Braga: Mais nove ruas com parquímetros

A medida foi aprovada na reunião do executivo municipal, na qual foi também aprovada a redução de 0,20 euros por hora no estacionamento, com o PS a votar a favor, mas a acusar o presidente da autarquia, Ricardo Rio, de estar a protagonizar um “regresso ao passado”. A CDU votou contra o alargamento de ruas com parquímetro, defendendo que se deu “um passo atrás”.

Além do alargamento a mais nove ruas, o executivo decidiu também alterar, com o voto contra de toda a oposição, os estatutos da empresa municipal Transportes Urbanos de Braga (TUB), à qual caberá a fiscalização dos agora 1.897 lugares de estacionamento pago à superfície, que se espera gerem 500 mil euros anuais.

“É bom recordar que em 2013 uma das primeiras medidas desta maioria foi, precisamente, a revogação desta medida do PS que pressupunha o alargamento a mais 27 ruas. E agora, passados seis anos, esta mesma maioria decide a inclusão de 17 dessas 27 numa proposta de estacionamento pago”, disse, em declarações aos jornalistas no final da reunião, o vereador da CDU, Carlos Almeida.

Para o vereador, houve uma “mudança objetiva e que não tem grande explicação, os argumentos são tão válidos como os de há seis anos”.

No mesmo sentido, o PS, pela voz do vereador Artur Feio, considerou que com este alargamento há um “reconhecimento que o caminho que o PS tinha traçado era o caminho certo”.

“O que se vê hoje é uma reversão absoluta, uma mudança cabal em que se reconhece que o PS decidiu da melhor forma na altura”, defendeu Artur Feio.

Em resposta, Ricardo Rio contestou o argumento de “volta ao passado”, explicando que “há que ajustar as circunstâncias” às políticas para a cidade.

“Sempre defendemos que a gestão do estacionamento à superfície é uma ferramenta fundamental para a política de mobilidade de uma cidade”, referiu.

“Obviamente que essa política tem de se ajustar às circunstâncias atuais de cada momento. Aquilo que há cinco anos não deveria justificar o alargamento, hoje temos a perceção contrária, quer por força da reivindicação dos moradores, quer comerciantes, juntas de freguesia, que hoje defendem que essas ruas devem ser taxadas, não numa ótica de arrecadar mais receita, mas numa ótica de mobilidade e acessibilidade”, justificou.

Quanto à passagem da fiscalização para os TUB e não para a Polícia Municipal, com defenderam PS e CDU, que votaram contra aquela opção do executivo, Ricardo Rio considerou que a Polícia Municipal tem outras responsabilidades.

“A Polícia Municipal tem um leque de responsabilidade muito alargado e, por isso, não pode dar resposta a esta solicitação e entendemos entregar aos TUB, sendo que a receita arrecadada é imediatamente canalizada para outra área de mobilidade, um melhor serviço de transporte público”, esclareceu.

As novas vias com sistema de estacionamento pago à superfície são: Rua de Diu, Praça do Comércio, Rua Cândido Costa Pires, Rua dos Bombeiros Voluntários, Rua do Carvalhal, Rua de Santo André, Rua de S. Gonçalves, a Travessa Adaltiva Vieira e uma parte da Avenida Padre Júlio Fragata, que deixa, no entanto, de estar sujeita a pagamento de estacionamento pago à superfície na maioria da sua extensão.

Chuva de regresso no arranque da semana

Até à próxima quarta-feira está de regresso o mau tempo. Uma situação que se deve fazer sentir de forma mais intensa a norte de Portugal continental.

No entanto, e apesar da chuva, as previsões continuam a prever temperaturas próximas dos 30c.º.

Para esta segunda-feira Braga vai chegar aos 29c.º, Viana e Porto aos 22 graus.

Entretanto para terça-feira mantém-se a previsão para Braga e há uma ligeira subida das temperaturas máximas nas regiões mais próximas da costa.

A situação volta a estabilizar a meio da semana com o regresso do tempo quente e seco.

Mariza: Bom Jesus pequeno para grande concerto

A fadista Mariza deu um espetáculo esta sexta-feira à noite no santuário do Bom Jesus, recentemente classificado como Património Imaterial da Unesco.

Foram milhares as pessoas que encheram aquele espaço para uma noite que ficará para a história.

A cantora partilhou no seu instagram uma pequena parte da sua atuação.

https://www.facebook.com/marizaoficial/videos/491992988322922/

Braga: Homem furtou botijas de gás para as vender em bairros sociais

Um homem com 24 anos é suspeito de ter furtado cerca de 20 botijas de gás, que desapareceram do local onde se encontravam para venda, um posto de combustível de Braga.

A PSP localizou o indivíduo com ainda três botijas em sua posse, sendo que as restantes já teriam sido vendidas em dois barros sociais daquela cidade.

Aquela força policial anunciou em comunicado que o suspeito foi contituído, aguardando o desenrolar do processo na justiça com termo de identidade e residência.

Braga: Luan Santana dá concerto esta sexta-feira

O cantor e compositor brasileiro Luan Santana vem a Braga para um concerto já na próxima sexta-feira, às 22h00, no Altice Forum Braga.

Com apenas dez anos de carreira enquanto músico profissional, Luan já arrecadou mais de 65 prémios atribuídos pelas mais prestigiantes entidades, sendo também considerado pela conhecida revista Billboard como um dos artistas mais influentes do mundo nas medias sociais.

Com nove discos gravados, entre registos ao vivo e em estúdio, já conquistou, só em Portugal, a marca de seis discos de Platina e dois de Ouro. Mas mundialmente vendeu mais de cinco milhões de discos. No Brasil, é o artista que detém o recorde por ter atingido mais vezes o topo da tabela de airplay Hot 100 da Billboard brasileira.

Os últimos bilhetes para esta sexta-feira estão disponíveis para venda na plataforma Ticketline.

Candidato do PSD acusa governo de não investir no Hospital de Famalicão

Jorge Paulo Oliveira acusa o Governo de discriminar Famalicão no âmbito da saúde. O candidato do PSD pelo distrito de Braga diz que falta apoio por parte do Ministério da Saúde para a criação da Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente no Hospital de Famalicão, obra orçada em 300 mil euros.

O social-democrata fala em discriminação do Governo porque o Ministério da Saúde anunciou, no âmbito do Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS), um investimento na ordem dos 5,3 milhões de euros, destinado à melhoria de infraestruturas e equipamentos do Hospital de Santo Tirso.

Recorde-se que as unidades hospitalares de Famalicão e Santo Tirso compõem o Centro Hospitalar do Médio Ave.

A criação da Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente é um investimento da responsabilidade do Ministério da Saúde, que o Ministério da Saúde se recusou a fazer invocando indisponibilidade financeira, a mesma que não faltou para a outra unidade do mesmo Centro Hospitalar, mas situada num outro município, alinhado politicamente com o Governo.

O famalicense acrescenta ainda que «esta atitude discriminatória do Governo para com Vila Nova de Famalicão não é isolada, muitas outras ocorreram ao longo dos últimos quatro anos», denuncia.

Esta clínica fica nas instalações das antigas urgências do Hospital de Famalicão, onde já existem alguns serviços das áreas da ginecologia e obstetrícia. A sua construção vai concretizar-se com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão que comparticipará a obra em 150 mil euros e com o apoio das empresas e dos empresários da região.

Most Popular Topics

Editor Picks