Famalicão: Vencedores do festival de cinema jovem são conhecidos este sábado

O Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão -, dá a conhecer, este sábado, os vencedores da sexta-edição. O festival, promovido pela Câmara Municipal, vai atribuir 2500 euros à melhor das 45 curtas-metragens em competição, numa noite que fica marcada pela entrega do Prémio Carreira ao ator português Nuno Lopes e pela homenagem ao ator mais “hollywoodesco” do Brasil, Rodrigo Santoro.

A sessão de encerramento, que decorrerá no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel, foi antecipada para as 21 horas, e terá apenas a presença dos jovens realizadores e jurados, sendo transmitida nas páginas de Facebook do Município e do Ymotion.

No ano em que atingiu o número recorde de 183 candidaturas, o Ymotion volta a entregar oito prémios: “Grande Prémio Joaquim de Almeida”, no valor de 2500 euros, “Prémio Escolas Secundárias” e “Prémio Melhor Documentário”, no valor de 750 euros, “Prémio Melhor Curta de Animação”, no valor de 600 euros, “Prémio do Público”, no valor de 350 euros, e prémios para “Melhor Representação”, “Melhor Direção de Fotografia” e “Melhor Argumento”, no valor de 250 euros.

Até à sessão de encerramento todas as curtas a concurso estão a ser exibidas sessões diárias na Casa da Juventude de Famalicão, nas quais decorrem a votação para a eleição do vencedor do “Prémio do Público”.

Para esta sexta-feira, está agendada a Mostra do Novíssimo Cinema Português, comissariada por Rui Pedro Tendinha e que consiste numa conversa com as atrizes Catarina Wallenstein e Sara Barradas sobre interpretação, e pela exibição das primeiras imagens do filme “Bem Bom” com uma conversa com Tozé Brito e Eduardo Breda, um dos protagonistas do filme inspirado na história da banda Doce.

A tarde de sábado fica marcada pela presença de Ana Rocha de Sousa, autora do filme “Listen. Para além da exibição de uma das suas últimas curtas-metragens, a realizadora vai também estar à conversa com Rui Pedro Tendinha, comissário do Ymotion, que neste mesmo dia estará também à conversa com o ator e realizador Diogo Morgado.

O júri do Ymotion é composto por Tiago R. Santos, argumentista e critico de cinema, pela realizadora Luísa Sequeira, pelo jornalista da RTP e Antena 1, Tiago Fernando Alves, pela diretora de casting Patrícia Vasconcelos, pelo jornalista do Público Samuel Silva, e pelo realizador Pedro Cabeleira, vencedor do Grande Prémio Joaquim de Almeida da última edição do Ymotion.

Festival de vídeo bgreen volta em 2021

O bgreen, promovido pela Oficina (INA), volta em 2021, depois do cancelamento em março devido ao covid-19.

Os vídeos poderão ser submetidos através do site www.bgreenfestival.com até ao dia 19 de abril de 2021. Podem ainda, caso pretendam, concorrer com os vídeos que, em 2020, não puderam submeter.

O prémio para os grandes vencedores é uma viagem Eco-Aventura aos Açores.

Para esta 10.ª edição vão manter o tema do consumo sustentável, com o mote Earthability: Changing Minds, Changing Habits”. Dentro desta temática, os concorrentes poderão trabalhar a mobilidade, obsolescência programada, alimentação biológica, comércio justo, economia circular, gestão eficiente de recursos, distribuição igualitária dos bens e consumo consciente, entre outros.

Recorde-se que o BGREEN tem duas categorias: o BGREEN JÚNIOR – para alunos(as) com idades entre os 13 e 14 anos (em Portugal, alunos(as) do 8.º e 9.º anos de escolaridade ou equivalente); e BGREEN – para jovens com idades entre os 15 e os 21 anos (ensino secundário/ensino profissional).

Para participar, basta reunir um grupo de até 4 alunos e, juntamente com um professor responsável, realizar um spot de vídeo (com duração até 45 segundos) sobre uma temática ambiental, que poderá estar ou não ligada ao tema da presente edição.

Mais informações no site www.bgreenfestival.com, ou através do correio eletrónico [email protected] ou do contacto telefónico: 252 830 900. Pode acompanhar pelo facebook e instagram do bgreen.

Laurus Nobilis Music Famalicão adiado para 2021

O Governo determinou que até setembro não haverá festivais de verão em Portugal devido à pandemia Covid-19 e, com esta medida, a 6ª edição do Laurus Nobilis Music Famalicão, que se iria realizar de 23 a 25 de julho, no Louro, foi adiada para 2021.

A Associação Ecos Culturais do Louro, entidade organizadora do Laurus Nobilis lamenta o sucedido, «mas compreende e apoia a posição governamental, pois sempre demos prioridade à segurança e, acima de tudo, à saúde pública de todos os visitantes, artistas, técnicos, expositores, parceiros, fornecedores, sócios e colaboradores do Laurus Nobilis», escreve, em nota de imprensa, José Aguiar, presidente da direção da Ecos Culturais.

Os bilhetes já vendidos são válidos para 2021, enquanto que «em outras situações seguiremos a regras que as estâncias governamentais estabelecem», avança José Aguiar.

Festival Internacional de Órgão regressa em outubro a Famalicão

O Festival Internacional de Órgão tem regresso marcado aos concelhos de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso entre os dias 18 e 27 de outubro.

A apresentação da quinta edição da iniciativa, organizada pela associação cultural Tagus Atlanticus e pela empresa JMS Organaria com o apoio da autarquia, decorreu no passado domingo, dia 8 de setembro, com um concerto no Mosteiro de Arnoso Santa Eulália, no concelho famalicense.

Para além dos concertos no concelho vizinho de Santo Tirso, no fim de semana de 18 a 20 de outubro, o festival apresenta três propostas de concertos em Famalicão: no dia 25, às 21h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Telhado; no dia 26, às 21h00, um concerto de harpa medieval e organetto na Igreja Matriz de Santa Maria de Oliveira e, por fim, no dia 27, pelas 17h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Ribeirão.

De acordo com Marco Brescia, diretor artístico, “o festival procura, a cada nova edição, visitar, para além das igrejas que possuem órgãos autênticos – quer históricos, quer modernos –, paróquias desprovidas de órgãos, às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, a um público abrangente a oportunidade de desfrutar do encantamento que só um órgão legítimo é capaz de proporcionar”.

“Esta tem sido sempre uma diretriz basilar do festival, uma vez que reforça a missão de formação de novos públicos e de democratização da música organística de excelência, fazendo do mesmo uma iniciativa de referência no cenário organístico internacional”, acrescentou.

Programa completo e mais informações em www.festivalinternacionaldeorgao.com.

Most Popular Topics

Editor Picks