Famalicão: Câmara Municipal leva o desporto a todo o concelho

Entre 1 e 31 de julho, o Parque da Devesa é o palco principal de mais uma edição do “Move-te”, um desafio à prática desportiva, com aulas de Pilates, Zumba, Hip Hop, Crossfit, Yoga, Hidroginástica, entre outras.

As aulas na Devesa decorrem às segundas-feiras e às sextas-feiras e serão divididas em dois blocos de 30 minutos, a iniciar às 19h30 e às 20h15.

O “Move-te” também vai a várias freguesias: às segundas-feiras, pelas 20h00, os professores de desporto irão estacionar na Alameda da Igreja de Seide S. Paio e pelas 21h00 na Casa de Esmeriz/Monte Sta. Catarina, em Esmeriz/Cabeçudos. Às terças-feiras, as aulas irão decorrer pelas 20h00, no Largo Nossa Sra. do Amparo, em Vermoim, e pelas 21h00, na Avenida do Rio Veirão, em Ribeirão.

Às quartas-feiras, a carrinha do desporto chegará à Junta de Freguesia de Nine, pelas 19h30, e à Praia Fluvial Arnoso Sta. Eulália/Passal Arnoso Sta. Maria pelas 21h00. Às quintas-feiras, as aulas decorrem às 20h00 no Adro da Igreja de Riba de Ave e pelas 21h00 na sede da Junta de Freguesia de Seide S. Miguel. Por fim, às sextas-feiras, o desporto chega às 20h00 ao Parque Lazer da Carreira, e às 21h00 à Avenida do Rio Veirão, em Ribeirão.

Paralelamente, serão montados palcos desportivos em várias freguesias. Em Mogege, na Praça de Santa Marinha, onde haverá aulas, aos sábados pelas 10h30. Em Ruivães, as aulas decorrem no Parque do Ruivanense Atlético Clube às quartas-feiras, pelas 21h00. O Parque da Corredoura, em Novais, será o epicentro do desporto, às sextas-feiras pelas 21h00. E, por fim, em Joane, no Parque da Ribeira há aulas às sextas e sábados, pelas 19h30 e 11h00, respetivamente.

Estas aulas decorrem segundo as regras de proteção de saúde, em virtude da pandemia covid-19. Para além da distância social de três metros entre cada participante, recomenda-se a não participação de grávidas, idosos, ou pessoas com doenças crónicas. Haverá gel desinfetante para aplicar antes de cada aula e é obrigatório a utilização de toalha própria.

Famalicão: Um milhão de euros para as freguesias

O executivo municipal de Vila Nova de Famalicão aprovou um pacote financeiro de mais de um milhão de euros para várias intervenções, sobretudo na rede viária, em mais de uma dezena de freguesias.

Das várias obras previstas, destaque para o alargamento da Estrada Municipal 571/1, na União de Freguesias de Mouquim, Lemenhe e Jesufrei, no valor dos 158 mil euros; a beneficiação da Rua dos Caçadores, em Nine, no valor de 141 mil euros; e a requalificação do adro da igreja de Gavião, no valor de 127 mil euros.

Há, também, um apoio à Junta de Freguesia de Fradelos, 95 mil euros, para a beneficiação das ruas 5 de Outubro, D. Maria II e D. Sancho I; e de 85 mil euros às Juntas da União de Freguesias de Seide e de Vale S. Martinho para a repavimentação da Rua da Boavista e para a construção de um parque de estacionamento junto à igreja paroquial, respetivamente.

Para Brufe vai um apoio financeiro de 75 mil euros para as obras na Travessa Manuel Moreira Maia. Uma intervenção considerada prioritária para a Junta e que irá permitir aumentar a fluidez de trânsito nesta zona da freguesia.

A requalificação da Rua Joaquim Teixeira de Melo e da Avenida do Pinheiro Torto, em Landim, no valor de 62 mil euros; a beneficiação da Rua dos Combatentes, no Louro, no valor de 51 mil euros; a primeira fase das obras de requalificação da Rua dos Moinhos, da Rua António Gomes Oliveira, da Rua da Resistência e da Rua do Folão, na União de Freguesias de Arnoso Santa Maria, Santa Eulália e Sezures, no valor de 40 mil euros; a pavimentação da Rua da Igreja, em Telhado, no valor de 32 mil euros; a beneficiação da Rua do Pombarinho, em Vilarinho das Cambas, no valor de 28 mil euros; a primeira fase da ampliação do adro da igreja paroquial de Oliveira Santa Maria, no valor de 23 mil euros e o alargamento da Rua Capitão Fonseca, em Ruivães, no valor de 17 mil euros são outras das obras contempladas neste pacote de apoios financeiros atribuídos pelo executivo liderado por Paulo Cunha.

