“Ensaio sobre a cegueira” comentado pelo presidente da Câmara

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão escolheu o filme “Ensaio sobre a cegueira”, de Fernando Meirelles, para comentar na rubrica “Um livro, um filme” que já vai na 99.ª edição.

O filme vai ser exibido esta sexta-feira, dia 15, às 21h30, no Centro de Estudos Camilianos. Paulo Cunha irá comentar o filme, partilhando as suas opiniões com os espectadores.

“Ensaio sobre a cegueira” foi realizado pelo brasileiro Fernando Meirelles, a partir de um livro, com o mesmo nome, de José Saramago. É um filme de 2008 que abriu o Festival de Cannes desse mesmo ano. Foi rodado em Toronto, no Canadá, em São Paulo e Osasco no Brasil e em Montevidéu no Uruguai. Baseado no livro de 1995 do Nobel José Saramago, que fala sobre uma epidemia de cegueira que prolifera por uma cidade moderna, resultando no colapso da sociedade.

A rubrica “Um livro, um filme” é uma iniciativa da Casa de Camilo, que começou há treze anos, com o objetivo de exibir um filme baseado numa obra literária. No âmbito desta rubrica foram convidados personalidades como Manoel d`Oliveira, Maria Barroso Soares, Júlio Isidro, D. Manuel Clemente, Pedro Abrunhosa, Simone de Oliveira, Lídia Jorge, entre outros.

Homenagem a João Bigotte Chorão nos Encontros Camilianos

Nos dias 11, 12 e 19 de outubro tem lugar, em Seide, a 5.ª edição dos Encontros Camilianos. Este ano, destaca-se a homenagem ao ensaísta e crítico literário João Bigotte Chorão, um dos maiores especialistas na obra de Camilo Castelo Branco.

Estudioso da literatura autobiográfica, João Bigotte Chorão faleceu no passado mês de fevereiro, deixando vários ensaios sobre a obra de Camilo Castelo Branco. O tributo ao camilianista realiza-se durante a tarde do dia 12 de outubro, iniciando com a inauguração da exposição bibliográfica e documental “Esta nossa debilidade camiliana: Tributo a João Bigotte Chorão”. Seguem-se várias intervenções, entre as quais a de Pedro Mexia, filho do homenageado.

A 5.ª edição dos Encontros Camilianos arranca no dia 11 de outubro com um roteiro camiliano ao cemitério da Lapa, onde estão depositados os restos mortais de Camilo Castelo Branco. À noite, pelas 21h30, decorre um serão musical sob a direção do professor Rui Mesquita.

Os trabalhos abrem no dia 12, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, a partir das 9h30. A comunicação inaugural está a cargo do professor no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, Sérgio Guimarães de Sousa.

Os Encontros Camilianos regressam a 19 de outubro com a realização de um Roteiro Literário Camiliano a Ribeira de Pena, onde Camilo Castelo Branco viveu durante dois anos e onde casou com Joaquina Pereira de França, aos 16 anos.

Os interessados em participar nos Encontros Camilianos de São Miguel de Seide devem efetuar a sua inscrição através do site em www.camilocastelobranco.org. A inscrição é obrigatória e gratuita para o limite de 120 participantes.

Os Encontros Camilianos realizam-se de dois em dois anos, com os objetivos de promover o debate e a reflexão interdisciplinar em torno das temáticas camilianas, contribuindo, desse modo, para a melhor promoção e divulgação da vida e da obra de Camilo Castelo Branco, bem como para sedimentar a sua política de intervenção cultural e científica a favor da Língua e da Cultura portuguesas.

José Viale Moutinho vence pela segunda vez Prémio Camilo Castelo Branco

“Monstruosidades do Tempo do Infortúnio”, de José Viale Moutinho, venceu o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, instituído pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e pela Associação Portuguesa de Escritores (APE). A entrega do galardão está marcada para novembro, durante a Semana do Conto, organizada pela Casa de Camilo.

A atribuição do prémio a José Viale Moutinho, que o conquista pela segunda vez, foi decidida por unanimidade a 24 de setembro, em reunião do júri, composto por Fernando Batista, José Manuel de Vasconcelos e Paula Mendes Coelho.

O Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, instituído em 1991, destina-se a galardoar anualmente uma obra em língua portuguesa de um autor português ou de país africano de expressão portuguesa, publicada em livro, 1.ª edição, no decurso do ano de 2018. O valor monetário deste Grande Prémio é de 7.500 euros para o autor distinguido.

Ficcionista e poeta, José Viale Moutinho é autor de cerca de meia centena de livros para crianças, bem como de trabalhos nas áreas de investigação de Literatura Popular, da Guerra Civil de Espanha e da deportação espanhola nos campos de concentração nazis, bem como de estudos sobre Camilo e Trindade Coelho.

Ordem dos Engenheiros promove conferência no Centro de Estudos Camilianos

Mobilidade Urbana e Inteligência Artificial na Logística e Energia é o tema da conferência que a Delegação Distrital de Braga da Ordem dos Engenheiros promove na próxima quarta-feira, 18 de setembro, em Vila Nova de Famalicão.

A iniciativa conta com o apoio da autarquia famalicense e decorrerá a partir das 14h30, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel.

A sessão de abertura estará a cargo do Delegado Distrital Adjunto de Braga da Ordem dos Engenheiros, Leonel da Cunha e Silva, do Presidente do Conselho Diretivo da Região Norte da Ordem dos Engenheiros, Joaquim Poças Martins e do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

O programa prosseguirá com a intervenção do Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, e com a apresentação dos projetos Famalicão Ciclável, Via Ciclo-Pedonal à Póvoa de Varzim e do projeto do Terminal Rodoferroviário de Famalicão, este último apresentado pelo presidente do Conselho de Administração da Medway, Carlos Vasconcelos.

A inteligência artificial na mobilidade e transportes é o tema da intervenção do docente da Universidade do Minho Paulo Cortez. O coordenador do Colégio Eletrotécnica da Região Norte, Ribeiro Fernandes, abordará as questões da eficiência energética e a docente Clara Gouveia, as questões das redes de energia inteligentes e do desenvolvimento das comunidades energéticas para consumo.

A sessão de encerramento está marcada para as 18h20, pelo Delegado Distrital de Braga da Ordem dos Engenheiros, António Carlos Rodrigues.

Most Popular Topics

Editor Picks