Câmara de Famalicão dá fichas escolares a 4300 alunos

O município de Famalicão assinalou, esta sexta-feira, dia 13, o arranque do ano letivo com a entrega das fichas de atividades aos alunos do 1.º Ciclo. O ato simbólico ocorreu na Escola de 1.º Ciclo de Arnoso Santa Eulália.

Em 2002, a Câmara foi pioneira na oferta dos livros aos alunos do 1.º Ciclo. A partir do momento em que o Governo passou a emprestar os manuais aos alunos (medida que se estende ao secundário), o município resolveu oferecer as fichas de atividades aos alunos do 1.º ciclo.

Este ano estão abrangidos 4300 crianças matriculadas neste grau de ensino. O encargo do município atinge os 158 mil euros. «É um sinal de apoio às famílias», mencionou o presidente de Câmara.

As famílias agradecem. Paulo Pereira, um dos pais abrangidos por esta medida, diz que «significa muito no orçamento familiar, porque é menos uma despesa que os pais têm. Eu tenho três filhos e sei do que falo. Era sempre pesado para o orçamento o início do ano letivo».

Câmara de Famalicão oferece fichas de atividades a mais de 4 mil crianças do 1.º Ciclo

No regresso às aulas deste ano, os pais das crianças do 1.º ciclo de Vila Nova de Famalicão não vão ter que se preocupar com a compra das fichas de atividades de Português, Matemática, Estudo do Meio e Inglês. A Câmara Municipal assume novamente esse encargo, oferecendo às perto de 4300 crianças matriculadas neste nível de ensino este recurso fundamental não reutilizável, num investimento municipal que ronda os 158 mil euros. A medida não está abrangida pela iniciativa governamental que, recorde-se, contempla apenas o empréstimo dos manuais escolares.

Em Vila Nova de Famalicão já é hábito que o regresso às aulas seja menos custoso para as famílias do concelho do que acontece na esmagadora maioria dos municípios do país. Em 2002, o Município foi pioneiro na implementação da gratuitidade dos manuais escolares para o 1.º ciclo e desde essa altura que a Câmara Municipal canaliza todos os anos um significativo investimento para ajudar as famílias do concelho com os encargos inerentes ao início de aulas.

Refira-se ainda que a autarquia famalicense vai voltar a assegurar a universalidade da gratuidade dos passes escolares, assumindo a totalidade do pagamento dos passes escolares de todo os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano. No conjunto, a medida abrange cerca de 5 mil alunos famalicenses num investimento total de 1,9 milhões de euros por ano.

Most Popular Topics

Editor Picks