Braga: Jovem de 21 anos apanhado com várias armas ilegais

No passado dia 9 de outubro, pelas 21H30, na Praceta Padre Sena, cidade de Braga, a PSP abordou um indivíduo que se tinha envolvido numa desordem. O homem, de 21 anos, tinha na sua posse uma catana, e no veículo onde se encontrava tinha várias armas consideradas ilegais: uma soqueira, uma faca, uma arma de ar comprimido, uma caixa de chumbos, um aparelho eletrónico, chaves de carros, chaves de habitações e outros objetos que podem ter sido usados em atos ilícitos. Após feitas diligências, verificaram que uma das chaves apreendidas correspondia a um veículo que foi alvo de furto por carjacking.

Famalicão: Oito detidos em operação de combate ao tráfico de droga

Durante a madrugada desta terça-feira, o Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Investigação Criminal de Barcelos, desencadeou uma operação de combate ao tráfico de estupefacientes em Famalicão, tendo detido oito homens, com idades entre os 23 e os 45 anos, por posse de droga e armas ilegais.

Os militares da GNR deram cumprimento a 31 mandados de busca, nove domiciliários, 21 em veículos e num armazém e da operação resultou a apreensão de 830 doses de haxixe; 114,5 doses cannabis; dez doses de heroína; sete de cocaína; e cinco pés de plantas cannabis sativa.

Foram, ainda, apreendidas quatro armas de fogo, 43 munições de vários calibres, uma faca de cozinha e tábua com vestígios de corte de estupefaciente, bem como uma balança digital. Nesta ação também foram apreendidos cinco telemóveis, dois veículos ligeiros furtados e 7 485 euros em numerário.

Os detidos, todos com antecedentes criminais por tráfico de droga, furtos e roubos, serão presentes, esta quarta-feira, a primeiro interrogatório, no Tribunal Judicial de Guimarães.

Esta operação, que envolveu 110 elementos, contou com o reforço do Grupo de Intervenção de Ordem Pública (GIOP) da Unidade de Intervenção (UI) e Destacamento de Intervenção (DI) do Porto, da estrutura de investigação criminal dos comandos territoriais de Braga e do Porto, do Destacamento Territorial de Barcelos e com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

PSP põe cobro a rixa entre grupos rivais e apanha armas ilegais

A PSP encontrou duas pistolas de calibre 7,65 mm, para além dos respetivos carregadores, e um total de quarenta e seis munições de calibre 7,65 mm todas por deflagrar, no decurso de uma investigação que visou impedir uma rixa entre dois grupos – um Famalicão e outro de Braga.

A PSP teve conhecimento que, ao final da tarde de domingo houve uma contenda entre indivíduos residentes nas cidades de Vila Nova de Famalicão e de Braga e que, durante a noite, estaria “marcado” novo encontro entre os grupos.

Na sequência da informação, foi efetuada uma ação de controlo na Nacional 14, sentido Braga / VN Famalicão e, pelas 2 da madrugada desta segunda-feira, foi intercetada uma viatura.

No interior estavam três pessoas, residentes em Braga – uma delas do sexo feminino – com idades compreendidas entre os 49 e os 38 anos, que não apresentaram qualquer justificação para se ausentarem das suas residências.

Com base na informação que a PSP dispunha, foi efetuada revista aos indivíduos e, na posse mulher, foram detetadas duas pistolas de calibre 7,65 mm, para além dos carregadores das pistolas, foram ainda encontrados mais três carregadores e quarenta e seis munições de calibre 7,65 mm todas por deflagrar.

A mulher foi detida e os homens que se encontravam na sua companhia foram notificados da proibição de se ausentarem das suas residências e de circularem em concelho distinto do da área de residência.

GNR apreende várias armas em Famalicão

A GNR apreendeu cinco armas e identificou um homem, de 62 anos de idade, de Famalicão, por posse ilegal de armas.

Esta ação da GNR aconteceu esta terça-feira, na sequência de uma investigação que decorria desde fevereiro.

Foi cumprido um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendidas uma caçadeira, uma pistola de calibre 6.35 mm, duas facas, um gás pimenta, nove cartuchos, 22 munições calibre 6,35mm.

O suspeito foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

PSP vai destruir mais de 13.500 armas de fogo na maior ação realizada em Portugal. Entregas voluntárias aumentaram este ano

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública refere que as armas de fogo a destruir são as que foram voluntariamente entregues ou apreendidas pela PSP e declaradas perdidas a favor do Estado no âmbito de processos crime e de contraordenação.

As 13.767 armas de fogo vão ser destruídas na quarta-feira na Maia, Porto, e trata-se da quinta ação realizada este ano, num total de 35.064.

Segundo aquela força de segurança, a PSP destruiu 174.374 armas de fogo nos últimos seis anos.

A PSP indica ainda que as armas destruídas decorrem também do “aumento substancial” das entregas voluntárias, que atingiu 1.665 este ano.

Casos de Violência Doméstica: GNR retira armas e mais de 2 mil munições aos agressores

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial de Fafe, ontem, dia 15 de outubro, apreendeu cinco armas de fogo e mais de 2 mil munições, relacionadas com crimes de violência doméstica e de posse de arma proibida, no concelho de Fafe.

No âmbito da investigação por violência doméstica, os militares apuraram que um homem de 55 anos agredia, ameaçava e injuriava a sua esposa, de 59 anos. Foi realizada uma busca domiciliária que permitiu apreender uma caçadeira.

No seguimento de uma outra investigação, independente da anterior, que durava há um mês e meio, relacionada com a posse de arma ilegal, os militares apuraram que um homem, de 76 anos, teria armas e munições na sua posse, sem que estivesse habilitado para tal. Foi realizada uma busca domiciliária tendo sido apreendidas 2 157 munições de diversos calibres, três espingardas, uma espingarda de pressão de ar e uma pistola.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Fafe.

Most Popular Topics

Editor Picks