Famalicão: Cidade mais verde

Concluídas obras de requalificação, o centro urbano de Famalicão passará a ter mais árvores. No decurso dos trabalhos serão plantadas perto de três centenas de novas árvores que se vão juntar às 116 que permanecerão. Apenas duas dezenas serão abatidas dado o seu estado de conservação, enquanto 67 serão transplantadas.

Segundo o projeto, o centro da cidade passará a ter uma área arbórea muito superior à existente, que se juntará aos vários ajardinamentos que se vão espalhar pelos 3000m2 de área de intervenção e que vai incluir ainda a recuperação da margem ribeirinha do Rio Pelhe, junto à antiga Ponte Românica, na extremo nascente Praça Mouzinho do Albuquerque.

Sob o mote “Um novo Centro. Uma Nova Cidade” as obras de reabilitação do centro urbano de Famalicão abrange todo o quarteirão urbano localizado entre as praças D. Maria II e Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, dotando-as de mais e melhores zonas sociais e de mais espaços para peões e para os modos de transporte suaves.

A obra, num valor superior a oito milhões de euros, tem comparticipação do Norte 2020, através do programa FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Famalicão: Conheça as alternativas de estacionamento no centro da cidade

As obras de requalificação do Centro Urbano de Famalicão tornaram inativos, durante um ano, dois parques de estacionamento em Famalicão – o parque pago D. Maria II e o parque livre Mouzinho de Albuquerque (antigo campo da feira).

A Câmara Municipal assinala, em nota de imprensa, as alternativas existentes para estacionamento.

Parques Grátis: Campo da Feira – 800 lugares (exceto à quarta-feira); Devesa, junto à Central de Camionagem – 347 lugares; Casa das Artes – 108 lugares; Estádio Municipal (Rua S. Julião) – 50 lugares; Estação – 70 lugares (gratuito para detentores de titulo de transporte público)

Para além destes, pode estacionar nos parques de estacionamento do Jumbo e do E-Leclerc, que disponibilizam largas centenas de estacionamento público nas entradas Norte e Este da cidade.

Parque Pagos: parque Cónego Joaquim Fernandes (Paços do Concelho) – 239 lugares; Parque Sagres (Parque da Juventude) – 150

As obras de requalificação do centro da cidade vão durar cerca de um ano, abrangendo o espaço urbano localizado entre as praças D. Maria II e Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, dotando-as de mais e melhores zonas sociais e, simultaneamente, mais espaços para peões e para os modos de transporte suaves.

A obra tem comparticipação do Norte 2020, através do programa FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Comerciantes do centro da cidade vão ser ouvidos sobre do futuro de Famalicão

Desde esta quinta-feira e até ao final da próxima semana, os comerciantes do centro da cidade de Vila Nova de Famalicão vão ter a oportunidade de dar a sua opinião e a sua visão sobre a reorganização da cidade e sobre o papel do comércio de proximidade neste âmbito.

A participação dos comerciantes será registada através de inquéritos realizados porta a porta. A medida insere-se no plano de ação elaborado pela Câmara Municipal para a dinamização do comércio e dos serviços do centro urbano de Famalicão.

Refira-se que com a concretização das operações do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) nomeadamente a reabilitação do Mercado Municipal e a revitalização das principais vias e espaços públicos na zona central abrangida pela Área de Reabilitação Urbana, torna-se cada vez mais necessária a participação do comércio de proximidade na construção de uma cidade mais moderna, funcional e atrativa.

Most Popular Topics

Editor Picks