O bacalhau é o prato principal em 21 restaurantes de Famalicão

Se há prato tradicional em Portugal é o bacalhau e ele é rei por estes dias nos restaurantes de Famalicão. A iniciativa decorre entre 9 e 12 de julho em 21 restaurantes de Famalicão

São aderentes o Alfa, Amaury, Barão, Bisconde, Casa dos Frangos de Baltar, Casa Pêga, Churrascão Sousa, Combinação de Sabores, Dona Maria Pregaria, El Vagabundo, Fondue, Moutados, O Caçarola, Outeirinho, Porta-Enxerto, Príncipe, Refresco, Sara Cozinha Regional, Torres, Tosco e Vinha Nova.

Depois da “Francesinha”, o programa municipal “Dias À Mesa” regressa com o bacalhau. Mesmo não sendo possível realizar os habitais eventos festivos, devido à pandemia da covid-19, a Câmara Municipal quer que os famalicenses e quem nos visita sintam o sabor da nossa gastronomia.

Nos meses anteriores não foi possível apreciar o cabrito, os rojões, a cozinha tradicional e a galinha mourisca, devido ao estado de emergência, mas agora, com o desconfinamento, é tempo de voltar a sair de casa. Pede-se que cada um cumpra as orientações da Direção Geral da Saúde.

Uma das novidades desta edição é o “Passaporte Gastronómico”, que oferece um desconto de 10% nos restaurantes aderentes. Para além disso, o passaporte dá a oportunidade de jantar ou almoçar gratuitamente num restaurante à escolha.

Depois do Bacalhau, os Dias à Mesa voltam em setembro, com a cozinha Vegetariana. Em novembro há espaço para a castanha e para as massas.

Melão Casca de Carvalho Augusto Martins

Melão Casca de Carvalho Augusto Martins
Produtores de melão casca de carvalho com garantia de qualidade, 25 anos a produzir.
Ponto de venda em Outiz junto ao fontanário, na estrada N206 Famalicão/Póvoa e em Soutelo – Vila Verde.
Fazem entregas a restaurantes.
“O que une a família e os amigos”
Contacto 967 427 809

Famalicão: este ano não há Feira de Artesanato e Gastronomia

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão cancelou a edição deste ano da Feira de Artesanato e Gastronomia, devido à pandemia da Covid 19.

A salvaguarda da saúde pública, que impede a concentração de pessoas, é a razão para o cancelamento do certame, que já decorre há 36 anos entre o final de agosto e o início de setembro.

Entretanto, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, adianta que o município está a preparar para este verão um programa de animação, com vários momentos, «que promoverá a retoma económica, cultural e turística da cidade e que decorrerá em condições de segurança, em consonância com a DGS».

Coronavírus: Cancelada próxima edição dos Dias à Mesa

Na sequência da evolução do vírus COVID 19 e, atendendo às orientações da Direção Geral da Saúde (DGS), a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão decidiu cancelar a próxima edição dos Dias à Mesa, que estava prevista para os dias entre 2 e 5 de abril e seria dedicada ao Cabrito.

A iniciativa estava associada à I Feira dos Doces de Páscoa, promovida pela Confraria das Santas Chagas, que já tinha sido cancelada.

Carnaval com folia e Cozido à Portuguesa

Aproxima-se, a passos largos, uma das noites mais longas e alegres de Famalicão. E com o Carnaval há os Dias à Mesa que recomenda o cozido à portuguesa. De 20 a 23 de fevereiro, 17 restaurantes do concelho de Vila Nova de Famalicão mostram o tradicional cozido à portuguesa em conjugação com um entrudo genuíno e divertido.

Famalicão cumpre a tradição do cozido à portuguesa à mesa no Domingo Gordo, que antecede a terça-feira de Carnaval, tornando-se no epicentro desta iguaria tipicamente nacional que acompanha as celebrações carnavalescas.

Depois do sucesso da edição anterior, os Dias à Mesa, iniciativa da Câmara Municipal, estão de regresso com novidades. A introdução de um “Passaporte Gastronómico”, que dá um desconto de 10% nos restaurantes aderentes às pessoas que carimbem a sua presença no evento de animação associado, é uma delas. Para além disso, no final do ano, há ainda a oferta de um jantar ou almoço para duas pessoas, para os primeiros 20 visitantes que comprovem, através do passaporte, ter saboreado os dez pratos associados à iniciativa.

Os passaportes poderão ser adquiridos e carimbados nos restaurantes aderentes, na Loja Interativa de Turismo e, em alguns casos, nos stands do Turismo de Famalicão presentes nos eventos.

Até ao final do ano há mais nove fins de semana de Dias à Mesa. Em abril, estreia-se o cabrito associado à celebração da Páscoa. Em maio, há rojões para a Festa de Maio e os sabores da cozinha internacional com a Festa Intercultural.

Em junho, a galinha mourisca, prato da ementa camiliana, associa-se às Festas Antoninas. O mês de julho divide-se entre as francesinhas, para acompanhar o Dona Maria Beer Fest, e o bacalhau, durante a Feira Medieval e Viking. Em setembro, a cozinha vegetariana e os produtos regionais biológicos complementam a Feira Grande de S. Miguel. A castanha vem em novembro com as festas de S. Martinho; ainda em novembro, há as massas que acompanham a Meia Maratona.

Propostas turísticas famalicenses seduzem na Galiza

Vila Nova de Famalicão esteve em destaque na Feira de Xantar – Feira Internacional de Turismo Gastronómico, que decorreu em Ourense, na semana passada. “Os Dias à Mesa”, o Carnaval e o novo roteiro pelo Turismo Industrial foram os argumentos apresentados pela comitiva famalicense para seduzir os visitantes para uma experiência turística em Famalicão.

Pelo stand de Famalicão passaram milhares de pessoas, sendo que, no total, a feira recebeu cerca de 25 mil visitantes, de acordo com os dados revelados pela organização.

No dia da inauguração, 5 de fevereiro, Famalicão recebeu a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, o Presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luís Pedro Martins, e a Diretora da Expourense, Emma González. O dia seguinte foi dedicado ao município. O stand acolheu a visita da representante do Governo Regional da Galiza, Marissol Díaz.

Nesse dia, o vereador do Turismo, Augusto Lima, fez a apresentação da Estratégia de Turismo de Famalicão e dos principais produtos, seguindo-se uma degustação de produtos de Famalicão. «A gastronomia de Famalicão é um produto de excelência que conjugada com os produtos locais e ações de animação, como é o caso do Carnaval, compõem uma oferta diferenciadora, e são, por isso, motivos fortes para atrair turistas», referiu, na ocasião o vereador.

Ao longo do certame, no stand de Famalicão decorreram atividades promocionais, de produtos turísticos, com incidência nos Dias à Mesa 2020 e no Carnaval, e também de produtos pertencentes ao grupo da gastronomia e dos vinhos de Famalicão.

Most Popular Topics

Editor Picks