Para onde se vai mudar a Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão

Com as obras que estão previstas para a zona do antigo campo da feira da cidade, o espaço utilizado até então para a realização da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão não vai, de forma temporária, poder receber este certame.

A mudança, tal como avançado pela Cidade Hoje em 2018, esteve para acontecer este ano mas, fruto de algumas adaptações que já foram feitas no recinto, foi possível manter-se a feira naquele local por mais uma edição.

Uma das soluções previstas para alojar a Feira de Artesanato enquanto decorrem as obras é a central de camionagem.

É espectável que essa mudança aconteça na edição de 2020 ou 2021 deste certame que tem por hábito arrancar no último fim de semana do mês de Agosto.

 

Sucesso: 200 mil pessoas visitaram a 36ª Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão

Termina este domingo a 36ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão. O certame contou com a visita de cerca de 200 mil pessoas, de acordo com dados avançados pela organização à Cidade Hoje.

Para o futuro perspectivam-se algumas mudanças, fruto das obras que estão a acontecer em torno do recinto do antigo campo de feira da cidade, no mercado municipal.

Temporariamente a Feira de Artesanato vai ter que mudar de local e isso vai acontecer no próximo ano ou daqui a dois anos.

No último dia de certame foram ainda distinguidos alguns expositores que se destacaram na feira. A Fundação Castro Alves recebeu o prémio de melhor peça de artesanato com a recriação da arca de noé.

Carros deixados no campo da feira bloqueiam viaturas que estão bem estacionadas

Com a realização da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão, o campo da feira da cidade é o espaço escolhido pela maioria das pessoas para deixar o carro enquanto visitam o certame.

Apesar do espaço oferecer lugar para mais de uma centena de viaturas este tem-se revelado pequeno para a procura que está a ter.

Com os lugares de estacionamento nas redondezas ocupados, e depois de procurarem alternativas sem sucesso, são muitos os que optam por parar o carro nos corredores de acesso aos lugares, no interior do campo da feira. A solução encontrada por estes condutores transforma-se num pesadelo para os outros, que estacionaram corretamente e nos locais destinados para o efeito, e que ficam sem espaço para manobrar a viatura quando querem abandonar o campo da feira.

A situação é recorrente e só se resolve com a intervenção das autoridades.

Most Popular Topics

Editor Picks