Famalicão: Choque entre dois automóveis provoca dois feridos

Dois automóveis estiveram envolvidos, na tarde desta quinta-feira, num violento acidente com elevados danos materiais.

Apesar da violência do embate, há a registar dois feridos ligeiros que foram transportados ao hospital de Famalicão.

O sinistro aconteceu na Avenida S. Silvestre, na freguesia de Requião.

Os BV de Famalicão mobilizaram para o local duas viaturas e quatro operacionais.

Despiste na A7 provoca ferido grave

Um ferido grave é o resultado de um despiste na autoestrada A7, sentido Famalicão/Vila do Conde. O acidente ocorreu esta manhã, por volta das 08h25, na zona de Fradelos, numa reta da autoestrada.

O ferido é um médico, de 70 anos. Foi transportado pelos Bombeiros Voluntários de Famalicão para o Hospital de Braga.

As causas do despiste do carro, que ficou imobilizado na berma, ainda estão por apurar. O trânsito esteve condicionado e a Brigada de Trânsito também esteve no local.

(Foto: BV Famalicão)

Capotamento condiciona trânsito na A7

Esta quarta-feira, uma carrinha que transportava produtos de higiene e limpeza despistou-se na A7, sentido Famalicão – Vila do Conde. Não há feridos a registar, mas o trânsito ficou condicionado. O capotamento do veículo obrigou a que o trânsito circulasse apenas por uma faixa de rodagem.

Além dos Bombeiros de Famalicão, no local estiveram o Destacamento de Trânsito da GNR e elementos da concessionária.

Envolvidos em acidentes detidos por embriaguez

Na noite desta segunda-feira, pelas 21H21, na Avenida Eng.º Pinheiro Braga, a PSP deteve um homem, com 51 anos de idade por condução sob o efeito do álcool.

O detido esteve envolvido num acidente de viação e ao ser submetido ao teste de alcoolemia apresentou uma TAS de 1,96 g/l no sangue.

Já esta madrugada, pelas 01H18, na Rua de Campos, nova detenção. Desta feita, um homem com 38 anos de idade, também interveniente num acidente de viação e que apresentou uma taxa de álcool de 1,48g/l.

Petição pública devido à morte de motard famalicense

Está a circular na internet uma petição, que já conta com 1700 assinaturas, a exigir a georreferenciacão de chamadas de emergência para o 112.

A iniciativa surge pela mão de Rui Sá Carneiro, de Gondomar, que foi a primeira pessoa a tentar socorrer o motard de Gondifelos, José Manuel Silva, de 49 anos, que foi vítima de um acidente mortal, no dia 28 de maio, na saída para a A11 e A3 da Circular Interna de Braga.

Rui Carneiro ligou para o 112, mas garante, em declarações ao Diário do Minho, que o socorro demorou tempo a chegar porque não conseguiram perceber onde era o acidente.

Recorde-se que o processo de georeferenciação das chamadas de emergência já foi anunciado pelo Governo, mas nunca foi implementado.

Por isso, avança com a petição “Exigir o acesso dos serviços de emergência (112) à localização de cidadãos que precisam de auxílio” para levar à Assembleia da República.

Most Popular Topics

Editor Picks