Depressão Norberto atinge Portugal continental com vento forte e descida de temperaturas

Em comunicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) refere que o vento vai soprar forte (até 40 quilómetros/hora) durante o dia de hoje, com rajadas a atingir até 65 quilómetros/hora no litoral e 90 quilómetros/hora nas terras altas.

De acordo com o instituto, a depressão Norberto provocará agitação marítima forte, com ondas de noroeste com quatro a cinco metros a norte do Cabo Raso, em Cascais, no distrito de Lisboa.

Com uma frente fria associada, a depressão passou pelas regiões Norte e Centro de Portugal continental nas primeiras horas do dia, atravessando depois a região Sul.

A depressão Norberto originou períodos de chuva por vezes forte até ao início da manhã, em particular nas regiões do Minho e Douro Litoral, de acordo com o IPMA.

Segundo o instituto, os períodos de chuva vão chegar à região Sul ainda hoje, passando depois a um regime de aguaceiros fracos e pouco frequentes e que serão essencialmente nas regiões Norte e Centro.

A Météo France (Agência Estatal de Meteorologia de França) atribuiu o nome Norberto à depressão por esta ter uma pressão muito baixa sobre o Golfo da Biscaia e estar em deslocamento para leste.

Depressão Jorge: Agravamento do estado do tempo nas próximas horas

Chuva, vento e agitação marítima fazem parte das previsões da meteorologia para as próximas horas. A passagem da depressão Jorge por Portugal vai colocar alguns distritos do continente em aviso amarelo.

A norte, os distritos de Braga e Porto vão estar com aviso amarelo a partir das 12h00 deste domingo, devido à agitação marítima. Um aviso que se alarga para a chuva, a partir das 18h00, e para o vento, a partir das 21h00.

 

Novo agravamento: Vento forte deixa região em alerta vermelho

A depressão Fabien está a poucas horas de entrar no território português. As previsões obrigaram o Instituto Português do Mar e da Atmosfera a lançar um novo alerta, devido ao vento forte e à agitação marítima.

O alerta vermelho entre em vigor a partir das 18h deste sábado e até às 21h. É valido para os distritos de Braga, Viana do Castelo e Vila Real.

De acordo com o IPMA, nestas regiões, o vento pode chegar aos 140km/h.

Mau Tempo: “Fabien” chega no sábado e traz muito vento para o norte

Depois da depressão “Elsa”, o território continental vai ser atingido no sábado por uma terceira tempestade, de seu nome “Fabien”.

As primeiras previsões apontam para um sábado de muito vento, especialmente a norte, com rajadas que podem chegar aos 100kms/h.

No entanto, e de acordo com as informações disponíveis, esta será uma depressão menos agressiva que a anterior “Elsa”.

Domingo há a perspectiva de uma grande melhoria do estado do tempo.

Mau tempo provocado pela depressão Elsa: “Quinta-feira é o dia mais gravoso”

“A depressão Elsa [que está a atingir os Açores esta semana] está muito a norte do território do continente. O que vai afetar mais diretamente o estado do tempo é a passagem de umas ondulações frontais associadas a uma depressão complexa da qual faz parte a Elsa”, começou por explicar o meteorologista Ricardo Tavares, do IPMA.

Em declarações à Lusa, Ricardo Tavares adiantou que o vento será “moderado a forte e muito forte nas terras altas, com ventos de 95 a 100 quilómetros/hora”.

“O dia mais gravoso em termos de vento e precipitação será o de quinta-feira”, explicou o meteorologista, adiantando que a situação irá manter-se nos próximos três a quatro dias, com “vento muito intenso, precipitação forte e persistente”.

“Prevê-se ainda agitação [marítima] forte também na costa ocidental e amanhã também a costa sul do Algarve será afetada com ondas de sudoeste de quatro a cinco metros”, acrescentou.

De acordo com Ricardo Tavares, foram emitidos avisos amarelos (o terceiro mais grave) para todo o território do continente, tendo em conta a precipitação e a agitação marítima esperadas

Para as regiões Norte e Centro estão emitidos avisos laranja (o segundo mais grave), que serão atualizados consoante o estado do tempo o exija.

“A partir de sábado prevê-se já uma pequena melhoria, não se prevendo a permanência de ventos e precipitação tão forte”, frisou.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil emitiu hoje um aviso à população por causa do agravamento das condições meteorológicas, com precipitação forte e persistente, vento forte nas terras altas e agitação marítima forte em toda a costa.

No aviso à população, a Proteção Civil alerta para a possibilidade de “inundações rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem”, e “inundações por transbordo das linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis”.

Avisa ainda que, tendo em conta as previsões do IPMA, há a possibilidade de inundações de “estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem” e de formação de lençóis de água na estrada, além da queda de ramos de árvores, danos em estruturas montadas ou suspensas.

O agravamento das condições meteorológicas pode ainda levar a “possíveis acidentes na orla costeira” e a “fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência”.

 

Depressão ‘Amelie’ traz agitação marítima e vento forte no litoral Norte e Centro

“Em Portugal continental, a referida depressão não deverá ter impacto significativo no estado do tempo, prevendo-se ocorrência de precipitação e intensificação do vento a partir do final do dia de hoje no litoral Norte e Centro e nas terras altas, devido à aproximação e passagem de um sistema frontal associado à depressão”, explicou à Lusa a meteorologista Madalena Rodrigues.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a chuva não deve atingir valores correspondentes ao aviso Amarelo, o mais baixo a representar algum risco numa escala de quatro.

A rajada máxima de vento prevista para as terras altas do Norte e do Centro irá ter intensidade de até 90 quilómetros por hora, no limiar mais baixo do aviso amarelo, pelo que poderá ser emitido este aviso para as respetivas regiões.

Por outro lado, as zonas marítimas de responsabilidade nacional “serão afetadas com agitação marítima forte e consequente emissão de aviso Amarelo a norte do Cabo Raso” para domingo.

Está emitido o aviso amarelo para agitação marítima nas zonas costeiras dos distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, leiria, Lisboa, Porto e Viana do Castelo.

A depressão Amelie, assim denominada pela agência de meteorologia espanhola, está centrada a sul da Islândia desde as 21:00 UTC (a mesma hora de Lisboa) de sexta-feira e desloca-se para leste-sueste, em direção ao Golfo da Biscaia, onde deverá centrar-se por volta das 23:00 de hoje, com uma pressão atmosférica prevista no seu centro de 977 hPa.

Para domingo, o IPMA prevê para o Continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, em especial a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e agitação marítima forte a norte do Cabo da Roca.

O vento soprará fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante oeste, por vezes forte (até 40 km/h) na faixa costeira a norte do Cabo da Roca até ao início da manhã, soprando moderado a forte (30 a 45 km/h) nas terras altas com rajadas até 90 km/h, em especial no Norte e Centro.

As temperaturas devem variar no domingo entre os 20 e os 17 graus Celcius em Lisboa, entre os 18º e os 14º no Porto, entre os 22º e os 16º em Faro.

Most Popular Topics

Editor Picks