Comissão Europeia recomenda que cortes no apoio ao emprego não sejam abruptos

A Comissão Europeia, na avaliação que fez a Portugal e divulgada esta quarta-feira, afirma que o mercado de trabalho foi menos afetado do que o esperado, nomeadamente devido ao lay-off simplificado, mas recomenda ao Governo que os apoios não sejam cortados de forma abrupta mas gradual.

Recorde-se que o desemprego em Portugal aumentou de 6,5% para 8% (segundo dados de agosto) e mais de 750 mil pessoas beneficiaram de apoios ao emprego.

Esta quarta-feira, a Comissão Europeia adiantou que Portugal comprometeu-se a seguir esta recomendação, utilizando os 5,9 mil milhões de euros de empréstimo do Programa de Apoio ao Emprego. No apoio às empresas, deverá entrar em vigor o sucessor do lay-off simplificado, nomeadamente com pagamento a 100% do salário do trabalhador.

Famalicão: Equipas de profissionais ajudam desempregados

Equipas de profissionais estão a fazer atendimentos personalizados nas freguesias para ajudar os famalicenses que procuram emprego, formação e qualificação.

A equipa que efetua os contatos é do Contrato Local de Desenvolvimento Social – Comunidades Incubadoras 4 G, um projeto que se desenvolve no concelho, tendo como promotora a Câmara Municipal de Famalicão e a Engenho – Associação Local de Desenvolvimento Local do Vale do Este.

O objetivo é ajudar os famalicenses em situação de desemprego a encontrarem uma nova oportunidade de trabalho ou uma qualificação.

O contacto, que se iniciou em novembro, decorre nas freguesias, para chegar mais próximo das pessoas.

Para mais informações deste serviço, bem como locais e horários onde acontecerá, consulte as páginas de facebook de Comunidades Incubadoras (https://www.facebook.com/comunidadesincubadorasfamalicao) ou Famalicão Comunitário (https://www.facebook.com/famalicaocomunitario).

Recorde-se que o CLDS-4G está focado num Plano de Ação centrado nas áreas do emprego, formação, qualificação e empreendedorismo, e irá vigorar até 31 de maio de 2023, implicando um investimento no concelho de 450 mil euros.

 

 

Famalicão: PS sugere medidas de apoio às famílias e empresas afetadas pela covid-19

O Partido Socialista de Famalicão apresentou um pacote de propostas de apoio aos famalicenses e às pequenas empresas, com o objetivo de minimizar os efeitos nefastos da covid-19.

A concelhia do PS, liderada por Eduardo Oliveira, adianta que está em condições de discutir e melhorar as propostas. E, sabendo que algumas medidas terão impacto financeiro nos cofres municipais, diz que é tempo de fazer opções políticas «entre o que é possível para salvaguarda do bem-estar dos famalicenses e os eventuais investimentos que poderão e deverão ser adiados».

Medidas de apoio à comunidade

− Criar uma página de internet que agregue informação sobre todos os apoios municipais;

− Criar equipas municipais de distribuição de bens alimentares essenciais e de medicamentos a agregados familiares em confinamento;

− Intensificar a realização de testes rápidos às comunidades escolares, aos profissionais e utentes das IPSS, aos profissionais da Proteção Civil Municipal, entre outros;

− Controlar o uso de máscaras na entrada e no recinto da feira semanal;

− Implementar um plano de higienização e desinfeção de espaços públicos que evidenciem particular propensão para ajuntamentos temporários;

− Garantir um aumento dos transportes públicos (autocarros) em horários de maior afluência nas deslocações de e para as escolas, garantindo o cumprimento a todos os normativos emanados das diversas entidades de saúde;

Medidas de Apoio às Famílias

− Redução das rendas camarárias destinadas à habitação no caso de perda significativa de rendimentos decorrente de situação de lay-off e/ou de desemprego;

− Redução em 50% durante seis meses da fatura da água a agregados familiares com redução de rendimentos resultante de lay-off ou desemprego;

− Redução da taxa do IMI.

