Se tens um computador que não precisas cede-o a um colega

E tens duas formas para o fazer: contacta diretamente quem precisa, ou deixa na sede do Agrupamento D. Sancho e a escola entregará o computador, o tablet ou até o Magalhães a quem precisa.

Esta é uma campanha dinamizada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação, em colaboração com o Agrupamento de Escolas D. Sancho I.

“Deixamos de ir à escola, mas a escola não pode deixar de vir até nós!” é o tema desta iniciativa solidária.

Refeições escolares em regime take away para escalões A e B

O Plano de Contingência Municipal de Vila Nova de Famalicão determina a manutenção das refeições escolares aos estudantes do pré-escolar ao secundário, dos escalões A e B, no mesmo regime em que o fazia durante o período letivo e enquanto vigorar a suspensão das atividades letivas.

As refeições serão disponibilizadas em regime de take-away na escola afeta à área de residência, mediante prévia marcação, devendo o beneficiário ser portador de recipientes para o efeito.

A inscrição deve ser feita e solicitada pelos encarregados de educação via Agrupamento de Escolas, através do respetivo endereço eletrónico.

Alunos do profissional e artístico vão ter concurso especial de acesso ao ensino superior

O decreto-lei para acesso dos estudantes do ensino profissional ao Ensino Superior, através da criação de uma nova via de ingresso “sobretudo para estudantes que terminam o ensino secundário via profissional ou artística”, foi hoje aprovado na reunião do executivo e explicada aos jornalistas pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, no habitual briefing que se segue ao Conselho de Ministros.

De acordo com o governante, esta iniciativa resultou “de um amplo debate e discussão com as instituições e com a sociedade civil” e diversifica “o acesso ao ensino superior criando um concurso especial que será realizado pelas próprias instituições de ensino”.

“É um exercício voluntário – compete às instituições de ensino superior voluntariar-se para o fazer – e o acesso vai para além daquilo que são os limites fixados nas outras vias do concurso nacional de acesso e portanto não compete com as vias já existentes”, garantiu.

Esta via de acesso, de acordo com Manuel Heitor, terá “naturalmente exames” e a nota final é apurada “como os outros casos por via cumulativa”, ou seja, “os exames obtidos também no ensino profissional, mais as provas que as instituições de ensino superior irão realizar”.

O objetivo do Governo é tentar “eliminar uma desigualdade que persiste na sociedade portuguesa de acesso ao ensino superior, sobretudo daqueles que terminam o ensino secundário por via profissional”.

“Neste momento, enquanto cerca de 85% dos estudantes que terminam o ensino secundário por via científico-humanística, ingressam no ensino superior, no ensino profissional temos só cerca de 18%, que equivale sensivelmente a 4500 estudantes por ano. Queremos no prazo desta legislatura vir sensivelmente a duplicar”, definiu.

Questionado sobre a possibilidade de interferir no número de vagas disponíveis para o concurso nacional, o ministro esclareceu que esta nova via “é mais um concurso especial” – tal como existe para adultos ou alunos estrangeiros – que “vai para além do concurso nacional” e por isso não concorre com este.

Protestos contra antena: DGS aceita reunir com pais de alunos da Escola D.Maria II

A Direção Geral da Saúde respondeu positivamente a um pedido de reunião da associação de pais da escola D. Maria II. O encontro tem como objetivo analisar e discutir o impacto que a antena de telecomunicações, instalada a cinco metros do recinto escolar, possa ter para a comunidade educativa e local.

O presidente da associação de pais, Paulo Correia, disse à Cidade Hoje que um dos pontos de discussão será o fato de, no parecer da ARS-Norte, que foi tornado público na passada semana, não constar a distância entre a antena e a escola. Uma informação que, na opinião do dirigente, poderá ser relevante para o processo.

Entretanto, a associação de pais da escola D.Maria II deverá convocar uma assembleia geral com os encarregados de educação, de forma a que todos se possam pronunciar e definir futuras tomadas de posição sobre esta situação que tem gerado descontentamento.

Most Popular Topics

Editor Picks