Refira-se ainda que na última reunião do executivo municipal foram também atribuídos dois apoios não financeiros: um no valor de 3444 euros para a elaboração de projetos de iluminação pública para as freguesias de Gavião, Landim, Ribeirão, Oliveira Santa Maria e União de Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, e outro de 2300 euros para a cedência de material destinado às obras de construção do parque de lazer de Cavalões.

Gondifelos: Uma dezena de carros alvo de furto e vandalismo esta madrugada

Uma dezena de carros foram alvo de furto e vandalismo, na Urbanização do Miradouro, na madrugada desta quinta-feira, na freguesia de Gondifelos, em Vila Nova de Famalicão.

A situação já não é nova mas tem-se agudizado com o passar das semanas. Os larápios, na maioria dos casos, entram nas viaturas depois de partirem os vidros, para conseguirem aceder ao manipulo interior das portas.

Na vizinhança, ninguém terá dado conta dos roubos.

No natal a Cidade Hoje já havia noticiado furtos nesta freguesia famalicense.

Gondifelos: Furtos a viaturas durante a madrugada de Natal

Landim: Vaga de assaltos a casas durante a noite assusta população

Num espaço de poucas semanas, pelo menos três casas foram assaltadas, no lugar do Sobreiral, na freguesia de Landim, em Vila Nova de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, todos os roubos aconteceram no período da noite, em momentos em que não havia ninguém no interior das habitações. O último assalto aconteceu esta segunda-feira, tendo os autores do crime deixado um rasto de destruição.

Próximo desta habitação, no lugar de Campas, zona de fronteira entre Landim e Avidos, uma outra moradia, que estava para venda, ficou sem parte do recheio que tinha no seu interior. Os assaltantes conseguiram atuar durante a noite, sem que ninguém tivesse dado conta do que estava a acontecer.

Apesar de reportarem todos os casos às autoridades, e uma vez que os assaltantes parecem conhecer muito bem os hábitos de quem ali mora, os populares não se sentem seguros e exigem mais policiamento de proximidade, de forma a afastar os meliantes.

Contactado pela Cidade Hoje, o presidente da junta de freguesia confirmou a existência desta vaga de assaltos, acrescentado que a mesma terá começado “há cerca de três meses e também nas freguesias vizinhas”.

Câmara de Braga quer iluminar 400 passadeiras da cidade e freguesias

A Câmara Municipal de Braga tenciona intervir em cerca de 400 passadeiras da cidade e freguesias. A informação foi adiantada na última Assembleia Municipal, pelo deputado Joaquim Barbosa.

Numa primeira fase a autarquia bracarense vai ouvir os presidentes da junta e elaborar uma lista de locais a serem intervencionados.

O jornal digital O Minho adianta que, “apesar desta medida, anunciada em reunião de AM, alguns dos pontos negros da cidade e das freguesias estão sob alçada das Infraestruturas de Portugal (IP), O MINHO sabe que João Rodrigues, vereador, enviou ofícios às IP para que, caso estes não façam as respetivas alterações, que deleguem a responsabilidade na autarquia, para esta fazer as intervenções“.

“Aldeias em Festa” reúne comunidade em espetáculo inédito

O auditório da Fundação Castro Alves, em Bairro, lotou, este domingo, com o espetáculo comunitário “Aldeias em Festa”. Mais 200 pessoas assistiram ao concerto realizado a partir de uma mistura de ideias e experiências, tendo como ponto em comum a identidade: Famalicão.

A iniciativa resulta do projeto descentralização cultural promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão através da Comissão Social Interfreguesias de Bairro, Carreira, Bente, Delães, Ruivães e Novais e levou ao palco cerca de meia centena de participantes entre músicos profissionais e gente sem qualquer formação na área, juntando crianças, adultos e idosos no mesmo palco.

Ao longo de 50 minutos foram entoados quatro temas criados no âmbito do projeto. “Trabalhar, lutar ao som do canudo” foi a palavra de ordem que abriu o espetáculo. Seguiu-se “Tónio” criado a partir de uma lengalenga. “Há na minha terra” foi outros temas abordados e por fim o hino do evento criado a partir da ideia “Sou daqui”.

No final, o entusiasmo dos “músicos” misturava-se com a alegria e satisfação do público, que sentiu e se identificou com toda a performance.

A partir de agora, o objetivo é tornar o espetáculo itinerante por diversas freguesias do concelho, sendo que poderão sempre entrar novos participantes e reinventar-se novas sonoridades.

Refira-se que Aldeias em Festa enquadra-se no “Há Cultura” um projeto de programação e criação cultural descentralizada criado para que haja em todo o concelho um maior e melhor acesso à cultura. Esta iniciativa vai gerar uma agenda cultural periódica descentralizada que levará eventos culturais diferenciadores e participativos às diferentes freguesias de Famalicão e fomentará a qualificação e criação local.

Most Popular Topics

Editor Picks