Famalicão: Câmara constrói edifício para combate à covid-19

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão está a investir 150 mil euros na construção de um edifício de apoio ao serviço de urgência de Famalicão, do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O edifício, que entra em funcionamento muito em breve, serve de apoio ao hospital no combate à pandemia da Covid 19, centralizando o tratamento e avaliação de doentes respiratórios, assegurando uma separação física do restante serviço de urgência médico-cirúrgica.

A construção do equipamento «surge como resposta ao diagnóstico de necessidades gerado no seio da proteção civil municipal que reúne a rede de instituições de saúde, socorro e segurança do concelho, muito concretamente, às necessidades elencadas pelo hospital de Famalicão», explica Paulo Cunha.

O presidente da Câmara Municipal assinala, ainda, que este esforço financeiro municipal «é em prol da saúde dos famalicenses e surge no âmbito da colaboração institucional que mantemos com o hospital. A saúde e a segurança dos famalicenses são a nossa prioridade».

Com este equipamento, a Câmara Municipal ajuda a criar condições para que o hospital desenvolva as respostas aos doentes Covid 19, sem comprometer o atendimento a todos os outros pacientes. A divisão da urgência nestas duas áreas permite uma maior segurança e eficiência no tratamento de todos os doentes.

O edifício com uma área aproximada de 400 metros quadrados, irá assegurar o tratamento de doentes respiratórios adultos e pediátricos em espaços distintos, com capacidade para cerca de 35 pessoas, sendo constituído por sala de emergência, sala de imagiologia e sala de enfermagem.

A área pediátrica terá dois consultórios médicos, instalação sanitária, dez lugares para doentes apeados, três doentes em maca e uma sala de tratamento; a área de adultos será composta por dois consultórios, instalação sanitária, doze lugares para doentes apeados e oito para doentes em maca.

A área reservada a profissionais garante um acesso independente do exterior, dois balneários com instalação sanitária, espaço dedicado para troca de equipamento de proteção individual e uma copa.

Todo o espaço é servido por duas salas de sujos assegurando o apoio ao equipamento de higienização e evacuação de resíduos.

Dois Milhões de euros: Clínica Dentária compra edifício histórico no centro de Famalicão

Uma clínica dentária com sede em Barcelos comprou o edifício histórico da Praça D. Maria II, no centro de Famalicão, que, na segunda metade do século passado, acolheu o principal balcão da Caixa Geral de Depósitos na então vila famalicense.

O edifício, em granito, que faz esquina com a Rua de Santo António, está devoluto desde a década de 1980, surgindo agora uma oportunidade para a sua reabilitação através da sua reconversão numa clínica dentária de última geração, onde deverão trabalhar duas dezenas de profissionais, entre médicos dentistas, técnicos superiores de próteses dentária e assistentes dentários.

O espaço comercial deverá abrir portas no final de 2020, início de 2021.

Most Popular Topics

Editor Picks