Covid-19: Cidade Hoje promove conferência esta sexta-feira

Na noite desta sexta-feira, a partir das 21 horas, Cidade Hoje dá início a um ciclo de conferências/debates para analisar as consequências e perspetivas futuras resultantes do atual quadro pandémico Covid-19

A primeira conferência – sobre o trabalho desenvolvido pelas entidades de Proteção Civil -, decorre na Sala Fogo, do quartel dos Bombeiros Voluntários Famalicenses.

Ricardo Mendes, vereador da Proteção Civil; os comandantes das corporações de bombeiros do concelho; o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Ave, António Barbosa; e o diretor clínico do Hospital de Riba de Ave, Salazar Coimbra, são os oradores desta iniciativa que decorre a partir das 21 horas, desta sexta-feira, e que pode acompanhar em direto na página do Facebook Cidade Hoje.

PS assinala Dia Internacional do Bombeiro

A concelhia do Partido Socialista celebra o Dia Internacional do Bombeiro lembrando a mais-valia que representam na sociedade, ao se dedicarem à causa pública com prejuízo das suas vidas familiares e do seu tempo de lazer.

O PS, liderado por Eduardo Oliveira, desafia o presidente da Câmara a tomar algumas medidas em prol dos bombeiros, como o IMI na taxa mínima, isenção da taxa de licenciamento urbanístico e tarifa social de água e saneamento. O PS diz que enquanto Paulo Cunha não tomar estas medidas não está a cumprir o que prometeu quando era candidato.

A concelhia do PS diz que tem cumprido a sua responsabilidade cívica para com os bombeiros, especialmente nesta fase de combate à pandemia do covid-19, angariando equipamentos de proteção e apoio financeiro junto das empresas.

Covid-19: Seis bombeiros dos BV Famalicenses estão infetados

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Famalicenses tem seis voluntário infetados com covid-19. Manifestam sintomas ligeiros e estão em casa.

Como medida de proteção dos voluntários, a corporação não tem nenhum ao serviço que é, agora, assegurado por duas equipas de funcionários da instituição. Cada equipa permanece no quartel, sete dias por semana, sempre com o acompanhamento de um elemento do comando.

Neste cenário, o presidente da direção, António Meireles, assegura que não está afetado o normal serviço da corporação e que «a decisão de enviar para casa os voluntários, é uma forma de os proteger, sabendo nós na sua enorme vontade em estar ao serviço. No entanto, para salvaguarda do apoio e auxílio que temos que dar aos famalicenses e pela saúde dos nossos voluntários adotamos este regime de trabalho».

A Cidade Hoje esteve em direto com o comandante da corporação, veja o vídeo

Há 6 infetados com Covid-19 nos Bombeiros Voluntários Famalicenses. A Cidade Hoje fala agora com o comandante da corporação.

Publicado por Cidade Hoje em Quinta-feira, 16 de abril de 2020

Empresa RNM de Landim oferece centenas de litros de álcool gel aos bombeiros

A empresa RNM, especializada na produção, distribuição, transporte e logística de produtos químicos, fez uma oferta aos soldados da paz.

Diretamente de Landim, para onde a RNM se transferiu recentemente, seguiram várias centenas de litros de álcool gel desinfetante para os bombeiros do concelho.

Esta oferta traduz-se numa grande ajuda para os bombeiros, que podem contactar com possíveis infetados pelo novo coronavírus.

Setenta mil euros extra para bombeiros e Cruz Vermelha

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai atribuir um apoio extraordinário no valor de 20 mil euros a cada uma das três corporações de bombeiros do concelho e de 10 mil euros ao Núcleo da Cruz Vermelha de Ribeirão. Deste modo, assume o município, estão reforçadas as condições que permitem às mesmas instituições dar a melhor resposta possível à população no atual contexto de emergência social provocado pela pandemia COVID-19.

A garantia deste apoio tinha sido já deixada pela autarquia no final de mês de março. A proposta para a atribuição deste apoio extra de 70 mil euros é analisada na reunião do executivo municipal desta quinta-feira, dia 9 de abril.

Para além deste pacote financeiro excecional, o executivo famalicense discute também amanhã a atribuição da segunda parcela do subsidio anual concedido às forças de socorro.

Em causa estão os apoios referentes ao segundo trimestre deste ano, no valor de 22 500 euros (7 500 euros por mês) para cada uma das corporações de bombeiros e de 10 500 euros ( 3 500 euros por mês) para a Cruz Vermelha de Ribeirão.

Em discussão estará também a atribuição do apoio financeiro referente ao segundo trimestre do ano para o funcionamento das equipas de intervenção permanente de cada uma das corporações de bombeiros, no valor de 10 600 euros para cada corporação.

Recorde-se que no total são perto de meio milhão de euros que anualmente a Câmara de Vila Nova de Famalicão investe nas forças de socorro do concelho, investimento que este ano será reforçado.

Incêndio florestal em Joane

Na noite deste sábado, os BV Famalicenses combateram um incêndio florestal, no Alto das Eiras, na freguesia de Joane.

A corporação de bombeiros teve algumas dificuldades no combate ao foco de incêndio, em virtude dos maus acessos e ao vento forte que se fazia sentir. No local, os Famalicenses estiveram com seis veículos e vinte voluntários.

Most Popular Topics

Editor Picks