscalização ao cumprimento das normas e medidas associadas à declaração da situação de calamidade.

Tendo entrado em vigor novas medidas, de caráter excecional, necessárias ao combate à COVID-19, a GNR irá orientar o patrulhamento e a visibilidade policial para os locais de maior circulação e propícios ao ajuntamento de pessoas, como as escolas, superfícies comerciais e outras áreas afetas a atividades de lazer, relembrando ainda que a concentração de pessoas foi agora reduzida para um máximo de cinco.

A GNR irá também monitorizar o cumprimento das medidas em vigor através do reforço da informação e de ações de sensibilização, não deixando de atuar quando necessário.

Famalicão: GNR detém homem por violação de confinamento

A GNR de Riba de Ave deteve, esta quarta-feira, em Pedome, um homem de 49 anos, por violar o confinamento obrigatório a que estava sujeito, por estar infetado com a covid-19.

Os militares, no decurso de uma ação de patrulhamento, intercetaram o homem na via pública. Foi, de imediato, acompanhado à sua residência.

O indivíduo foi constituído arguido e os factos comunicados ao Tribunal de Famalicão.

GNR identifica população idosa que vive sozinha

Durante o mês de outubro, a GNR vai desenvolver uma operação a que chamou “Censos Sénior”. O objetivo passa por identificar a população idosa, que vive sozinha e/ou isolada.

Os militares da GNR irão realizar um conjunto de ações de sensibilização junto de pessoas idosas em situação vulnerável, para que este público-alvo adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente de situações de violência, de burla e furto. Serve também para prevenir comportamentos de risco associados ao consumo de álcool e para incentivar a adoção de medidas preventivas de propagação da pandemia covid-19.

No decorrer da operação, os militares farão ainda a divulgação dos programas “Apoio 65 – Idosos em Segurança” e “Residência Segura”, que permitem recolher os elementos necessários para a elaboração de um mapa, com a localização georreferenciada de todas as residências aderentes ao projeto. Esta identificação geográfica torna assim mais eficazes as ações de patrulhamento e a vigilância dos militares da GNR, com o objetivo de obter uma resposta policial mais célere.

Recorde-se que na edição de 2019 da operação “Censos Sénior”, a Guarda sinalizou 41.868 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, em razão da sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar a sua segurança em causa. As situações de maior vulnerabilidade foram reportadas às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro.

No contexto atual de pandemia COVID-19 e em complemento de todas as ações que vêm sendo desencadeadas por todo o seu dispositivo, a Guarda tem estado particularmente atenta à evolução de determinados fenómenos criminais, visando sobretudo proteger os mais vulneráveis.

Desde 2011, ano em que foi realizada a primeira edição da Operação “Censos Sénior”, a Guarda tem vindo a atualizar a base de dados geográfica, então criada, para proporcionar um melhor apoio à população idosa, aumentando-lhe também o sentimento de segurança. Ao mesmo tempo, permite criar um clima de maior confiança e de empatia entre os idosos e os militares da GNR.

 

Mulher detida com mais de 800 doses de droga e 9 600 euros

No âmbito de uma investigação que decorria no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Famalicão, o Núcleo de Investigação Criminal de Fafe deteve, esta quarta-feira, uma mulher de 59 anos, por tráfico de droga.

Os militares da GNR apuraram que a suspeita, que foi detida em Fafe, vendia droga num café, em casa e na via pública. Foram realizadas cinco buscas, das quais três domiciliárias, uma num estabelecimento comercial e outra em veículo. Foram apreendidas 735 doses de cocaína; 93 doses de haxixe; 9 600 euros em numerário; dois telemóveis; e uma balança digital.

Tenha cuidado se receber pacotes de sementes por correio

A GNR alerta que se receber, por correio, pequenos pacotes de sementes, não solicitados, provenientes de países asiáticos ou outros, não abra as embalagens, não as semeie nem as coloque no lixo.

Podem ser espécies nocivas ou invasoras, podendo ainda transmitir pragas e doenças.

As embalagens chegam às caixas de correio das pessoas e não dizem que são sementes, algumas falam em bijuterias. Se receber tenha cuidado.

O Ministério da Agricultura aconselha que as sementes sejam entregues num serviço regional da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária ou numa Direção Regional de Agricultura e Pescas.

Caso não seja possível a entrega em mãos, deverão ser enviadas, com a embalagem original, incluindo a etiqueta de expedição, para a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV, Campo Grande 50 – 1700-093 Lisboa), com indicação de um contacto, tendo em conta a eventual necessidade de recolha de esclarecimentos adicionais.

Most Popular Topics

Editor Picks