Famalicão: Dois homens e uma mulher acusados de assalto em centro de estética

Dois homens e uma mulher estão acusados pelo Ministério Público de roubos em Famalicão, Amares e Póvoa de Lanhoso. São suspeitos de um assalto em setembro de 2019 a um centro de estética em Famalicão. Enquanto a arguida vigiava no exterior, os dois homens, sob ameaça de uma faca, assaltaram quatro pessoas que se encontravam no centro de estética. Levaram dinheiro, telemóveis e um computador.

Na noite anterior terão assaltado um posto de abastecimento de combustíveis na Póvoa de Lanhoso, levando dinheiro sob ameaça de faca. Foi-lhes, também, imputado um assalto a um cabeleireiro em Amares.

Acusados por roubos por esticão em Outiz e Landim

Um homem e três mulheres estão acusados, pelo Ministério Público, por roubos por esticão a idosas e assalto a uma residência. Os crimes foram cometidos nos concelhos de Barcelos e Famalicão, anunciou esta quinta-feira a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Os crimes ocorreram nas freguesias de Outiz e Landim, do concelho de Famalicão, e em Grimancelos, Roriz e Remelhe, no concelho de Barcelos, entre agosto e setembro do ano passado.

Os bens roubados estão avaliados em mais de 7.400 euros.

Detido em flagrante por tentativa de furto em fábrica de Fradelos

Na madrugada desta quinta-feira, a GNR de Famalicão deteve um homem, de 40 anos, pela tentativa de furto a uma empresa têxtil de Fradelos.

Na sequência de uma denúncia de que um veículo, com três homens no seu interior, se encontrava a rondar uma fábrica têxtil, os militares deslocaram-se para o local, tendo detetado um homem, junto à porta de entrada da fábrica, a tentar arrombar a fechadura com um pé de cabra.

Ao aperceber-se da presença dos militares da GNR, o suspeito tentou a fuga, mas rapidamente foi encontrado num terreno agrícola, apesar de escondido na vegetação.

O homem será presente, esta sexta-feira, ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

É de Vila do Conde o advogado suspeito de encomendar assalto

O advogado que encomendou um assalto armado a casa de um casal de Ribeirão, em novembro de 2019, é de Vila do Conde.

Recorde-se que segundo avançou a TVI, a PSP de Lisboa deteve esta segunda-feira um advogado do Norte do país suspeito de ter encomendado um assalto armado a casa de um casal, em Ribeirão, onde o jurista sabia que as vítimas guardavam, dentro de um cofre, um fortuna em joias e dinheiro.

Avança, ainda, a TVI, que o grupo de quatro assaltantes estava sob escuta no âmbito de outra investigação e foi numa dessas chamadas telefónicas que apareceu o advogado a sugerir-lhes o assalto que aconteceu em novembro de 2019.

As vítimas, de 62 e 65 anos, foram agredidas violentamente e ameaçadas de morte. Os quatro assaltante roubaram 16 mil euros em dinheiro e ouro avaliado em cerca de 30 mil euros.

Enquanto isso, a PSP de Lisboa, que tinha o grupo sob escuta, montou uma barricada na A1, junto às portagens de Alverca, e logo no dia seguinte deteve dois dos assaltantes, enquanto que os outros dois fugiram. Desses, um foi capturado há poucos dias, em Lisboa, depois de ter estado fora do país; o outro continua em fuga. Faltava prender o advogado mandante do crime, que foi detido da manhã desta segunda-feira e foi presente a tribunal, esta terça-feira, para aplicação de medidas de coação. Já os cúmplices estão em prisão preventiva.

Advogado é suspeito de mandar assaltar casa em Ribeirão

Segundo avança a TVI, a PSP de Lisboa deteve esta segunda-feira um advogado do Norte do país suspeito de ter encomendado um assalto armado a casa de um casal, em Ribeirão, onde o jurista sabia que as vítimas guardavam, dentro de um cofre, um fortuna em joias e dinheiro.

Avança, ainda, a TVI, que o grupo de quatro assaltantes estava sob escuta no âmbito de outra investigação e foi numa dessas chamadas telefónicas que apareceu o advogado a sugerir-lhes o assalto que aconteceu em novembro de 2019.

As vítimas, de 62 e 65 anos, foram agredidas violentamente e ameaçadas de morte. Os quatro assaltante roubaram 16 mil euros em dinheiro e ouro avaliado em cerca de 30 mil euros.

Enquanto isso, a PSP de Lisboa, que tinha o grupo sob escuta, montou uma barricada na A1, junto às portagens de Alverca, e logo no dia seguinte deteve dois dos assaltantes, enquanto que os outros dois fugiram. Desses, um foi capturado há poucos dias, em Lisboa, depois de ter estado fora do país; o outro continua em fuga. Faltava prender o advogado mandante do crime, que foi detido da manhã desta segunda-feira e será presente a tribunal, esta terça-feira, para aplicação de medidas de coação. Já os cúmplices estão em prisão preventiva.

Detido em Lisboa suspeito de assalto violento em Ribeirão

O suspeito de um assalto violento, em novembro de 2019, em Famalicão, que andava fugido das autoridades, foi detido, esta segunda-feira, em Lisboa

Na altura, três suspeitos assaltaram um casal, de 62 e 65 anos, na própria casa, em Ribeirão. Invadiram a residência e torturaram as vítimas durante horas.

Dois suspeitos foram, mais tarde, capturados em Santarém, junto às portagens de Alverca. O homem agora detido pela PSP estava foragido desde então, tendo viajado para o estrangeiro. O homem é, ainda, suspeito de mais dois assaltos violentos, no mesmo dia, na zona de Famalicão

Do assalto de novembro de 2019, os suspeitos levaram 16 mil euros e ouro avaliado em cerca de 30 mil euros.

Most Popular Topics

Editor Picks