Famalicão: 142 projetos distinguidos com o selo Escola Amiga da Criança

Cento e quarenta e dois projetos educativos de vários estabelecimentos de ensino do concelho de Famalicão foram distinguidos com o selo Escola Amiga da Criança.

Trata-se de um reconhecimento às escolas pelo trabalho desenvolvido, num processo que envolve professores, alunos, pais, funcionários, diretores e associações de pais.

Escola Amiga da Criança é uma iniciativa da CONFAP (Confederação Nacional das Associações de Pais), da LeYa e do psicólogo Eduardo Sá.

A iniciativa visa distinguir escolas que concebem e concretizam ideias extraordinárias, contribuindo para um desenvolvimento mais feliz e integral da criança no espaço escolar, fruto da partilha de boas práticas.

 

Famalicão: 131 mil euros para a Escola Digital

No Plano de Transição para uma Escola Digital, apresentado pelo Governo, o concelho de Famalicão recebe quase 131 mil euros para equipar as escolas com computadores.

O vereador da Educação, Leonel Rocha, diz que o valor é muito pequeno tendo em conta que o «parque informático das escolas está muito obsoleto». O autarca diz que a pandemia veio demonstrar esta lacuna e nessa altura teve que ser a autarquia a garantir os meios mínimos para o ensino à distância.

Os 130.962 euros a que o concelho de Famalicão tem direito deste Plano de Transição só chegam para comprar cerca de 300 computadores portáteis que serão distribuídos às escolas do 2.º e 3.º Ciclos.

A distribuição dos computadores terá em conta o número de alunos da ação social escolar (escalões A e B). Serão destinados apenas às escolas do 2.º e 3.º Ciclos, porque, segundo o vereador, são as escolas que apresentam mais carências a este nível.

O vereador da Educação garante que para renovar o parque informático de todas as escolas seria necessário meio milhão de euros. Leonel Rocha afirma que o município de Famalicão não tem verba para se pode substituir ao Estado, que é a entidade a quem compete equipar as escolas com meios informáticos.

Famalicão: Câmara cria zonas para largada e tomada de alunos

Em virtude das obras da rede pedonal e ciclável, em curso junto à zona escolar, a Câmara Municipal vai criar áreas específicas para a largada e tomada de alunos juntos às escola da cidade, com o objetivo de garantir mobilidade e segurança.

A placa “Toca a andar” indica que está num ponto de paragem para deixar ou pegar as crianças. Há sinalização vertical, pintura da via e policiamento.

São cinco pontos:

– Avenida de França, junto à rotunda do Lions

– Avenida de França junto ao campo de futebol da Escola Júlio Brandão

– Avenida de França junto à PSP

– Campo da Feira (exceção da quarta-feira)

– Rua Adolfo Casais Monteiro, junto ao cruzamento com a Rua Barão da Trovisqueira.

«É nossa intenção que estas zonas exclusivas para a largada e tomada de alunos se fixe na cidade e perdure para além das obras em curso», refere o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha.

 

Bandeira Verde para 48 escolas famalicenses

A bandeira verde, símbolo de Eco-Escolas, chega a 48 escolas do concelho de Famalicão, mais dez do que no ano letivo passado, do jardim de infância ao secundário.

Inscreveram-se 53 escolas, com projetos ligados ao ambiente, seja na gestão do espaço escolar ou na sensibilização da comunidade.

Recorde-se que o Programa Eco-escolas é um projeto educativo internacional, promovido pela organização não governamental europeia Fundação para a Educação Ambiental e apoiado pela Comissão Europeia. Em Portugal, o Programa Eco-Escolas é organizado pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

O programa está destinado preferencialmente às escolas do ensino básico, mas aberto a todos os graus de ensino do pré-escolar às universidades.

A entrega das Bandeiras Verdes Eco-Escolas 2020 terá lugar em Lisboa a 30 de outubro.

