GNR apreende 25 viaturas em operação de combate ao furto, tráfico e viciação de veículos

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Barcelos da GNR, deteve, esta quinta-feira, dois homens, de 25 e 26 anos, por furtos, desmantelamento e recetação de veículos, em Vila Frescaínha S. Pedro, concelho Barcelos.

As diligências de investigação culminaram com a apreensão de 25 veículos furtados em Barcelos, Braga, Famalicão, Esposende, Maia, Porto, Vila Franca de Xira e Almada, tendo ainda sido apreendidos diversos componentes de automóveis: motores, centralinas, chapas de matrículas, certificados de matrícula, bem como um cortador de disco e diversos objetos e documentos pertencentes às vítimas dos furtos das viaturas. A apreensão dos veículos tem um valor comercial estimado de 537 mil euros.

No âmbito desta investigação, que durava há cerca de um mês, relacionada com furtos, desmantelamento e recetação de veículos, a GNR deu cumprimento a dois mandados de busca a dois armazéns de venda de peças auto usadas, ambos em Barcelos. Os suspeitos foram detidos em flagrante, no momento em que se encontravam a desmantelar peças de veículos automóveis no interior de um armazém.

Foi, também, efetuada uma busca à residência do proprietário do armazém de venda de peças usadas, um homem de 34 anos, o qual foi constituído arguido no mesmo processo.

Famalicão poderá estar ligado a Guimarães, Braga e Barcelos por linha de eléctrico

No futuro poderá existir uma nova rede de transportes que una concelhos do Quadrilátero Urbano (Famalicão, Braga, Guimarães, Barcelos).

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães revelou, num debate sobre mobilidade urbana, que o estudo para encontrar a melhor solução que ligue estes concelhos já está em curso. Domingos Bragança afirmou que a decisão foi tomada na última semana, admitindo que chega com dois anos de atraso.

O autarca vimaranense frisou que a solução “só faz sentido se todos os municípios estiverem de acordo e assumirem a parte correspondente das responsabilidades que implica o projecto”

Uma reunião com representantes do governo deverá ser marcada para breve, de forma a serem discutidas formas de apoio ao projeto, que, a concretizar-se, vai implicar candidaturas a fundos comunitários e apoio do poder central.

 

Famalicense julgado por disparar sobre o amigo por causa de um cão

Um famalicense, de 65 anos, residente em Vila do Conde, foi absolvido pelo Tribunal de Braga. Em causa estavam disparos sobre um amigo, por causa de um cão.

Os dois foram amigos e vizinhos na freguesia de Guimancelos. José Maria tinha um cão, da raça chow-chow, e a namorada de Ricardo, o queixoso, ofereceu-lhe uma cadela da mesma raça, ficando combinado que aquele lhe daria uma cria.

Em 2017, José Maria foi viver para Vila do Conde, deixando e ser vizinhos. Porque não tinha entregue o cachorro, como combinado, Ricardo, a namorada e um primo, procuraram José Maria em Vila do Conde. Foi mal recebido pelo ex-amigo.

A acusação dizia que José Maria lhe deu uma chapada na cara e, no meio de empurrões, dirigiu-se para o carro onde tinha um revólver, uma Magnum calibre 7.65 mm. “Não sais daqui a bem, sais a mal!”, terá dito, ao mesmo tempo que disparou três tiros.

O confronto continuou com empurrões e gritos até que os três conseguiram imobilizar o agressor. A GNR foi chamada ao local. José Maria ficou acusado de tentativa de homicídio, detenção de arma proibida e uso e porte de arma em estado de embriaguez.

No julgamento, os juízes consideraram não haver provas de que disparou, a três metros de distância, para o corpo do queixoso, dando apenas como demonstrado que deu dois tiros, mas para o ar. Concluíram, ainda, que não estava bêbado quando puxou da pistola.

Fonte: O Minho

GNR apreende 410 mil cigarros na A3

A Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal do Porto, apreendeu dia 26 de dezembro, 410 mil cigarros sem estampilha fiscal na A3, na zona de Barcelos.

No âmbito da Operação Natal e Ano Novo, os militares realizaram uma fiscalização rodoviária que culminou na interceção de um veículo que realizava o transporte dos cigarros de diversas marcas, sem que estes tivessem qualquer estampilha fiscal ou documentação que ateste a suspensão do imposto. Na sequência das diligências, foi detido um homem, de 42 anos e identificado um outro, com 46 anos, ambos pela prática do crime de introdução fraudulenta no consumo, tendo ainda sido apreendido o veículo, assim como a mercadoria, cujo valor ascende a 116 mil euros, representando um prejuízo para o estado, em sede de IT/IEC e IVA, de aproximadamente 63 mil euros.

O detido está, neste momento, a ser presente ao Tribunal Judicial de Barcelos.

Esta operação contou com o reforço do Destacamento de Ação Conjunta do Porto, da Unidade Nacional de Trânsito e com o Destacamento de Trânsito de Viana do Castelo.

N206 cortada ao trânsito devido a acidente com ferido grave

Um jovem do sexo masculino ficou em estado grave, na sequência de uma colisão entre dos veículos, ocorrida cerca das 23h30, na estrada nacional 206, que liga Famalicão à Póvoa.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, a colisão aconteceu nas proximidades do Restaurante Terra Negra, na freguesia de Negreiros, Barcelos.

Para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários de Viatodos, a Cruz Vermelha de Macieira de Rates e a VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O ferido foi levado pela Cruz Vermelha de urgência para o Hospital de Braga.

Pafil: Empresa de Barcelos muda-se para Famalicão e pretende contratar 30 colaboradores

A Pafil, empresa especializada em vestuário de neve, montanha e proteção individual, vai investir dois milhões de euros euros na construção de uma nova fábrica, em Vila Nova de Famalicão.

Esta nova unidade industrial vai ser construída na freguesia do Louro, prevendo-se que as obras estejam concluídas em Março de 2020.

A mudança de instalações prende-se essencialmente com o crescimento da empresa e com a aquisição de novas máquinas. Nas atuais instalações já não temos margem para expansão e como tal optamos por construir uma unidade de raiz.

Administrador da Pafil, Rui Pereira, em declarações ao ECO

A empresa, com mais de 30 anos de existência, trabalha com marcas como são exemplo a BMW e a Safety. Emprega atualmente 75 pessoas e, assim que se der a abertura da nova unidade em Vila Nova de Famalicão, pretende contratar mais 30.

 

 

 

Most Popular Topics

Editor Picks