GNR atenta a comportamentos de risco na condução de motociclos

Durante uma semana, a começar já esta terça-feira, a GNR está a realizar ações de sensibilização e de fiscalização rodoviária para prevenir comportamentos de risco durante a condução de motociclos e ciclomotores nas vias com maior intensidade de tráfego.

O objetivo desta operação é inverter a tendência de aumento da sinistralidade e de contribuir para um ambiente rodoviário mais seguro. Da análise da sinistralidade envolvendo veículos de duas rodas a motor, nos anos 2018 e 2019, 1123 pessoas ficaram gravemente afetadas ou perderam a vida.

Considerando que os condutores de veículos de duas rodas a motor constituem um grupo de risco, pelas consequências dos acidentes serem normalmente graves, a GNR tem desenvolvido um conjunto de atividades pró-ativas e dissuasoras da sinistralidade rodoviária, complementadas com ações de fiscalização.

Durante a operação serão os militares da GNR estarão especialmente atentos, entre outros aspetos, ao uso do capacete; manobras perigosas; excesso de velocidade; condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

Famalicão: PAN apela a mais segurança na Avenida dos Descobrimentos

A Concelhia do PAN – Pessoas, Animais, Natureza quer que a Câmara Municipal tome medidas que garantam uma redução dos acidentes na Avenida dos Descobrimentos, nomeadamente no cruzamento entre a Rua D. Sancho I e a Rua Padre António Vieira.

O PAN acredita que estas medidas de segurança permitam também minimizar outro efeito negativo, que é o excesso de ruído, denunciado por moradores.

«As soluções, até agora, encontradas pelo Município não têm dado resposta às necessidades dos cidadãos. Contudo, torna-se de elevada importância encontrar respostas que reduzam o número de acidentes, assim como, que garanta o devido descanso dos moradores da zona envolvente», refere Sandra Pimenta, porta-voz da concelhia.

GNR apanha vinte e seis em flagrante delito

Na semana de 16 a 22 de dezembro, em ações que visaram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras, o Comando Territorial da GNR de Braga deteve 26 pessoas em flagrante delito, oito das quais por condução sob o efeito do álcool; quatro por condução sem habilitação legal; e duas por posse ilegal de arma.

Registaram-se 227 acidentes, dos quais resultaram um morto, dois feridos graves e 65 feridos leves.

Durante este período foram apreendidos 1519 artigos contrafeitos; nove armas de fogo; 2324 munições; e três facas.

GNR vai sugerir alterações nas estradas da região para as tornar mais seguras

A Guarda Nacional Republicana encontra-se a fazer o levantamento de locais nas estradas do distrito de Braga onde existem falhas consideradas graves, que podem colocar em risco quem nelas circula.

O dossiê está a ser preparado e deve ser entregue em breve às autoridades competentes de forma a serem corrigidos os pontes onde a sinistralidade é considerável.

Não são pontos negros, mas sim locais com falhas estruturantes. É uma realidade que nos preocupa, pois temos tido uma elevada taxa de mortalidade em acidentes nas estradas. Vamos informar as entidades responsáveis no sentido de introduzir algumas correções nas vias. São locais fora de um padrão único. Desde traçados de auto-estrada, itinerários principais, estradas municipais e nacionais

Coronel Borlido da Rocha – Declarações ao Diário do Minho

 

Most Popular Topics

Editor Picks