Na lista das escolas premiadas em Vila Nova de Famalicão estão:

Centro Escolar Luís de Camões

Centro Social de Bairro

Centro Social e Cultural de Riba de Ave

Cooperativa de Ensino de Vila Nova de Famalicão, CRL. – Escola Profissional CIOR

CSC- Centro Social de Calendário

Didáxis – Cooperativa de Ensino de Riba de Ave

Engenho – Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este

Escola Básica D. Maria II

Escola Básica de Agra Maior

Escola Básica de Boca do Monte

Escola Básica de Delães

Escola Básica de Estalagem

Escola Básica de Joane

Escola Básica de Lagoa

Escola Básica de Pousada de Saramagos

Escola Básica de Ruivães

Escola Básica Vale do Este

Escola EB 1,2 Nuno Simões

Escola EB 2,3 Bernardino Machado Joane

Escola EB 2,3 Júlio Brandão

Escola EB Bairro

Escola EB Conde S. Cosme

Escola EB de Antas

Escola EB de Castelões

Escola EB de Lameiras

Escola EB de Landim

Escola EB de Quintão

Escola EB de Valdossos

Escola EB Seide S. Miguel

Escola EB/JI de Sapugal

Escola EB/JI Oliveira de Santa Maria

Escola EB1 Carreira

Escola EB1 de Cabeçudos

Escola EB1 de Esmeriz

Escola EB1 S. Miguel-o-Anjo

Escola EB1/JI Avenida- Riba de Ave

Escola EB1/JI de Louredo

Escola EBI de Gondifelos

Escola EBI de Pedome

Escola Sec. Camilo Castelo Branco

Escola Sec. D. Sancho I

Escola Secundária Padre Benjamim Salgado

Jardim de Infância da Lage

Jardim de Infância de Bente

Jardim de Infância de Cabeçudos

Jardim de Infância de Esmeriz

Jardim de Infância de Igreja V. S. Cosme

Jardim de Infância de Seide S. Miguel

 

Covid-19: Aulas de Educação Física devem privilegiar exercícios individuais

A Direção Geral da Saúde deu a conhecer às escolas as orientações para as aulas de Educação Física em tempos de covid-19. Assim, os professores devem privilegiar atividades em que o distanciamento seja possível, mas os alunos não precisam de usar máscara durante a aula no exterior.

Todo o material utilizado em aulas, como bolas, deve ser higienizado antes e depois de cada utilização. Devem, por isso, ser privilegiadas as práticas individuais em vez dos desportos coletivos, e recomendam o distanciamento de três metros em exercícios individuais.

Defendem a existência de circuitos no acesso às instalações desportivas e, sempre que possível, num só sentido; o calçado deve ser exclusivo para a prática desportiva.

No caso em que as aulas decorram em espaços fechados, nos intervalos deve ser feita a ventilação natural ou mecânica.

Acompanhe no facebook da Cidade Hoje debate sobre impacto da covid-19 no ensino

O impacto da covid-19 no ensino vai ser tema de debate promovido pela Cidade Hoje e com transmissão no facebook.

Pode acompanhar esta noite, a partir das 21 horas, as perspetivas das escolas, dos pais e da Câmara Municipal.

Cidade Hoje convidou Marco Magalhães, chefe de divisão da Educação na Câmara Municipal; Helena Pereira, diretora do Agrupamento de Escolas D. Sancho I; Amadeu Dinis, diretor da Escola Profissional CIOR; João Ruivo Meireles, do Colégio Machado Ruivo; e Antónia Oliveira, presidente da Federação Concelhia de Associações de Pais de Vila Nova de Famalicão.

Esta é mais uma conferência promovida pela Cidade Hoje depois do debate sobre o impacto da covid-19 na saúde/proteção civil e na economia.

É um debate que serve para apresentar ideias, fazer um balanço do impacto da covid no ensino e levantar algumas perspetivas sobre o ensino no próximo ano letivo.

Most Popular Topics

Editor Picks