Supremo Tribunal de Justiça confirma condenação de 17 anos a namorada de Hugo Oliveira

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a condenação, a 17 anos de prisão, da namorada de Hugo Oliveira, natural de Requião, morto no dia 24 de dezembro de 2016, no Parque das Nações, em Lisboa.

Foi condenada por provocar a morte de Hugo Oliveira, algo que continua a negar. Alega que houve um pacto para que os dois cometessem suicídio, mas ela acabou por não o fazer. Depois de um jantar no Ritz, o jovem de Requião tomou comprimidos e terá ficado inanimado na cama. A arguida é acusada de despejar um pacote de gelo seco e de provocar um incêndio na cama.

Fernanda nega as acusações, afirmando que se limitou a seguir as instruções do namorado. A defesa fala em ajuda ao suicídio; mas o Tribunal entende que se aproveitou da intenção suicida de Hugo Oliveira. O objetivo seria pôr fim a uma alegada encenação de que estaria grávida.

Depois do crime veio para Gaia, onde tinha apartamento.