Empresa famalicense CM Socks aposta no mercado canadiano

A CM Socks – Peúgas Carlos Maia anunciou, recentemente, a abertura de uma loja online para o mercado canadiano.

A nova plataforma (www.preventsprain.ca) comercializa exclusivamente as Prevent Sprain, meias técnicas anti-entorse patenteadas para 143 países e que têm ganho espaço em vários desportos de alta competição.

Apostada em crescer na América do Norte, a empresa famalicense, com sede na freguesia da Carreira, tinha já estabelecido, no final de 2019, uma unidade de distribuição e comercialização no Canadá, a que agora se junta a plataforma de comércio online.

CM Socks cresce para o mundo

A CM Socks – Peúgas Carlos Maia é mais uma empresa famalicense a ganhar notoriedade e reconhecimento nacional e internacional. A empresa, com sede na Carreira, produz, por ano, cerca de 26 milhões de pares de meias e prevê fechar 2019 com um volume de negócios na ordem dos 14 milhões de euros, mais um milhão do que no ano anterior.

Recentemente anunciou um investimento de meio milhão de euros para a compra de 30 teares, com o objectivo de dar resposta ao aumento do volume de encomendas.

Com fábricas de produção nas freguesias da Carreira e Bente, a CM Socks está em contínua expansão, apostando, cada vez mais, na internacionalização.

Como prova dessa aposta, foi uma das empresas que integrou a comitiva municipal que, em novembro passado, esteve na Feira Internacional de Havana (Fihav), em Cuba, onde recebeu a Medalha de Ouro. O galardão, relativo ao Prémio Inovação, contemplou as meias “Prevent Sprain” que previnem as entorses e cuja tecnologia está patenteada em 143 países.

Desenvolvidas em colaboração com a Escola Superior de Saúde do Porto, as “Prevent Sprain” têm um reforço nas zonas particularmente sensíveis dos ligamentos, prevenindo entorses, diminuem a fadiga muscular e dão estabilidade e conforto ao pé.

Carlos Maia, proprietário da empresa, realça que, entre mais de 100 países, apenas foram atribuídas seis medalhas, sendo que uma delas veio para Famalicão. O vereador da Economia e Empreendedorismo da Câmara de Famalicão, Augusto Lima, sublinhou que é muito gratificante «ver a afirmação internacional das empresas famalicenses. Bem como é relevante assistir à conquista de um prémio inovação numa feira para além do espaço europeu. Parabéns à CM Socks pela medalha de ouro na FIHAV – Feira Internacional de Havana. A economia famalicense cada vez mais no mapa mundial», escreveu, na ocasião, Augusto Lima na sua página de Facebook.

Fundada em 1995 por Carlos Maia, a empresa foi alvo de uma reestruturação em 2017, quando deixou para trás o fabrico de meias básicas para se dedicar aos artigos mais técnicos e de alta qualidade, como as meias sem costura e para a área da saúde.

Famalicense “CM Socks” investe meio milhão de euros e cria novos postos de trabalho

A empresa de Peúgas Carlos Maia, com fábricas de produção nas freguesias da Carreira e Bente, está em contínua expansão: nesta altura prepara um investimento de meio milhão de euros para a compra de 30 teares, com o objectivo de ajudar a empresa a dar resposta ao aumento do volume de encomendas.

Até agosto de 2020, estamos completamente sobrelotados no que diz respeito a encomendas. Precisamos urgentemente destas novas máquinas para dar resposta aos pedidos.

Carlos Maia, proprietário da empresa, ao Jornal T

 

A empresa, com 148 colaboradores, nas duas unidades fabris, produz cerca de 26 milhões de pares de meias por ano e 70% desta produção são já meias técnicas (desporto, saúde) porque são as mais rentáveis e com muito mercado internacional. São mais de 20 os mercados, na Europa e resto do mundo, com marcas como CAT, JCB, Coca-Cola, Umbro, Hello Kitty, New Balance e outras. CM Socks e Pureco são marcas próprias.

O novo investimento em máquinas, que deve ficar concluído até ao final do ano, também vai possibilitar a criação de novos postos de trabalho. Espera-se que venham a ser contratados cerca de 15 profissionais.

Most Popular Topics

Editor Picks