Famalicão: Muita música e cinema no Parque da Devesa

O Município de Famalicão apresenta um programa de animação para os meses de Verão, no cumprimento das regras de segurança no âmbito da covid-19. O primeiro a subir ao palco do Parque da Devesa será o fadista Rodrigo Rebelo de Andrade. É já esta sexta-feira, dia 3. No dia seguinte, 4 de julho, às 19 horas, Famalicão recebe Katia Guerreiro A Fadista vai apresentar o seu último álbum, intitulado “Sempre”, o nono projeto discográfico, com direção musical do compositor José Mário Branco, na corrente tradicionalista da artista.

No dia 5, Domenico Lancellotti enche o palco do Anima-te com alguns dos temas que fazem parte dos seus três álbuns, mas o cantor/compositor/violinista/percussionista também vai apresentar alguns inéditos.

Para 8 de julho, quarta-feira, está agendado o início do Cinema Paraíso. A primeira exibição é o filme “Variações” de João Maia.

Depois do cinema volta a música, no dia 10 com o Devesa Sunset. Naquela bonita paisagem atua Noiserv. No dia seguinte é a vez dos Sons do Minho. No domingo, apresenta-se Nuno Campos Quarteto, num concerto inserido no ciclo Porta-Jazz, promovido pela Associação “O Eixo do Jazz”.

Anima-te e Move-te, com desporto. Já a partir do dia 1 com aulas de desporto ao ar livre. O Parque da Devesa continua a ser um dos palcos escolhidos, mas o desporto do Move-te também chega às freguesias, com propostas em diversos locais.

Numa outra vertente da animação, a Praça D. Maria II apresenta street food.

As entradas para os espetáculos, incluindo cinema, exigem a apresentação de bilhete. Os ingressos são gratuitos e poderão ser levantados no local do evento (Parque da Devesa), no período das três horas que antecedem o espetáculo. Uma pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

Famalicão: Cinema no Parque da Devesa

Já é conhecida a programação do Cinema Paraíso, iniciativa do Cineclube de Joane e da Casa das Artes de Famalicão. Este ano, devido à pandemia covid-19, os filmes serão apenas exibidos no Parque da Devesa, junto ao lago, sempre às 22 horas

A programação começa a 8 de julho, com Variações, de João Maia, prosseguindo no dia 15, com a versão portuguesa de Mr. Link, de Chris Butler. No dia 22, pode ver 1917, de Sam Mendes.

Para agosto, a programação reserva para o dia 5, O Meu Vizinho Totoro, de Hayao Miyazaki, e no dia 12, de Greta Gerwig, pode ver Mulherzinhas. A programação encerra a 19 de agosto com Parasitas, de Bong Joon Ho.

A entrada para estas sessões é livre, mas carece de levantamento obrigatório de ingresso no próprio dia da projeção, a partir das 15 horas.

Casa de Camilo lança novo programa de cinema

A Casa de Camilo, em São Miguel de Seide, vai iniciar, este mês, um novo programa de cinema intitulado “Fitas de Animatógrafo em São Miguel de Seide”, que decorrerá durante o primeiro semestre de 2020 e que será dinamizado por Manuel Sobrinho Simões, António Roma-Torres, Júlio Machado Vaz e José Manuel de Oliveira.

O objetivo do grupo dinamizador é proporcionar a reflexão e debate informal em torno da pluralidade de leituras, sentidos e verdades que o cinema suscita ao público em geral. Cada sessão contará com a presença de personalidades em evidência nos mais diversos quadrantes da vida e da cultura portuguesas, que escolhem e comentam um filme que considerem numa perspetiva especial, quer pela riqueza da sua síntese dos percursos da existência humana, quer pela qualidade estética inerente.

A primeira sessão decorre já no próximo dia 13 de março, pelas 21h30, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, em São Miguel de Seide. A dinamização estará a cargo de Manuel Sobrinho Simões, que traz como convidada a prestigiada atriz Rita Blanco.

A fita a comentar, após a respetiva exibição, será “Fátima”, do realizador João Canijo, e conta a história de um grupo de onze mulheres quem, em maio de 2016, parte de Vinhais, Trás-os-Montes, em peregrinação ao santuário de Fátima. Ao longo de nove dias e quatrocentos quilómetros, atravessam meio país em esforço e sacrifício para cumprir as suas promessas. O cansaço e o sofrimento extremos levam-nas a momentos de rutura. Revelam-se então as suas identidades e motivações mais profundas. Chegadas a Fátima, cada uma terá que reencontrar o seu próprio caminho para a redenção.