Medidas de Apoio às Empresas e ao Emprego

− Reduzir a fatura da água e/ou das rendas camarárias às empresas dos setores especialmente afetados;

− Estabelecer protocolos com as unidades hoteleiras do Concelho com vista ao acolhimento de profissionais “da linha da frente” quando a utilização da habitação própria seja desaconselhada por motivos de saúde pública;

− Desenvolver um web site de comércio eletrónico “comunitário” para empresas concelhias, de cariz familiar, com realce para a venda de produtos locais;

− Apoio a empresários em nome individual, micro e pequenas empresas que, tendo mantido os postos de trabalho, se encontram em situação de emergência financeira e risco de encerramento;

− Adquirir aos produtores do concelho, com especial preferência no comércio tradicional, os produtos destinados aos cabazes de Natal.

 

Taxa de desemprego continua a aumentar

A taxa de desemprego foi de 7,9% em julho e terá aumentado para 8,1% em agosto, de acordo com os dados atualizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta quarta-feira.

Há uma subida consecutiva nos últimos três meses e se compararmos com agosto de 2019 a subida é de 25,7%.

Segundo estes dados hoje conhecidos, haverá no país 417 mil pessoas sem emprego, mais 13.300 do que em julho.

 

Famalicão: Desenvolvimento social aposta no emprego, formação, qualificação e empreendedorismo

O novo programa de Contrato Local de Desenvolvimento Social – CLDS 4G, que tem como Entidade Coordenadora Local da Parceria a Engenho – Associação de Desenvolvimento Local de Vale do Este, aposta no emprego, formação, qualificação e empreendedorismo.

Os principais objetivos do novo programa foram apresentados na passada quinta-feira, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, pelo vereador do Desenvolvimento Territorial Integrado, Augusto Lima, que assinala que este novo projeto «não pode descurar a situação atual, que é complexa, incerta e que nos traz grande desafios».

O novo CLDS-4G vai vigorar até 31 de maio de 2023, implicando um investimento no concelho de 450 mil euros.

O vereador Augusto Lima assinala que a pandemia tem provocado um aumento do desemprego no concelho. Os números subiram de 3500 desempregados em fevereiro de 2020 para 5100 em finais de maio. Para além disso há 1500 empresas em lay off, que afetam 15 mil trabalhadores.

São dados preocupantes e que merecem «projetos que ajudem a fazer face a estas dificuldades». Este novo CLDS «tem uma estratégia clara para o emprego, formação e enquadra-se nas políticas sociais do concelho, nomeadamente na Estratégia Concelhia de Desenvolvimento Integrado».

Numa primeira fase será realizado um mapeamento do que está a acontecer no território, fazendo-se uma ponte com as entidades responsáveis pela educação, emprego e formação. Augusto Lima quer «um projeto marcante, que traga benefícios ao território, contribuindo, de uma forma significativa, para melhorar a situação que estamos a viver».

O Programa CLDS 4G tem a finalidade de promover a inclusão social. Tem, igualmente, especial atenção na concretização de medidas que promovam a inclusão ativa das pessoas com incapacidade.

O programa é desenvolvido pelo Instituto Segurança Social (ISS), I.P que enviou um convite à Câmara Municipal para criação de um CLDS. Por sua vez é Câmara Municipal que designa a Entidade Coordenadora Local da Parceria.

Aumenta o desemprego em Famalicão: são 4.200 os desempregados

O abrandamento económico provocado pela pandemia covid-19 tem reflexos no emprego. O desemprego está a aumentar, incluindo em Vila Nova de Famalicão. Em finais de fevereiro havia 3.500 desempregados e, na atualidade, há cerca de 4200 pessoas sem emprego.

Este aumento, segundo o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, decorre do encerramento de uma empresa, da extinção de postos de trabalho noutras empresas e da não renovação de contratos.

Segundo Paulo Cunha, em declarações proferidas no final da reunião de câmara desta quinta-feira, ainda não foram revelados os números relativos ao layoff de empresas de Famalicão. Facto que, do seu ponto de vista, coloca dificuldades ao Município para desenvolver políticas municipais de ação social junto daqueles que passam dificuldades.

Most Popular Topics

Editor Picks