Famalicão: Museu do Surrealismo na Rede de Arte e Arquitetura Contemporâneas

O Museu do Surrealismo da Fundação Cupertino de Miranda integra o novo projeto da Direção Regional de Cultura que é sobre uma Rede de Arte e Arquitetura Contemporâneas no Norte de Portugal.

O projeto chama-se ARQ-ART Norte e deverá estar em funcionamento no final de 2021. O objetivo é o estabelecimento de uma rede temática de cooperação entre 12 museus de arte e arquitetura contemporâneas da região, orientada para “a valorização da oferta no território”, como referiu à Lusa a Direção Regional de Cultura do Norte.

Além do Museu do Surrealismo, a rede integra a Casa da Arquitetura, a Casa do Design (Matosinhos), o Centro de Arte Graça Morais (Bragança), o Centro Internacional de Arte José Guimarães (Guimarães), a Fundação de Serralves (Porto), o Lugar do Desenho – Fundação Júlio Pomar (Gondomar), o Museu Amadeo Souza Cardoso (Amarante), o Museu da Bienal de Cerveira (Vila Nova de Cerveira), o Museu de Arte Contemporânea de Chaves – Nadir Afonso, o Museu Internacional de Escultura Contemporânea (Santo Tirso), e a Oliva Creative Factory (São João da Madeira).

Além de valorizar a oferta do território, tem objetivos de criar sinergias entre os diferentes espaços museológicos e de exposição e valorizar a disseminação territorial dos espaços dedicados à arte e arquitetura contemporâneas.

Cultura: Morreu Cruzeiro Seixas

Faleceu, este domingo, no hospital Santa Maria, em Lisboa, Mestre Cruzeiro Seixas, um dos maiores vultos do Surrealismo português. Em nota de imprensa, a Fundação Cupertino de Miranda (FCM), detentora do acervo artístico de Cruzeiro Seixas (1920-2020), «lamenta profundamente a perda deste vulto da cultura nacional, que apoiou e acompanhou ao longo dos anos», particularmente no período em que viveu em Vila Nova de Famalicão de 2012 a 2016.

Recorda-se que a FCM é detentora do seu maior acervo do artista constituído por cartas, postais, correspondência, cadernos manuscritos, fotografias, desenhos, catálogos, serigrafias, colagens, objetos, pinturas, entre outros.

Famalicão: Fundação Cupertino de Miranda apresenta Torre Literária e o livro “O Cânone”

A Fundação Cupertino de Miranda inaugura no dia 18 de outubro, às 18 horas, a exposição Torre Literária – Louvor e Simplificação da Literatura Portuguesa. Trata-se de um espaço expositivo dedicado à literatura portuguesa, da responsabilidade de António Feijó, João R. Figueiredo e Miguel Tamen.

São estes também os autores do livro “ O Cânone”, com 365 páginas, que será lançado esta quarta-feira, dia 14.

O livro “O Cânone” contém referências a 50 autores da Literatura Portuguesa e opiniões sobre autores portugueses. «Não é um dicionário ou um guia neutro para a história da literatura portuguesa: é um livro de crítica literária para nos fazer pensar sobre a literatura portuguesa», referem os autores deste projeto.

A apresentação será feita em Lisboa e no Porto, com transmissão via facebook da Fundação Cupertino de Miranda e da Edições Tinta-da-China. Não é permitida a presença de público.

Esta quarta-feira, dia 14, às 18 horas, no Jardim Botânico Tropical de Lisboa, com apresentação do humorista Ricardo Araújo Pereira. No dia 15, quinta-feira, às 18 horas, no Porto, com transmissão a partir da Casa de São Roque, no Porto, com apresentação de Pedro Sobrado, presidente do conselho de Administração do teatro Nacional São João.

A partir do dia 16 de outubro, sexta-feira, já poderá adquirir o livro “O Cânone” na loja/livraria da Fundação Cupertino de Miranda. Há 10% na campanha de lançamento.

Fundação reabre ao público na segunda-feira

A Fundação Cupertino de Miranda reabre ao público, esta segunda-feira.

A reabertura cumpre as recomendações da Direcção-Geral da Saúde (DGS), com limitação de pessoas no interior das instalações e obedecendo ao distanciamento social.

Dentro dos espaços da FCM há gel desinfetante, sendo obrigatório o uso de máscara para o acesso a todos os espaços.

Bilhetes para Pedro Abrunhosa em Famalicão esgotados

Já se encontram esgotados os bilhetes para o espetáculo de Pedro Abrunhosa, inserido na 13.ª edição dos Encontros Mário Cesariny.

A iniciativa, que todos os anos homenageia um dos principais representantes do Surrealismo português, conta com uma programação vasta com destaque para o espetáculo “O Amor é o que nos resta do sagrado” do músico Pedro Abrunhosa , esta quinta-feira, dia 28, às 21h30.

Os cerca de 170 lugares disponíveis para este espetáculo esgotaram pouco tempo depois deste ser sido anunciado nas redes sociais.

Pedro Abrunhosa esta quinta em Famalicão na Fundação Cupertino de Miranda

A Fundação Cupertino de Miranda organiza, entre os dias 28 e 30 de novembro, a 13.ª edição dos Encontros Mário Cesariny.

A iniciativa, que todos os anos homenageia um dos principais representantes do Surrealismo português, conta com uma programação vasta com destaque para o espetáculo “O Amor é o que nos resta do sagrado” do músico Pedro Abrunhosa , esta quinta-feira, dia 28, às 21h30.

Os bilhetes são gratuitos, limitados à capacidade do auditório da Fundação e deverão ser levantados até às 20h00 desta quinta-feira.

Máximo de 2 bilhetes por pessoa.

Most Popular Topics

Editor Picks