As próximas sessões de “Fitas de Animatógrafo” decorrerão a 17 de abril, 22 de maio e 5 de junho, e contarão, respetivamente, com as presenças de António Roma-Torres, de Francisco José Viegas e de Laborinho Lúcio.

A entrada é livre, devendo, porém, efetuar-se a reserva de bilhetes através do número de telefone 252309750 ou do endereço eletrónico [email protected]

Manuel Sobrinho Rodrigues Simões é médico, professor e investigador na área de Bioquímica da Universidade do Porto. António Roma-Torres é também médico, mas da especialidade da psiquiatria, sendo diretor da Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar São João (Porto). Exerceu a função de crítico de cinema em jornais e revista e é autor de vários livros. Por sua vez. Júlio Machado Vaz doutorou-se em Psicologia Médica e foi professor auxiliar do Departamento de Ciências do Comportamento do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto. Participou em diversos programas de rádio e televisão. Por fim, José Manuel Oliveira é o diretor da Casa de Camilo e Centro de Estudos Camilianos.

Mais de 85 mil pessoas passaram pela Casa das Artes

Em 2019, a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão recebeu mais de 85 mil espetadores e o cinema continua a ser a área que mais público leva, com mais de 17 mil espectadores, num total de 120 sessões integradas na programação regular para o grande público, nas sessões do Close-UP: Observatório de Cinema e ainda na programação do Cineclube de Joane.

Os números agora conhecidos ultrapassam os registados em 2018, ano em que mais de 15 mil pessoas escolheram a Casa das Artes de Famalicão para ir ao cinema.

O teatro e a música são as outras áreas que lideram o pódio das preferências do público, com quase 20 mil espectadores. Aqui, destaque para as coproduções teatrais em parceria com diversas companhias locais, regionais e nacionais, como é o caso da Ensemble – Sociedade de Actores, o Teatro Nacional S. João, a ACE – Escola de Artes de Famalicão e a Narrativensaio.

A presença do Instituto Nacional de Artes do Circo em Famalicão não passa despercebida na programação, que em 2019 presenteou o público com quase duas dezenas de espetáculos de artes circenses.

Para além de um espaço cultural de referência, a Casa das Artes é, também e cada vez mais, um espaço de partilha de experiências e conhecimento, sendo palco para a realização de palestras, conferências e seminários, que só em 2019 levaram ao espaço cultural quase 45 mil pessoas.

Filme sobre Eusébio na Casa das Artes

Nos dias 15 e 18 de janeiro pode ver, na Casa das Artes, novos episódios do Close-Up – Observatório de Cinema de VN Famalicão. São quatro sessões, duas para as escolas e as outras para o público em geral. O “Tempo” continua a ser a temática, desta vez com o “tempo de vista”.

Para o público escolar do 3.º ciclo e do secundário é exibido “Ruth”, de António Pinhão Botelho, que descreve o insólito episódio da chegada de Eusébio a Portugal dos anos 60. Um filme para ver a 15 de janeiro, às 10 horas.

Para os mais pequenos, alunos dos 1.º e 2.º ciclos, é proposta “Uma Aventura nos Mares”, de Ángel Alonso (versão portuguesa). Trata-se de uma animação espanhola a narrar a expedição de Fernão de Magalhães, aquando (tempo) de comemoração dos 500 anos sobre a primeira viagem de circum-navegação da Terra. O filme é projetado a partir das 14h15.

Para o público em geral, no dia 18 de janeiro, a partir das 15h00, passa o documentário: duas documentaristas portuguesas – Catarina Mourão e Renata Sancho – transformam imagens de outros tempos em histórias que dialogam com o nosso tempo: “O Mar Enrola na Areia” e “A Avenida Almirante Reis em 3 andamentos”, que contará com apresentações das realizadoras.

A partir das 17 horas, o realizador Nanni Moretti olha para o golpe de estado que derrubou Allende no Chile em 1973, do “Tempo de vista” da sua Itália (passado e presente), em Santiago, Itália.

Bilhetes a 2 euros (geral), 1 euro (Cartão quadrilátero) ou grátis (estudantes, seniores, associados de cineclubes).

Famalicão: O novo filme da saga Star Wars vai poder ser visto na Casa das Artes por 2 euros

A Lucasfilm e o realizador J.J. Abrams voltam a unir forças para levar os espectadores numa jornada épica para uma galáxia muito, muito distante, com o novo e capítulo final da saga Skywalker.”

Star Wars – A Ascensão de Skywalker”, pode ser visto na Casa das Artes de Famalicão. A sessão única de exibição deste filme está marcada para o dia 18 de janeiro, no grande auditório.

Os bilhetes custam até 2€ e podem ser comprados na bilheteira da Casa das Artes ou neste link.

Most Popular Topics

Editor Picks