Famalicão: Obras de melhoramento na Central de Camionagem vão atrair mais utentes para o transporte público

O presidente da Câmara acredita que o melhoramento de condições de conforto na Central de Camionagem trará mais utentes para o transporte público de passageiros. «Sabemos que o uso do transporte público depende também das suas condições – do conforto, dos horários e das centrais que se querem locais de espera confortáveis e com segurança – e, por isso, acredito que depois desta obra haverá um melhor aproveitamento do transporte público em Famalicão», sublinhou.

Paulo Cunha visitou as obras no dia 13 de novembro, sexta-feira, que estão a cargo da empresa Costeira, pelo valor de três milhões de euros, sendo que 2,5 milhões foram cofinanciados pelo Norte 2020, através do Fundo Regional de Desenvolvimento Regional.

A empreitada na Estação Rodoviária de Passageiros (como é denominada) deverá ficar concluída dentro de um ano, altura em que apresentará uma imagem muito diferente. Entre as várias intervenções destaque para a colocação de uma nova cobertura no cais e frente sul da estrutura; a remodelação das áreas de comércio e serviços, com a reformulação de montras e libertação da área de acesso ao cais de embarque; a colocação de apoios para o estacionamento de bicicletas e de novo mobiliário; a conceção de sinalética, de acordo com a nova imagem concebida para a central; a reorganização das bilheteiras, concentrando a venda de todas as viagens no mesmo balcão; e a abertura de uma sala de estudo.

«Será muito mais que uma mera Central de Camionagem», explicou Paulo Cunha, adiantando que as intervenções que estão a decorrer no interior «vão criar condições para que o serviço de transporte possa ser proporcionado como é devido, mas também para que este espaço ganhe outra dimensão, com outros serviços e valências», apontou o autarca.

Recorde-se ainda que esta é uma infraestrutura que já conta com 28 anos – foi inaugurada em 1992. Com esta requalificação irá beneficiar de um conjunto de melhoramentos, tendo em vista a criação de um espaço mais moderno, multifuncional e mais confortável e cómodo para os passageiros. Um dos objetivos é incentivar a utilização dos transportes públicos, reforçando-se a articulação com a Estação Ferroviária de passageiros.

Nehuén Perez quer afirmar-se no Atlético de Madrid

O central Nehuén Perez esteve “em direto com” os adeptos e sócios do FC Famalicão, a quem respondeu às perguntas.

Nesta iniciativa do clube, o central argentino está muito «contente» por estar ao serviço do FC Famalicão e por jogar na 1.ª Liga, mas não esconde que quer «regressar e afirmar-se no Atlético de Madrid», clube a que pertence.

Cedido pelo emblema madrileno, o jovem Perez tem, ainda, o sonho de representar a equipa principal do seu país num campeonato do Mundo.

Câmara investe cerca de 3 milhões de euros em obras na central de camionagem

A Central de Camionagem vai sofrer obras de melhoramento no valor de dois milhões e oitocentos mil euros.

O concurso foi lançado pela Câmara Municipal de Famalicão esta semana e, uma vez escolhido o empreiteiro, a intervenção tem prazo de um ano.

Durante o período em que decorrerem as obras, a central vai funcionar normalmente.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, classifica esta intervenção como necessária «para melhorar o conforto e incentivar o uso do transporte público».

As obras vão incidir sobre o edifício, desde a cobertura à zona interior; melhoramento do cais de embarque; remodelação das áreas de comércio e serviços; reorganização das bilheteiras e colocação de apoios para bicicletas.

Câmara avança com obras de reconstrução do separador central da Avenida Dr. Carlos Bacelar

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai avançar com as obras de reconstrução do separador central da avenida Dr. Carlos Bacelar, na cidade famalicense. Os trabalhos arrancam na próxima segunda-feira, dia 14 de outubro, e vão obrigar a alguns condicionamentos ao trânsito, nomeadamente através da supressão da via adjacente ao separador central em cada sentido. Apesar disso, o túnel irá manter-se aberto à circulação.

A natureza dos trabalhos passa por renovar os lancis existentes em betão, aumentando e melhorando a segurança rodoviária no local. A obra implica um investimento municipal de cerca de 21.500 euros e está entregue à empresa Construções Camposinhos Ferreira, Lda, tendo um prazo previsto para a execução da obra de um mês.

Most Popular Topics

Editor Picks