Famalicão: Criados incentivos para comprar no comércio tradicional e restauração

O município de Famalicão, a Associação Comercial e Industrial de Famalicão e a recém-criada Associação de Restaurantes de Famalicão vão lançar uma campanha de Natal para apoiar o comércio e a restauração. Consiste na oferta de vouchers de 10% de desconto por cada 10 euros em compras nas lojas e restaurantes aderentes. Para perceber melhor, cada voucher recebido na restauração vale 10% de desconto numa compra no comércio tradicional aderente e vice-versa. Estes vouchers não são acumuláveis com outras ofertas, promoções, ou menus em vigor. Apenas poderá ser descontado um voucher por cada compra ou refeição.

A campanha arranca no dia 1 de dezembro e termina no final desse mês. A lista das lojas e dos restaurantes aderentes pode ser consultada, brevemente, em www.famalicao.pt.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, esta «é mais uma medida para apoiar dois dos setores mais castigados pela pandemia. Economicamente falando, sabemos que o Natal representa uma época muito importante quer para o comércio, quer para a restauração local e, por isso, esperamos que com este estímulo possamos atenuar o impacto económico causado pela crise pandémica».

O autarca elogia as sinergias criadas pelos agentes locais que permitiram colocar em marcha esta campanha. Paulo Cunha lembra que «esta é a altura de arregaçar as mangas e ver o que podemos fazer uns pelos outros e esta campanha é mais um exemplo dessa cooperação».

 

Famalicão: PS propõe vouchers de desconto para apoiar restauração e comércio local

Com o objetivo de apoiar a restauração e o comércio local, o PS de Famalicão propõe à Câmara Municipal que disponibilize uma verba para esse fim, que seria traduzida num voucher de desconto.

O PS propõe a criação de um modelo de cooperação económica partilhada entre o comércio local, o setor da restauração e a autarquia que se traduza num benefício direto às micro e pequenas empresas. Ao mesmo tempo, os famalicenses também sairiam beneficiados porque obteriam descontos na aquisição desses bens e serviços.

De acordo com Eduardo Oliveira, presidente do PS, esta é uma das melhores formas de ajudar o comércio local e a restauração neste tempo de fortes restrições devido à pandemia.

Famalicão: “Todos por Todos” continua a ajudar famílias

Famalicão: “Comércio: Tradição & Modernidade” é a nova exposição da Casa do Território

A Confeitaria Vieira de Castro, onde começou a história do maior fabricante português de bolachas e amêndoas, a centenária Chapelaria Oliveira, que mantém portas abertas na Praça D. Maria II, e a pâtisserie Marupiu, são alguns dos trinta estabelecimentos comerciais de Vila Nova de Famalicão
retratados na exposição “Comércio: Tradição & Modernidade” que será inaugurada esta segunda-feira, dia 5 de outubro, na Casa do Território.

A mostra, que pode ser vista até julho de 2021, pretende homenagear o comércio local e reconhecer o seu papel preponderante na construção e desenvolvimento do território ao longo dos últimos anos. “Comércio: Tradição & Modernidade” tem entrada livre e gratuita e pode ser visitada de segunda a quinta, das 09h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30, e aos domingos, entre as 14h30 e as 18h30.

Partindo de documentos, imagens e objetos, a exposição leva o visitante a relembrar lojas tradicionais, algumas já desaparecidas como a antiga Casa Malheiro e o restaurante Iris, e outras que ainda permanecem em funcionamento, como a Confeitaria Moderna e a Casa Marinheiro, mas leva também a conhecer o comércio contemporâneo e alguns dos novos negócios nascidos com o apoio do projeto municipal “Famalicão Made IN” – as lojas “Geração Made IN” – como a Another Life e a Marupiu.

Famalicão Made IN Talks regressa esta quinta-feira com os novos desafios da restauração

Os novos desafios da restauração, do comércio, da indústria e das startups e microempresas serão analisados nas próximas quatro sessões do Famalicão Made IN Talks, o ciclo de videoconferências lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, através do programa Famalicão Made IN. Apoiar as empresas do concelho na reação ao novo paradigma provocado pela pandemia COVID-19 são os objetivos desta iniciativa.

As quatro sessões em live streaming estão agendadas para esta quinta-feira, e para os dias 21 e 28 de maio e 4 de junho, às 11 horas, com transmissão em direto na página de Facebook do Famalicão Made IN – www.facebook.com/famalicaomadein/

A primeira sessão da segunda edição acontece já esta quinta-feira, com os novos desafios da reabertura da restauração. António Rodrigues, da AESA/Controlsafe, o Chef Álvaro Costa e o autor do portal “Comer e Beber” Tiago Azevedo são os oradores.

A 21 de maio, a conversa é sobre os novos desafios do comércio, com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Famalicão, Fernando Xavier, e do proprietário da loja Paulo Gomes Moda, Paulo Gomes.

A terceira sessão, a 28 de maio, será sobre os caminhos para a recuperação da indústria. Participam Luís Miguel Ribeiro, presidente da Associação Empresarial de Portugal, António Cândido Pinto, da administração da COINDU, e Jorge Oliveira, do IAPMEI – Centro de Apoio Empresarial do Norte.

A última sessão do Famalicão Made IN Talks está marcada para 4 de junho com as novas medidas de apoio para as startups e microempresas. Filipe Soutinho, diretor-geral da TecMinho, Filipe Portela, da startup IOTech, e Pedro Bandeira, presidente da Federação Nacional de Associações de Business Angels, são os oradores.

Câmara de Famalicão incentiva escoamento de produtos locais

A Câmara Municipal de Famalicão está a preparar um projeto de apoio ao escoamento de produtos locais endógenos. A medida foi anunciada pelo presidente Paulo Cunha, esta quinta-feira.

O autarca quer promover os produtos locais, ajudando os produtores, a economia e o próprio consumidor.

Uma das medidas, por exemplo, é que os produtores de frutos vermelhos, que têm dificuldade em exportar, possam colocar os produtos no mercado de proximidade.

Além disso, a feira de produtos alimentares é para continuar. Segundo Paulo Cunha esta é uma forma de ajudar a escoar os produtos dos agricultores e de pequenos comerciantes.

Most Popular Topics

Editor Picks