Liga Revelação: Famalicão e Braga dividem pontos

Em Amares, Estádio Eng. José Carlos Macedo, no jogo grande da Liga Revelação, grupo A, o FC Famalicão e SC Braga empataram a um golo.

Na partida realizada ao final da manhã desta sexta-feira, os bracarenses marcaram cedo, logo aos 5 minutos; o Famalicão respondeu na segunda parte, numa grande penalidade concretizada por André Ricardo, aos 69 minutos.

Esta igualdade permite ao Braga continuar na frente do grupo, com 19 pontos, seguido dos famalicenses, com 16, ambos com nove partidas disputadas.

Famalicão vence (2-1) Braga e é líder da série norte da Liga BPI

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, esta tarde, o Braga, a contar para a Liga BPI, e isolou-se no comando da série Norte, com 18 pontos. Numa partida bem disputada, entre as duas melhores equipas da série, as famalicenses foram as mais consistentes.

Depois da vantagem ao intervalo, fruto do golo de Solange, instantes antes do descanso, o Braga entrou forte na segunda metade do encontro e chegou à igualdade. Foi de grande penalidade, aos 49 minutos. No entanto, a reação das atletas comandadas por João Marques foi célere. Na jogada seguinte, Carol beneficiou de um desentendimento entre uma central e guarda-redes bracarenses para recolocar a equipa novamente na frente do marcador (2-1).

Até final do encontro, que se disputou no Estádio 1.º de Maio, o FC Famalicão, que rubricou uma boa exibição, controlou o jogo e não permitiu que o Braga criasse grande perigo, excetuando um lance, já nos descontos, com uma defesa famalicense a impedir o golo do empate.

Distrital de Braga do PSD apoia recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa

A Comissão Política Distrital de Braga do PSD aprovou, esta segunda-feira, o apoio a uma recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa nas próximas eleições presidenciais.

A decisão reuniu a unanimidade dos presidentes das concelhias do distrito, bem como da JSD, TSD e ASD.

Paulo Cunha, presidente da distrital, assume que o apoio «torna-se natural pois é inegável a competência de Marcelo Rebelo de Sousa, para o exercício do cargo», assinalando que «foi o elevado sentido de Estado, de Marcelo Rebelo de Sousa, que permitiu que o país tenha ganho coesão nacional e respeito internacional, sendo a única pessoa à altura de dar as respostas que o país reclama, num contexto de missão, compromisso e responsabilidade».

Arcebispo de Braga não quer romagens nem celebrações comunitárias nos cemitérios

D. Jorge Ortiga, Arcebispo de Braga, comunicou, esta terça-feira, que nos dias 1 e 2 de novembro, não serão permitidas romagens e procissões aos cemitérios nem celebrações comunitárias, nestes espaços, por causa da pandemia de covid-19. No entanto, pede às autarquias que, nesses dias, os cemitérios “não sejam totalmente fechados” e que se mantenha “vigilância para impedir concentrações”

Na mensagem publicada no site da Arquidiocese – “Fiéis Defuntos em ano especial” – pede aos sacerdotes que, sem aviso prévio, se desloquem aos cemitérios para que, “pessoalmente e como pastores das comunidades, rezem por todas as pessoas falecidas”.

Quanto às celebrações nas igrejas, D. Jorge permite a sua realização, tendo em consideração a capacidade dos espaços e o cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde, podendo os padres decidir da necessidade de multiplicar o número das celebrações.

Braga: Jovem de 21 anos apanhado com várias armas ilegais

No passado dia 9 de outubro, pelas 21H30, na Praceta Padre Sena, cidade de Braga, a PSP abordou um indivíduo que se tinha envolvido numa desordem. O homem, de 21 anos, tinha na sua posse uma catana, e no veículo onde se encontrava tinha várias armas consideradas ilegais: uma soqueira, uma faca, uma arma de ar comprimido, uma caixa de chumbos, um aparelho eletrónico, chaves de carros, chaves de habitações e outros objetos que podem ter sido usados em atos ilícitos. Após feitas diligências, verificaram que uma das chaves apreendidas correspondia a um veículo que foi alvo de furto por carjacking.

Paulo Cunha cria comissão autárquica na distrital do PSD

A Comissão Permanente da Distrital de Braga do PSD, reunida pela primeira vez após a eleição de 11 de julho, criou uma comissão autárquica.

O propósito é desenvolver um plano de preparação para as próximas eleições autárquicas «que mantenha e reforce a presença do PSD nos 14 concelhos», assumindo como crucial a capacidade do partido «continuar a contar com a colaboração das mulheres e homens mais capazes para servir os territórios enquanto seus autarcas», assinala Paulo Cunha, líder da distrital.

Desta comissão, dirigida por Paulo Cunha, fazem parte os autarcas António Vilela e Joaquim Mota e Silva, «escolhidos pelo seu exemplo enquanto autarcas ao serviço dos seus concelhos, pelo seu profundo conhecimento do distrito e pela sua inequívoca vontade e disponibilidade de continuarem a ajudar o PSD a ser bem sucedido».

Nesta reunião, foram definidas as prioridades para o mandato, sendo reforçada a necessidade de, conjuntamente com as estruturas autónomas da JSD, TSD e ASD, «desenvolver um plano de ação centrado nos problemas do distrito, das suas instituições, empresas e cidadãos, com voz ativa e participante na definição da estratégia política de âmbito nacional e em estreita colaboração com as estruturas locais, nomeadamente as secções concelhias», refere Paulo Cunha.

Foi, ainda, aprovado um voto de louvor e reconhecimento «pela excelência e mérito» da ação da anterior Comissão Política Distrital, liderada por José Manuel Fernandes, «cujo percurso, ao longo dos últimos 6 anos, contribuiu para a dinâmica positiva que o PSD imprimiu no distrito», justifica o líder do PSD famalicense.

Most Popular Topics

Editor Picks